PARTICIPANTES

 

1- João Coelho dos Santos
2- Clara da Costa
3- Cema Razier
4- JAS
5- Isabel C S Vargas
6- José Hilton Rosa
7- Maria Olga de Oliveira Lima
8- There Válio
9- Edilson Xavier de Menezes/Edmen
10- Ilze Soares
11- Sônia Nogueira
12- Yna Beta

13- MaluBarni
14- Gloria Tabet Marson
15- Zenaide Giovinazzo
16- Marinez Stringheta/Mara Poeta
18- Maria de Fátima Delfina de Moraes
19- Mifori
20- Gina Maia
21- Eri Paiva
22- Rita Rocha
23- JAS

 

 

 

 NAQUELE DIA

João Coelho dos Santos

Naquele dia em que te vi
Soube que via, não duvidei,
O meu amor verdadeiro,
Por isso mesmo o primeiro,
Que em cada jornada foi celebrado
E mais e mais se iluminou
Com o calor do fogo sagrado.

Na noite desse mesmo dia
Agarrei o sonho que fugia.
No sonho a noite ventava,
Na noite o céu se escondia,
No céu a nuvem corria,
Na nuvem a lua espreitava,
Nessa noite eu já sonhava.
Contigo!

 

 

Naquele Dia

Clara da Costa

O tempo ironiza o sentimento.
Um suspiro na noite desperta a saudade.
Renasço com as estrelas que beijam o firmamento
Uma lágrima se esconde, assanho a felicidade.

Lembro que naquele dia,
Tua boca macia, teu cativante sorriso a me fitar,
Desvendou o mais incrível segredo da vida
Que foi a certeza de te amar.

Hoje, as horas se mostram fugazes...
Da janela sorrio,
Meu pensamento à procura do teu,
No tempo que te guardou para mim...

 

 

Naquele Dia

Cema Raizier

Triste lembrança...
Mora no coração
Ainda vejo tua partida
Marcada pelo apito do trem
E o cheiro da fumaça
Impregnando saudades...
Voltei pelos trilhos
Encurtando caminhos
Penso naquele dia
De ares melancólicos
E no mundão de trilhos...
Perdidos no tempo
No dia marcado
E marcante...

 

 

Naquele Dia

JAS

Eu sempre olho para o céu te procurando
E com uma vontade louca de ter asas
E voar para te encontrar no infinito
E de tanto olhar para o céu
Naquele dia as estrelas me disseram:
Que um dia eu iria acordar e te encontrar
E viveríamos um amor intenso
E não conseguiria mais tirar você dos meus sonhos...

 

 

Naquele dia

Isabel C S Vargas

Naquele dia em que te encontrei
E percebi que sorrias para mim,
Retribui o sorriso que vinha de teu olhar.
Sabia que tinha encontrado alguém especial.

Não imaginávamos que tinhamos
Nos encontrado para sempre.
Foi inesquecível aquele carnaval
Que embalou nossos sonhos.

Juntos construímos uma vida
Uma família que resistiu à tudo
Só não resistisses à nossa maior dor
Por isso me fazes tanta falta.

 

 

Naquele dia

José Hilton Rosa

Chegando na hora certa
Caminhando pela rua de pedra
Contrário ao barulho me fez careta
Convido meu amor, tomar chá ao pé do cedro

Feitio de menino no corre-corre
Faz meu dia passar sempre igual
Faz saudade me levando ao porre
Fico preso no meu mundo fulgural

Pedra partida em lascas
Pedindo beijos ao filho ao deitar
Partindo cedo o sol me fez rugas
Pães no café me fez engordar

Tocar lavoura, estou velho já não tenho aquele gás
Naquele dia levei Maria para comigo morar

 

 

Naquele Dia

Maria Olga de Oliveira Lima

Naquele dia o tempo sorria...
Tudo... flores,
Caminhos deslumbrantes,
Sorrisos, gargalhadas
Grandes emoções!
Alegrias!!!
Tudo era plano
Numa vida bacana.
Não havia altos e baixos.
Hoje restam lembranças... saudades..
E lágrimas numa face cansada
E envelhecida pelas turbulências da vida...
Coração, companheiro da solidão.

 

 

Naquele Dia

There Válio

O tempo vai passando...
E as lembranças aflorando.
Volto ao passado...
Você todo charmoso,
Cheio de promessas de amor,
Conquistou meu coração.

 

 

NEM TUDO SE PERDEU

Edilson Xavier de Menezes/Edmen

Um dia eu nasci.
De repente eu só descobri que havia crescido depois que te conheci e neste conhecimento, eu encontrei o amor e me transformei neste inveterado sonhador.
Nos inúmeros encontros que tivemos, eu te mostrei o início do caminho da vida e neste caminho eu te disse que existiam lindas flores, brumas e abrolhos, mas também muitos espinhos.
O amor nos faz sofrer, eu também disse, mas se não houver dor, não será amor, por que o amor se mistura as flores, as brumas e aos abrolhos, mas também a dor.
Quero que saibas que tuas lágrimas são minhas lágrimas também, mas quando sorrimos, a alegria nos faz tanto bem! E este bem é porque ela nos mostra a felicidade e esta é duradoura.
Eu quisera ser mais do que sou, mais do que ser um sonhador, para aprender mais do amor. Só assim eu poderia me libertar dos elos do meu passado e quem sabe, eu me fizesse teu único e sempre amado.
O que me entristece, não é saber o suficiente de ti,
mas, o que eu não sei ainda de mim.
Assim eu vivo e viverei sempre no amor, por que o amor me faz bem e certamente deve fazer este bem a você também. E por amor eu sempre serei um sonhador e por amor eu sempre serei, ainda que distante,
o seu único e inesquecível amor.

 

 

Naquele Dia

Ilze Soares

Foi como se o mundo girasse
muito, muito rapidamente...
Senti arder minha face
e sorri alegremente.
Naquele instante,
dentro dos seus braços,
pedi a Deus que o tempo parasse
e eu ficasse eternamente
naquele abraço.

 

 

Naquele Dia

Sônia Nogueira

A mesa vazia de pratos e silêncio
Dois olhares fixos na televisão
Duas mentes ansiosas no mistério
Duas mãos se encontram em união.

Corações agitados se olharam
Em sussurro mutuo e persistente
Com mesma canção e afirmaram
Adoro –te, de forma consistente

Um verão apenas o sol brilhou
Ali camuflado e pouca duração
Sem temperatura a terra esfriou
Distância sem adeus sem sorriso

Girou na rude a fria contramão
Palavras fugiram sem improviso

 

 

Naquele dia

Yna Beta

Céu límpido e sol brilhante.
Um amanhecer deslumbrante!
No meu olhar, vi tua alegria,
Teu sorriso maroto. Pura magia!

Teus olhos me viam com cobiça.
Teu corpo nu enchia-me de premissas.
Teus braços ansiosos ainda me abraçam
Teus lábios com desejos me abrasam.

Sou presa fácil quando caio nos teus braços
Abraço forte que me envolve como um laço
Naquele dia foste o maior de tantos mais.

Abro a janela vejo então que o sol sorriu,
Dos doces instantes que a lua encobriu
Que nosso amor não se acabe, jamais!

 

 

Naquele Dia

MaluBarni

Naquele dia marcado não vieste
Não fizeste contato, nada disseste.
Fiquei com coração todo ferido
Nem viste meu vaso todo florido.

Desde então estou muito só
Já pensei noutro amor por dó.
Desta vez será alguém que não mente.
Será alguém feliz e contente.

 

 

NAQUELE DIA

Glória Tabet Marson

No tempo de simples flerte,
cada olhar não foi em vão;
naquele dia, rever-te...
Entreguei meu coração!

 

 

LEMBRANÇAS

Zenaide Giovinazzo

Em viagens noturnas
vejo seu rosto, seu sorriso,
sinto seus beijos, seus toques,
indo devagar, ao paraíso.
Sonhos, saudades, desejos,
e para saborear a distância,
aconchegantes momentos de amor,
constelações invadindo sentimentos,
longe, perto, seja onde for...

 

 

Naquele Dia...

Marinez Stringheta/Mara Poeta

O Sol adormecia
No céu, a Lua Cheia espiava
O abraço dos amantes
Na curva da estrada
Perfumada pelos jasmins
Você surgia
E eu no alpendre a te sondar.

 

 

NAQUELE DIA

Maria de Fátima Delfina de Moraes

... o luar a iluminar teu sorriso,
de amor, de amado, de amante.
Busco ao luar o sorriso teu
triste sina ao não encontrar
o amor que foi tão meu.

 

 

Naquele Dia

Mifori

Muito alegre e esperançosa,
eu cantava bem baixinho!
Num belo jardim de rosa
caminhava com carinho...

De repente ao meu encontro
vem um ser muito simpático!
Surpresa com o confronto,
sorrio ao ser carismático!

Hoje a Deus eu agradeço...
Naquele dia eu senti,
inda sinto que mereço...
O que vivo junto a ti!

 

 

NAQUELE DIA

GINA MAIA

NAQUELE DIA
1950 / 1960

Largo da Aldeia , ambiente soalheiro.
Saltimbancos eram pobres, mas felizes.
Acomodavam-se naquele palheiro
de onde se ouviam os risos dos petizes.

À noite a comédia era divina.
Os espectadores traziam seus bancos.
Os palhaços tocavam clarinete e concertina.
Com os Robertos as risadas; risos francos!

Naquele dia nada era tormento.
A alegria que ainda sentiam,
no mulherio e nas crianças que riam.

No outro dia os actores prosseguiam
guardando o escasso rendimento.
Sem televisão, eram um entretenimento!!!

 

 

NAQUELE DIA

Eri Paiva

Naquele dia estava tão feliz a esperar
A resposta que tanto pedia meu coração.
Nem sei por quanto tempo estive a imaginar
Nosso encontro, inesquecível, cheio de emoção!

No aconchego dos teus braços eu esquecia
As razões que fizeram o findar de nosso amor
Teus olhos dançavam e brilhavam de alegria
Enquanto nossos corações pulsavam sem temor,

Sem pressa, no silêncio de tão feliz momento,
Sem nada atrapalhando nossa doce euforia,
Sem cobrança, sem pergunta, sequer julgamento.
De paz e encanto nossa alma se consumia!

Te esperei em vão! Deixaste-me em agonia!
Voltei pra casa só; alma e coração tristes....
Quero que saibas: me humilhaste naquele dia,
E, a partir desse dia, para mim não mais existes!

 

 


Naquele dia

Rita Rocha

Decidi por própria conta
enfeitar minha janela;
me senti um tanto tonta
a escolher a flor mais bela.

Fiz florir a jardineira,
mas só com flor amarela;
no canteiro, só na beira,
formou-se minha aquarela!

Ficara um canto formoso,
mas abri a bambinela,
e algum vento bem teimoso
foi entrando na janela...

Derrubando a floração,
estragou minha alegria;
fez chorar meu coração,
mas, em tudo, vi poesia!

 

 

Naquele Dia...

JAS

Naquele dia em que acordei muito frágil
Com minha alma triste
E precisando de um carinho suave seu

Imerge em mim a euforia
De encontrá-la novamente
Com seu suave encanto
A espalhar poeira de estrelas

Tendo no coração
A esperança de vê-la em meus braços
Pagando suas promessas
De que nunca mais me deixaria sozinho...

 

 

Edição Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::