PARTICIPANTES

 

1- João Coelho dos Santos
2- Clara da Costa
3- Maria do Carmo Costa
4- There Válio
5- Isabel C S Vargas
6- Eugénio de Sá
7- Gina Maia
8- Yna Beta
9- Sonia Nogueira
10- Maria Olga de Oliveira Lima
11- José Hilton Rosa
12- Maria de Fátima Delfina de Moraes
13- Cel (Cecília Carvalho)
14- Ilze Soares
15- Cássia Vicente
16- Marinez Stringheta/ Mara Poeta
17- Eline Santos
18- Sérgio Diniz Barros Guedes
19- Rita Rocha
20- Zenaide Giovinazzo
21- Ciducha Seefelder
22- Gislaine Canales
23- Sueli do Espírito Santo
24- JAS
25- Eliana Ellinger
26- Cida Micossi
27- José Ernesto Ferraresso
28- Maria Tomasia
29- Lóla Prata
30- Nilza Stringhetta Rossi
31- Malu

 

 

 

SOU

João Coelho dos Santos

Sou albergue
De desejos simples e patetas, fortes e vitais,
Que não se concretizam, jamais.
Sou o que se esquivou de tormentos infindos,

O que ainda se ufana em gabarolice infantil,
O que escuta a canção de mil vozes da natureza,
O que lacónico e esquivo
Medita sobre a transitoriedade da humanidade.

Sou aquele
Que batido por golpe de vento,
De pele eriçada, transido de frio,
Envolto pelas maldades do mundo,

Se delicia com um sorriso secreto,
Supera o conflito das palavras
E que, oculto atrás das ruinas,
Misterioso e fascinante,

Não sabe se o mundo é ilusão ou o acaso.
Sou aquele jovem
Que ingénuo e idealista
Se sentiu adulado por uns,
Odiado e desprezado por outros,
Sem saber por quê.

Sou dono
De sonhos dissipados
No silêncio da emoção
E sou
Quem, em sintonia e harmonia,
Limpa o suor de batalhas

Não travadas a esmo
No tempo sem tempo,
O que busca a virtude
No carinho de uma chama
E sente o fim de triste sinfonia

Enquanto, no céu pardacento,
Tímida se esconde a lua.

 

 

Sou

Clara da Costa

Sou como um pássaro
Que voa rumo ao infinito
Como a alma liberta de uma criança
Que sorri andando pela vida
A colher alegrias.

Sou amante da minha fantasia
Que saltita nas entrelinhas da mais doce poesia
Confessando seu amor
Naquela metáfora mais bonita.

E sou
Aquele coração descompassado
Finge que dorme
Que não sente
Mas nos recantos d’alma
É feito uma criança distraída,

Que flerta com a natureza,
Deita e adormece feliz,
No colo da lua.

 

 

Amor eu sou!

Maria do Carmo Costa

Sou constituída de micro partículas
do mais doce dos sentimentos!
Respiro amor,
ao acordar e sentir a vida fluir
em todo o meu corpo!

Exalo amor,
quando sinto que sou necessária
para acalentar e aliviar o sofrimento
de alguém que confia
em mim!

Sacio minha sede e fome de amor
ao escutar palavras carinhosas
que elevam minh'alma
numa satisfação
infinita!

Necessito de doses diárias
como antídoto e como escudo,
para vencer com galhardia
as intempéries da vida!

E por ser assim constituída,
sou uma eterna e louca apaixonada
pelos mínimos e simples detalhes
deste nosso universo maravilhoso,
mesmo sem ter motivos!

Ou melhor, sempre tenho motivos,
pois nasci amor, vivo amor
e morrerei amor!

 

 

SOU

There Válio

Sou um pássaro que voa livre e solto,
Num universo imenso e belo.
Entre as nuvens descanso feliz
Sem ter que me preocupar
Com os problemas terrenos.

Sou a planta que nasce vigorosa,
Cresce formosa produzindo flores
Que se transformarão em deliciosos frutos.

Sou a rosa vermelha perfumada,
Que encanta os enamorados,
Na declaração de amor.
Sou o vai e vem da vida,
Na busca da sobrevivência

Num mundo competitivo
Que não abre espaço...
Sem a luta por um ideal.
Sou tudo e não sou nada...

Sou passagem de ida e volta
Nos tormentos e na alegria.
Enfim sou o que sou...
Até ser apenas... lembranças...

 

 

SOU FILHO DO TEMPO

Isabel C S Vargas

Sem cessar, sem descanso,
O tempo gira tal qual rosa dos ventos
A indicar direção e velocidade.
Ele dá, ele tira.
Há tempo de nascer, de crescer e evoluir,
De rir e chorar, de enxugar as lágrimas.
Amar, sofrer, plantar e colher
Em um incessante carrossel
Que não pára, jamais.
Por fim, chegando ao momento
De novos ciclos começarem,
A tudo renovando,
Levando embora aqueles
Cuja missão foi cumprida.

 

 

SOU

Eugénio de Sá

Sou aquele que te preenche as noites
Que te dá o sentido ao que imaginas
Sou o poeta das letras que dominas

E se não tenho hora de chegar
É porque não me ditas um horário
senão faria disso um facto primário
E não terias de que te queixar

Separados não estamos, somos um,
por isso a minha imagem tens presente
e apalpas um vazio que julgas quente
na tua cama feita pra homem nenhum

Então vestes-me o sonho e sou de carne
e mando no teu corpo alegremente
mas o sonho é letárgico, dormente,
E o acordares confrange o próprio cerne

Doi-te então o sentido quando sentes
que aquela cama que julgavas plena
não tem mais que uma alma pequena,
encolhida, porque a ti própria mentes

E ao entrar-te pela janela o vento
traz consigo os ecos d'amargura
que te nega a esperança da ventura
De que a tua ilusão é vão sustento

 

 

Sou...!

Gina Maia

Sou árvore tombada pelos ventos,
mas florescem miosótis em meu sombrio.
Apesar de minhas dores e desalentos,
minha barca ainda se faz ao rio!

 

 

Sou

Yna Beta

Sou gata no cio
A espreitar teus belos olhos,
Nele embeveço-me quando em sintonia
De nossos corpos,
Nos amamos...

Sou água cristalina
Onde banhas com teu corpo minha entranha,
Em noite de luar...

Sou borboleta atrevida
Que pousa em teu regaço
Quando o cansaço se rende
Aí nosso amar...

Sou a bússola
Que conduz teu coração
Ao peito meu que finge dormir
Ao descompasso do êxtase...

Sou a amante
Que sonha com alma de criança
Que brinca na areia
Fazendo castelo eterno
Sob a luz das estrelas ...

Sou tua...

 

 

SOU

Sonia Nogueira

Cativa de mim confesso
Sol sempre em claridade
Lua respirando poesia
Aprendiz do tempo
Encontro meu reverso
Incrustado na saudade
Pensamento em revelia
Viaja sob o vento
No coração impresso
Amor ainda validade
Errante em agonia
Distante vai atento
Rimando nestes versos
A vida em liberdade
Se sonho é covardia
Perdoem meu intento
Juiz de mim, confesso
A vida em brevidade
A Deus que é meu guia
Rogo-te és meu talento
Aprendiz das artes
Sigo vocês na leitura
Com o coração grato.

 

 

Sou

Maria Olga de Oliveira Lima

Sou como o vento ou canto
Sou igual ao bálsamo, peso ou o balanço
Sou tal o mar, oceano
Sou o rio em seu remanso.

Sou inteira... só poesia
Nas cores da alegria.
Sou cachoeira ou mina
Sou a rosa mais cheirosa
Que a brisa acaricia.

E quando perto de você
Sou mais que isso que vês
Eu sou a tua Felicidade.

E pra dizer a verdade:
Nada eu consigo ser
E nada mesmo eu sou
Sem a tua companhia.

 

 

Sou ...

José Hilton Rosa

sou vento
sou chuva
mata fechada
água pura que brota
sou boto
sou abelha que fez o seu mel
levo amor num barco de papel

 

 

Sou...

Maria de Fátima Delfina de Moraes

.... a estrela cadente que levita
em noturno silêncio;
sou meia lua esmaecida,
entre nuvens cinzentas nas madrugadas;
sou raio rasgando os céus
em meio a vorazes tempestades;
sou chuva que desaba,
torrente de lágrimas
que deságua na dor de uma saudade.

 

 

Sou cisne branco

by Cel

Sou cisne branco
que invade o silêncio da noite,
sou valsa, descalça,
tenho a graça das águias,
sou cisce de LUZ ...

Sou cisne branco
sou facho de luz
nas noites quando apagadas
sem graça, nua, sem luz...

Sou cisne branco
esperança do amanhã
como o sol e a chuva
o abraço amigo
o beijo no rosto, o retorno ...

Eu danço entre as estrelas
sou sonho dos amantes
que me vêm, me tocam, me desejam
sou PAZ ..

*** Labirintos da Alma ***

 

 

Eu Sou

Ilze Soares

Não queiram me modificar!
Não tenho asas, caminho com os pés no chão,
mas voo com a imaginação!
Sou única, como eu não existe ninguém igual.
Por que querem me mudar?
Fórmula certa é só para bolo,
eu sou diferente de vocês e vou melhorando com meus aprendizados,
com acertos e erros,
com os tropeços da vida
que me fazem cair, levantar, sacudir a poeira e continuar,
sem olhar para trás!
Cada dia é um recomeço
e é assim que cresço
para amanhã ser melhor.
Não exijam de meus sentimentos
uma certa coerência...
Sou poeta, escrevo o momento.
O amanhã...Nem sei se virá!...
Mas eu o preparo agora,
não espero chegar a hora.

 

 

Sou

Cássia Vicente

Sou ainda aquela menina
que ontem sofria por amor
e escrevia poemas sem saber...

Sou ainda aquela adolescente
que, despretensiosa soletrava
em verso e prosa palavras de amor...

Sou ainda aquela mulher
que sofreu por opção
e escreveu, poesias de amor...

Sou ainda todas elas em uma
no auge da idade,
escrevendo toda prosa.

 

 

SOU

Marinez Stringheta/ Mara Poeta

Sou a chuva que fina cai
Lava a alma, a dor
E num clarão de Sol, se vai.

Sou o vento que corre contra o tempo
Trazendo seu alento
Na madrugada fria,

O falso verão de uma tarde primaveril,
A tristeza e alegria
Derramadas em poesia,

O poeta voando alto
Liberto de todas as amarras,
O pensamento e a vontade,

A lembrança e a saudade
De um mundo
Repleto de amor.

Sou a Paz que faz morada
No seu e no meu interior.

 

 

SOU

Eline Santos

Sou o pirilampo que na madrugada fria
Alumio o caminho da amada,
Provando assim o tamanho do meu amor.

Sou a pedra gigante que formo paredões
Enfrentando o vento cortante da madrugada,
Que lapida e também desgasta

Minhas paredes frias em noites enluaradas.
Sou o chão encharcando que dá vida a sementes
Outras vezes, sou solo ressequido pelo sol

Provoco a fome e morte eminente
Aos animais e aos homens.
Às vezes, sou flor sem perfume no vício da vida.

Sou o tempo que dá respostas,
E outras vezes nem falar posso
Diante do descalabro que invade a vida

Nos negando o direito de perguntas e respostas.
Sou o arsenal de desejos, que ensejo um mundo melhor.
Sou a pétala que flutua, que flutua

Na aspereza dos desejos, na busca incessante
De um mundo melhor, que se enquadre
No voo suave da esperança...

Sou a quietude e o querer a alegria de um bem viver,
A eternização de um amor sem fim,
Sou vida repleta de desejos querendo apenas viver.

 

 

SOU...

Sérgio Diniz Barros Guedes

Sou seu orvalho da manhã
banhando suas pétalas,
rosa estrela do meu mundo,
talismã do amanhã.
Sou seu espelho
que sorri e te beija
toda vez que tenta
me enxergar.

Sou seu cristal
que ilumina seu viver,
luz do bem querer
que sustenta o jardim
da nossa vida.

Sou tudo,
fora e dentro de você
tento e invento,
procuro a palavra certa
para lhe dizer
ressuscito o amor perdido
que há muito tempo
estava ferido.

Sou seu colchão
que espera sua alma deitar
para em meus braços
acariciar todos seus traços
e neste balanço
da carruagem do amor,
de corpos colados
começar a nos amar,
seja de que forma for.

 

 

Sou

Rita Rocha

Sou pessoa tão modesta,
que verdade quer buscar;
se não tenho vida em festa,
vivo sempre a me alegrar.

Já não perco as minhas horas
nas vãs lembranças doídas;
procuro sempre as melhoras
nas bonanças bem vividas.

Sou de Virgem, 'pé no chão',
sem ter mágoa, nem rancor;
jamais me falta o perdão,
o qual oferto com amor!

 

 

SOU SUA

Zenaide Giovinazzo

Em viagens noturnas
vejo seu rosto, seu sorriso,
sinto seus beijos, seus toques,
indo devagar, ao paraíso.

Sonhos, saudades, desejos,
e para saborear a distância,
aconchegantes momentos de amor,
constelações invadindo sentimentos,
longe, perto, seja onde for...

 

 

Quem sou eu?

Ciducha Seefelder

Uma mulher que viveu
todas as alegrias e desventuras!
Conquistou e perdeu amores,
ganhou filhos e foi privada de um deles.
Riu e chorou... viu o amanhecer e o entardecer,
falou e ouviu... enfim, viveu!
Não preciso saber muito mais de mim
A sinceridade de minhas palavras (e versos) dizem tudo!
Falar sobre mim mesma é muito difícil,
pois eu acho que não me conheço bem.
Sei de algumas virtudes que tenho e de muitos defeitos.
Mas falar deles ou é cabotinismo ou masoquismo.
Ademais, não saberia quais aspectos abordar do meu ego.
Realmente não sei o que lhes dizer a meu respeito.
Creio que meus mortos
fazem o que sou
Pessoas idas, fatos, lugares
traduzem o meu jeito.
Enfim... sou o que morreu em mim
e mesmo assim, me quero viva,
alimento o sonho, a dor, o amor
E até a solidão!

 

 

SOU

Gislaine Canales

“Somos os dois um só mundo”,
somos um só, na verdade,
e esse nosso amor profundo,
é mais que amor, é amizade!

 

 

ASSIM SOU

Sueli do Espírito Santo

Sou assim, como uma estrela cadente
tem seu brilho mas cai de repente
no vazio da noite, na escuridão
mesmo meio lenta, ela tenta
e levanta-se como fosse um balão
com um novo brilho reluzente.
Assim sou, uma alma ascendente.

 

 

SOU

JAS

Sou um formatador
Embora me chamem de poeta
Pelos meus textos mentirosos
Nos quais eu conto
Vivências existenciais
Não vividas, não sentidas
O que me qualifica
Como um pseudo poeta.
Mas como formatador sim
Eu sou modéstia à parte um mestre
Que já fui chamado de
Poeta das formatações
Pelo grande poeta José Balbino
Mas eu sou mesmo
É um trabalhador contumaz
Que vive a pesquisar na internet
E descobre no Pinterest entre outros
Figuras, panos de fundo etc...
Para trabalhando no photoshop
Criar formas de abrilhantar os textos
Das verdadeiras poetisas e poetas
Que estes sim são os verdadeiros
Artistas da criação!

 

 

SOU

Eliana Ellinger

Sou a brisa a soprar na tua praia,
o vento brando acariciando-te o rosto...
Voraz como um tornado, devassidão de teus prazeres,
dando à teus desejos todos os poderes !

Sou assim, uma garoa na tua madrugada,
pingos de chuva por tua terra aguardada...
Tempestuosa ao teu corpo me achegar,
sem que nada me impeça de amores te encantar !

Tenho das frutas sabores, o suave perfume das flores,
minha pele tão macia, como um néctar te inebria...
Sou teu pássaro cativo, de amor acorrentada,
da canção vibro os tons, acompanhando teus sons !

Sou o sol que te aquece, a lua que te adormece,
do teu céu o paraíso, quando em teu corpo deslizo...
Sou o amor, sou a saudade, sou a tua eternidade !

Sou eu tua ternura, sou tua jóia mais pura,
sou teu vinho saboroso, a cada gole de um gozo...
Sou como a primavera, tua mais bela estação !

Tu para mim és a vida, uma estrada colorida
que meu destino traçou... És os versos que componho,
és o meu mais doce sonho, és minha louca paixão !

 

 

SOU

Cida Micossi

Fonte de água cristalina,
Esperança que o tempo efetivou.
Sou ave que protege seu ninho,
Folha de outono que o vento levou.

Sou livro na estante
À espera de um leitor.

Sou o toque delicado
De mulher com sonhos de menina.
Sou mulher madura
A quem o amor ainda fascina.

 

 

Eu Sou

José Ernesto Ferraresso

Aquele que aceita a vida como ela é,
Acredita que todos os dias é um recomeço.
Uma parte de mim é compreensão,
Outra parte é puramente razão.

Sou alguém que quando perde sabe compreender,
Quando é derrotado consegue sobreviver.
Quando erra tenta entender,
Quando conquista sabe agradecer

Aquele que acredita no Supremo Ser,
Que rege esse mundo e nos faz crer.
Que sempre aprendemos saber perder,
É Ele que nos faz aceitar e entender .

Uma parte minha é angústia,
Outra parte é só alegria.
O que não deixo de acreditar,
É que por Ele consigo conquistar.

 

 

SOU

Maria Tomasia

Sou pássaro que canta
fruta que a todos alimenta.
aquela que a tristeza espanta
e no colo acalenta.

Sou água que mata a sede
de todos os viajantes.
Sob o céu deita na rede
nos campos verdejantes.

Criatura que chegou ao mundo
para ser e fazer feliz.
Que sente um amor profundo
e da vida ainda é aprendiz.

 

 

Sou

Lóla Prata

Pretendendo ser melhor
do que sou na realidade,
eu fingi..., mas foi pior:
falhei na autenticidade!

 

 

SOU

Nilza Stringhetta Rossi

Sou a soma de todas as dádivas de Deus
Que conhece o dom do saber infinito
Sou luz que brilha indicando o caminho
Afasta espinho e clareia o espaço
Sou aquele que te ama de verdade
Sou caridade
Sua fé chega a mim em um raio que brilha
Protejo a família o céu e a terra
Minhas bênçãos estão gravadas em meu semblante
Sereno eu sou, a paz vive comigo.
Encontro abrigos a todos que confiam em mim
Meu amor é maior que o vento
Sou alento, meus pensamento são ventania.
Observo o mundo na noite e de dia.
Sou amigo, irmão e conselheiro.
Estarei sempre ao teu lado.
Amado filho de Deus!

 

 

Sou a esteta sem letras,
que quer muito escrever,
Sou andorinha mas nunca sou verão.
Sou a raspa da laranja,
pois só dou o gostinho.

Já não procuro o caminho,
já não revelo os moinhos.
Mas também sou poesia,
na ponta de uma sílaba,
e me esparramo em versos.

Malu

 

 

 

Créditos
Tag Luzes Del PSP
Tutorial Maria José
Imagem ©Laury blank
Música Órla Fallon - Winter Fire and Snow
Arte e Formatação HildaRosa
Edição Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::