PARTICIPANTES

1_ Cássia Vicente
2- Ilze Soares.
3- Clara da Costa
4- Analuz Sangiorgi
5- Borbollettah Sandra Regina
6- Roze Alves
7- Zenaide Giovinazzo
8- Cida Micossi
9- Candy Saad
10- Kedma O'Liver
11- José Ernesto Ferraresso
12- Humberto-Poeta
13- Cibele Carvalho
14- Eduardo Samuel Ferreira
15- Maria Tomasia
16- Susana Custódio(Portugal)
17- Cel ( Cecilia Carvalho)
18- Beki Bassan
19- Naidaterra
20- Maria Olga de Oliveira Lima
21- Fátima Abrantes
22- Paulo Silveira de Ávila
23- Tereza da Praia
24- Menduina
25- Solange Bretas
26- Maria Thereza Neves
27- Iza Mota
28- Diógenes Davanzo
29- Fátima Mello(Fofinha)
30- Susana Mendes
31- Ervin Figueiredo
32- JVerdasca (Portugal)
33- Luiza Benício
34- Marcos Toledo
35- Rute Seubert
36- Wilton Almeida Reis
37- Ruthy Neves
38- Maria de Fátima Delfina de Moraes
39- Leda Terezinha Rubin
40- Oiara Bittencourt
41- Isabel Passos (Portugal)
42- Katarina Madeira(Portugal)
43- Ary Franco
44- JVerdasca (Portugal)
45- Tarcisio Ribeiro Costa
46- Stella Marques
47- Mavi Lamas
48- Neusa Mendonça
49- Jorge Jacinto
50- Helena Luna
51- Conselheirodapaz- Marcelino

 

 

 

DECIFRA-ME

Cássia Vicente

Onde palavras extravasam a alma
tudo pode declarar,
como tudo pode camuflar
...decifra-me...
pode se surpreender
como pode se apaixonar...

 

 

 

 

Decifra-me

Ilze Soares

Às vezes sou incógnita...
Meio misterio,meio descoberta,
nem sempre alegre, nem sempre triste...
Ora horrorosa, ora bonita,
algumas vezes querendo voce longe,
mas, na maioria, bem perto...
Nem sempre serena,
nem sempre agitada...
Sempre, sempre apaixonada!
Pela vida sou encantada.
Se voce estiver interessado...
Decifra-me!

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Clara da Costa

Não precisa
falar
explicar,
apenas decifra-me
no meu silêncio...

quando a voz cala,
quando a alma chora
quando a saudade chega...

Decifra-me,
e descobrirás o que meu
silêncio te diz...

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Analuz Sangiorgi

Tente me encontrar,
nas palavras que não digo,
nos olhares que economizo,
nesse sorriso tristonho,
que aguarda
o seu chegar...

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Quero te dar meu coração
cheio de inspiração
não quero um sentimento a toa
no erotismo, sou muito boa.
Vem aprender
a se desprender
para me decifrar
e livremente me amar.

Borbollettah Sandra Regina

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Roze Alves

Me mantenho parada
Silente,coração batendo forte
Não sabe perceber o momento?
Estou aqui, palavras se tornam inúteis
Você é o que sempre quis
Meus olhos vorazes te dizem tudo
Meu peito arfante, gotículas de suor
Prepare-se, você será caçado
Não lhe direi quem sou
Nem tampouco se ficarei
Mas vim para você, sou esfinge
Decifra-me ou lhe devoro, sem piedadae.

10.02.09

 

 

 

 

DECIFRA-ME!

Zenaide Giovinazzo

Sou mistério,
tempestade e luar,
rosa e espinho,
natureza humana na alma,
dualidade contida,
a deusa escondida...

SP/17/03/09

 

 

 

 

Decifra-me

Cida Micossi

"Decifra-me."
É o que vejo
No seu olhar
Quando a sua foto
Ponho-me a fitar
Olho-a com saudade
Querendo adivinhar:
Por onde andará?
Com quem estará?
Será que pensa em mim?
Ah, esse sorriso assim:
Pura cumplicidade,
Uma certa malícia
Meu Deus, que delícia!
Não quero decifrar
Quero apenas lhe amar.

 

 

 

 

Decifra-me

Candy Saad

Entenderás o que se passa no meu coração
Verás que perdi a razão,sou pura emoção
Ouvirás no meu silêncio um grito contido
Saberás que sou tudo ou nada para nós.

Decifra-me

Terás certeza do meu infinito amor
Verás que cansada cai em seus braços
Saberás que neles quero ficar
Entenderás que é o meu lugar.

Decifra-me

Verás minha alma de criança pura
Saberás que tenho sonhos muitos
Entenderás que quero realiza-los
Ouvirás os desejos do meu coração.

Decifra-me

Verás minha alma nua
Ouvirás meus pensamentos
Entenderás meus anseios
Saberás que sou tua pela eternidade.

Publicado no Recanto das Letras em 27/04/2009
Código do texto: T1563266

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Tempestade de emoções
Serena alegria
Vulcão de paixões
Ternura em sentir
Fogo em tocar
Derreto-me em amor.

Kedma O'liver

 

 

 

 

DECIFRA-ME

José Ernesto Ferraresso

Tente se for capaz,
não lhe dou pistas,
sempre lhe ofereci atenção ,
e não aproveitou.
Agora é minha vez,
de deixá-la meu enigma;
quero que decifres,
o mistério deste coração...

 

 

 

 

DECIFRO-TE OU ME DEVORAS!

Humberto - Poeta

Não há conta nenhuma que eu não cifre
e nem mistérios teus que eu não decifre...
Teus segredos... Talvez possa senti-los
no amar os teus crespúsculos tranqüilos
em que modulas teus maviosos cantos,
a embriagar-me em atávicos encantos;
se ainda desconheces teus desejos
por entre os quais tão fascinante afloras,
vem cá, que eu te decifro com mil beijos,
ou dá-me cem dos teus e me devoras!

 

 

 

 

Decifra-me

Cibele C.Teixeira

Decifra-me ou te devoro,
diz a esfinge da vida,
a todos que estão na lida,
empreendendo a jornada
que lhes foi designada.
Uns, tontos, desavisados,
não encontram solução
para o enigma lançado
à palma da sua mão.
Vão, de tropeço em tropeço,
acabam pagando o preço.
E atônitos, estarrecidos,
depois de pisoteados,
são, ao final, devorados.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Eduardo Samuel Ferreira

Sou uma pessoa quieta
mas que tem muito pra falar.
Também posso ser brincalhão
e de repente o semblante fechar.
Posso acordar tristonho
e logo em seguida a alegria me invadir.
Mesmo sem vontade de andar
não deixo de prosseguir.
Às vezes acordo pensando
que nada no dia irei escrever.
Mas a inspiração me chama
e não consigo me conter.
O fim de um relacionamento
parece que vai me matar.
Mas eis que surge um novo amor
e a vida volta a brilhar.
Este sou eu,
tente me decifrar.
Se acaso conseguir...
Não esqueça de me avisar.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Maria Tomasia

Até hoje ninguém conseguiu
Saber quem realmente sou eu
Por trás dessa seriedade...
muitos tentam saber a verdade!
Sou menina, sou mulher
Dama da sociedade mas...
quando estou com o meu amor,
gosto de ser depravada!

 

 

 

 

Decifra-me

Susana Custódio

Sou aquela que perscruta o horizonte
Saciando a sede na mística fonte
Sou aquela que imerge nas águas do mar
Na procura frenética de uma forma de amar
Sou aquela que navega pelos rios em flor
Tentando disfarçar a sua dor
Eu sou aquela que voa no céu de azul pintado
Na esperança de um abraço apertado
Eu sou aquela que diz que o vento tem cor
Na esperança de esquecer o amargor
Eu sou aquela que explode como um vulcão
Só para não mostrar a minha paixão
Eu sou aquela que diz viver noutro planeta
E lá vivo como um asceta
Eu sou aquela que escreve letras a fingir
Só para não mostrar o verdadeiro sentir
Eu sou um mundo de mistério
Eu sou um enigma
Decifra-me

 

 

 

 

Decifra-me

Cel (Cecília Carvalho)

Tenta lapidar a alma inquieta
que inconstante passeia entre meus versos,
em mudo apelo pedindo ajuda,
sufoca seu grito que encurralado,
mal se segura e galga o espaço ...
Decifra-me a vida que sem graça,
vivo em meus dias outonais,
inquietas madrugadas me despertam,
onde pego no colo toda manhã
beijos e afagos de um lindo sol ...

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Beki Bassan

Palavra bonita mas nada fácil.
Conhecer a alma do ser humano,
é por demais difícil no meu entender.
Não basta um simples bate papo...
Não basta uma simpatia aparente...
As vezes parece estar alegre.
e no fundo esconde uma imensa tristeza.
Eu considero o olhar tipo olho no olho,
o melhor método para decifrar este enigma.
Talvez seja o melhor caminho a percorrer.
Assim pode-se ajudar e conhecer o próximo.
Será?

 

 

 

 

DECIFRA-ME...

Naidaterra

O universo é uma tela que
não me deixa te esquecer...
Rodopio entre as estrelas e,
assustadas, indagam tentando
decifrar-me...
Quem viria de tão longe...

 

 

 

 

Decifra-me

Maria Olga de Oliveira Lima

Ciúmes?... Pra quê?
Deixar-me??? Por quê?
Já não te provei
Que te amo pra valer??
Então... olhe-me fundo
No profundo do meu ser...
E decifra-me!!!

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Fátima Abrantes

Se quiseres me conhecer
Saber quem sou, como sou, o que quero
Trabalho dispenderás, pois
Ainda, nem eu mesma, entendi-me
Mas, se tu'alma desperta desejar
Decifra-me...

 

 

 

 


DECIFRA-ME

Paulo Silveira de Ávila

Lendo na expressão dos olhos
verdades ocultas
de sujeitos não sujeitos
à lente inexata da observação,
me ponho a par de meus valores
desejo apenas decifrar enigmas.
Se alguém tentar decifrar
os sentidos do pensammento
por mais que tentasse
aquém do real ainda muito se poria.
Na dimensão da alma,
esta manifesta-se misteriosamente
por mais que tente se fazer desnuda!
Decifra-me nesta trajetória...
se fores capaz!

 

 

 

 

Esfinge

Tereza da Praia

Decifra-me ! Descobre meus mistérios.
Minha cabeça ave, meu rosto de mulher
Meu corpo de leão, uma cauda de cobra...
Filha da quimera, não sou uma qualquer
Se não me decifrares, devoro-te
Devoro-me se a mim me decifrares.
Inexpugnável meus segredos
Cabeça que sonha, rosto que ama
Corpo que arde em indômita paixão
Embriagado no veneno do desejo...
Atreva-te decifrar-me
Provaras o doce e o amargo
O fogo e o gelo
A força e a fraqueza
De uma entrega total
De um amor voraz.

 

 

 

 

 Decifra-me

Menduina

Difícil me conhecer, por dentro
Escondo-me de todos, sempre
Decifra-me!
Não sou a Lua nem as Estrelas,
Quem sou afinal, nem eu sei
Decifra-me!
Entro nas ondas do mar, assim
Me encontro onde não podem
Me encontrar! que poderá?

 

 

 

 

Decifra-me...

Solange Bretas

... Desliza seu olhar sobre o horizonte
encare o sol que lá se desmancha.
Decifra-me em cada raio que dele escapa
e lhe toca a face qual carinho suave.
Deixe que a brisa fale ao seu ouvido
inconfessos desejos oculto em minha alma.
E se o mar molhar seus pés,
seus sentidos irão experimentar
o prazer, a suavidade do meu ser...

 

 

 

 

Traduzir-se -Ferreira Gullar/Maria Thereza Neves

Traduzir-se
Ferreira Gullar

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.
uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.
Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.
Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.
Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.
Traduzir-se uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte?

&


Traduzir-se

Maria Thereza Neves

Em mim um mundo
partes de todo mundo
nada sei se sou
alguém lá no meu fundo!
Dividida
partida entre a luz
e as sombras, restos
pedaços de mim ?
Metade sonha
arranca das entranhas
vida, raízes, veias
da poesia.
Outra pensa
ser inteira
não partes divididas
dilaceradas.
Parte de mim
é delírio
é um poema
que grita em vermelho!
Traduzir-me
é dividir-me
sem saber juntar partes
sem saber jamais
se sou poesia
se sou arte!

 

 

 

 

Decifra-me

Iza Mota

Decifra meus sentidos,
os desejos escondidos,
as verdades omitidas,
as vontades contidas.

Decifra as lágrimas
que revelam as mágoas
de esconder o que preciso

num tímido sorriso.

Decifra meus medos
perdidos nos guetos
entre a obrigação
e dogmas da criação.

Decifra o meu amor
que é calmaria e torpor
que é antigo e atual
que é fantasia e real.

 

 

 

 

Decifra-me...

Diógenes Davanzo®

sorrateiramente,
apossei-me de teu coração...
loucamente,
amei-te ao extremo...
misteriosamente,
meu corpo entreguei-te...
minh' alma agradece,
por momentos tão sublime...
de repente,
tudo estraguei...
a água turva,
tornei...
as cores sempre vivas,
se apagaram...
o dia,
noite se tornou...
o mar calmo,
se revoltou...
afinal,
quem sou?
...decifra-me...

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Fátima Mello( Fofinha)

Do alto do seu pedestal
a esfinge e o homem
se miram ao sol poente
homem em sua pequenez
esfinge em sua magnitude
ela do alto vira seus olhos ao homem
e diz: Decifra-me ou te engulirei.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Susana Mendes

No meu corpo, encontras horizontes.
Quando tua vida, assim, perdida,
sou pra ti, inteira, concedida.
No culminar dos nossos prazeres...
Decifra-me!
No amor,
e em meus incandesceres.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Ervin Figueiredo

Como o sol da meia noite
Visto por pouca gente,
No seu céu apareci...
Vento que bate como açoite
Doendo no corpo da gente,
Tu me abraçou e nem senti...
Na varanda da tua casa
Um vaso de flor te perfuma
Com aroma de mel e jasmim.
Alma que arde como brasa,
Por cima das ondas, na bruma,
Fazendo sua procura por mim...

 

 

 

 

D E C I F R A - M E

JVerdasca

Quem sou eu, que não me conheço ?
Para decifrar-me, precisas saber quem sou
Mas como, se sou diferente cada vez que "amanheço"
Todos mudamos constantemente, como o rio do filósofo
Onde a água muda a cada instante, efetivamente
Como tudo nesta vida, passando pelo tempo
As águas na maré, e o ar em movimento
As ondas, os temporais e o vento
Decifra-me a cada momento
Suportas esse tormento ?
Como a água do rio
Logo depois
Serei outro
DIFERENTE

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Luíza Benício

Conheces-me mais do que eu mesma a mim...
Podes antever uma atitude ou tropeço,
Mesmo que eu acredite ser a opção certa!
De onde tiraste tanta sabedoria?
Gostaria de ter essa capacidade
Decifrar-me é tão difícil!...
Onde concebeste este dom?

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Marcos Toledo

No silêncio do meu coração,
no grito do meu peito,
encontrará meu amor.
Ouça com atenção
e ouvirá seu coração
chamar meu nome.
Assim, decifrará
o maior amor do mundo
- o meu por você.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Rute Seubert

Nos meus anseios sou mulher apaixonada.
Mesmo diante das tuas explosões impensadas.
Decifra-me! com sublimidade.
Então esquecerei tua condição, de dupla personalidade.

 

 

 

 

Decifra-me

Wilton Almeida Reis

Sou um ser ignoto de outras eras
Creio ser preexistente de outras esferas
Que sempre foi e será uma dualidade
Alma e matéria, eis a grande verdade.

Sou pó, sou sopro, sou cinza, sou espírito!
Sou um ser, criatura do cosmos infinito!
Gosto de viver o mais intensamente
E tenho tudo codificado em minha mente.

Sou semente, sou árvore, sou fruto.
Amo a liberdade, amo a natureza, amo o absoluto;
Amo a verdade, amo a lealdade, amo a igualdade,
Amo a alegria, amo a tristeza, amo a eternidade.

Amo a poesia, amo os rios, os mares e as correntezas.
Em tudo que há vida, em toda a criação só vejo as grandezas
E se alguém um dia quiser saber o que em mim existe
É só sondar-me...Por favor, decifra-me.

 

 

 

 

Decifra-me

Ruthy Neves

Eu não sei porque tanto mistério.
Eu não quero ser um problema difícil de resolver.
Mas o meu querer é exigente.
Decifra-me para você saber.
É calmo, puro, agitado, controvertido, cheio de entrelinhas.
Depende do momento e do querer.
Leia todas as palavras linha por linha.
Para você me conhecer.
Há paixão, há emoção...
há muito amor no coração.
Basta saber decifrar e entender.
Eu sei que sendo descoberto terá uma só direção.

 

 

 

 

Decifra-me,

observa-me no olhar
na vontade de ser feliz
e o melhor da vida desejar.
Decifra-me,
na vontade de amar...
Sinta-me na ternura do afago,
quando me entrego e trago,
plena, o melhor de mim.
Decifra-me!

Maria de Fatima Delfina de Moraes

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Leda Terezinha Rubin

Decifra-me! Tente discernir tua emoção!
Meus sonhos pousam em ti, decifra-me!
Só assim conquistarás meu coração!

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Oiara Bittencourt

Decifra-me, porque não sei...
Tantos caminhos trilhei
que me perdi, que me cansei.
Corri demais, num ir e vir
pra te encontrar, depois partir.
Se decifrar, vou só te amar,
Vou me entregar sem resistir.
***
Decifra-me
Izabel Passos
Se o sentimento que inunda esse coração bondoso mas arteiro, é amor,
então, pela aura de fulgor,
quando te vejo,
lábios ardendo por um beijo,
olhar gritando uma alegria triste
num coração que de amar não desiste, não questiones, deciframe...

 

 

 

 

Decifra-me....

*Katarina Madeira*

Será que consegues decifrar
os pensamentos que me saem da alma
os desejos que tenho e te digo
os sonhos que sonho e te mostro?

Será que consegues decifrar
a dor que em mim produz a distância
o aperto no peito que traz a saudade
a nostalgia que vem quando não te vejo?

Às vezes fico a pensar
se por ser tão transparente
te ensinei a saber ler
os prenúncios do meu ser...

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Ary Franco

Tua transparência facilita-me sobremaneira decifrar-te:
És a única meta do meu intento,
A que não esqueço um momento,
Luz que clareia minha escuridão,
Dona absoluta do meu coração!

 

 

 

 

D E C I F R A - M E

JVerdasca

Pedes para te DECIFRAR
O que só poderei tentar
Se tua cifra conhecer
Mas se fores dissimulada
Hipócrita, mascarada
Não posso te satisfazer

Caso tu sejas normal
Com reações de carnal
De ser humano, enfim
Já serão outros quinhentos
Pegar-te-ei nos momentos
Em que serás só para mim

Simularndo o que não sentes
É dar provas de que mentes
Fingindo "dor" que não mata
E se poeta é fingidor
Pode fingir prazer e dor
Com sua típica lata

Aceito o teu desafio
Vamos para a beira-rio
Onde tenho uma cubata
Lugar seguro, garanto
Para te tirar o manto
E DECIFRAR-TE, na lata

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Tarcísio Ribeiro Costa

Decifra-me,meu amor,
Assim saberás o quanto te quero,
Decifra-me, meu amor
Quero que conheças meu interior,
Decifra-me, meu amor,
Vem aliviar a minha incerteza,
Dcifra-me, meu amor
Vem conhecer o meu coração
Dcifra-me, meu amor
Vem! me dá tua mão
E coloca-a no meu peito
E sentirás a falta de calma
Vem! Traz à minha alma
Essa emoção!
Vem, decifra-me,
Meu amor,
Vem, por favor,
Eu te amo!

 

 

 

 

Decifra-me

Stella Marques

Decifra-me ,
atraves do olhar apaixonado,
no sorriso de encantamento
nas palavras , até na voz do vento.
Decifra-me através do corpo
no arrepio da pele
no toque de carinho
no percorrer de todo caminho.
Decifra-me em meus sonhos
minha paixão,
meu doce amor,
decifra-me no silencio então.
Será preciso?
Se nunca consigo esconder
o que se passa no meu coração,
sou emoção, transbordo emoção!

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Mavi Lamas

Decifra-me!
Somos mais que palavras...
toda a essencia do ser...
silencio e dispo de afeto o coração...
Em cada um de nós há um universo
Tão rico quanto esse verso
Em meu coração a floração
Quando surgir em cada estação
minha vida no cálice de uma flor

Hei de partir e levar comigo
O coração que nunca tive
A muitos estranhos desejos
A desconexos ensejos
E assim...Vai-se a alma
E a resistência
Pelo chão.

 

 

 

 

Decifra-me

Neusa Mendonça

Sou o silencio na calada da noite
Sou o segredo guardado dentro das conchas do mar
Sou um livro aberto quando se fala do amor incondicional
Sou a maré revolta, sou a calmaria nas noites de angustia
Sou um barco furado, mas sou seu porto seguro
Sou as lembranças de outrora, a saudade incontida
Sou seu mundo de ilusão nas noites de extrema solidão
Sou o balsamo de sua certeza a ousadia da incerteza
Sou a cor púrpura em dias ensolarados, mas sou o negro dos seus segredos
Sou o sol em dias frios que na lua busca carinho
Sou a certeza e sou o medo
Decifra-Me
Sou tudo de bom que foi somado dentro de você
E agora então sabe quem eu sou! Não!
Pois então Decifra-Me.

 

 

 

 

Decifra-me...

Jorge Jacinto

Sou simples segredo.
Poucas palavras revelam,
O poder para me dominar.

 

 

 

 

DECIFRA-ME

Helena Luna

Sou uma folha que a vida
leva e se vai de corrida,
carregada pelo vento.
Hoje aqui, depois ali...
abandonada ao relento.
Solta, leve, o pensamento
e vem decifrar o que digo.
Se puderes eu te sigo.

 

 

 

 

DECIFRA- ME

Conselheirodapaz- Marcelino

As vezes, na madrugada, em frente ao teclado,
Fico me questionando quem sou, e se existo,
Se sou um menino brincando de ser homem feito,
Ou se sou um homem brincando de ser menino peralta?

A duvida persiste por todos os dias da minha vida,
A dualidade de meu ser, me faz as vezes forte,
as vezes tão frágil como a porcelana fina e rara,
As vezes sou pedra bruta, e ao mesmo tempo jóia rara.

Sou o anónimo nas praias de búzios, olhando embevecido o mar,
Sou o conhecido, recebendo email, recebendo pessoas, dando conselhos,
Sou o lobo a caçar suas presas tendo a certeza que se as encontrar as ferirei,
Sou o pássaro que traz através do canto (palavras) consolo as almas aflitas.

Sou aquele que as vezes quer fugir da vida de maneira fácil, e limando-a,
Sou o poeta que canta a vida, enaltecendo suas virtudes e a beleza que traz,
Prego contra as heresias e o ódio, o desapego a matéria e aos bens terrenos,
Mas corro atrás, avidamente, de tudo aquilo que pode me trazer estes bens.
Afinal, sou apenas, eu, um pobre poeta a sonhar.

 

 

 

 

EDIÇÃO MARA PONTES©

 

:::VOLTAR:::