1- Cássia Vicente
2- Clara da Costa
3- Clair Edelweiss
4- Lêda Therezinha Rubin
5- Maria Tomasia
6- Helena Luna
7- Maria de Fátima Delfina de Moraes
8- Mavi Lamas
9- There Valio
10- Fred Albano
11- Arianne Evans
12- Ilze Soares
13- Suzete Palitos
14- Ary Franco
15- Zenaide Giovinazzo
16- Humberto-Poeta
17- Gutemberg Maciel
18- Cida Micossi
19- JVerdasca
20- Maria Olga de Oliveira Lima
21- Gloria Marreiros (Portugal)
22- Susana Custódio (Portugal)
23- Marinez Stringhetta/Mara poeta
24- Rita Rocha
25- Maria Olga de Oliveira Lima
26- Nilza Stringhetta Rossi
27- Maria Conceição de Paula (Conceitita)
28- Paulo Silveira de Ávila
29- Zenaide Giovinazzo
30- Maria Thereza Neves
31- Hilda Rosa
32- Nidia Vargas Potsch
33- Dioni Fernandes Virtuoso
34- Edson Gonçalves Ferreira
35- Eugênio de Sá ( Portugal )
36- Rivkah Conhen
37- Rosélia M. G.Martins (Portugal)
38- Valdir Cremasco
39- Virginia Fulber

 

 

 

O guarda-chuva

Cássia Vicente

...e como criança
brincamos sob o guarda-chuva...
deixamos que a chuva molhasse
nossos pés e sorrimos
até cair a flor da tua mão...
Dei-te um abraço e o teu perfume
gravou em minh´alma...você.
Onde estás? Venha pra outro abraço.
O guarda-chuva ainda trago comigo.

 

 


O guarda-chuva

Clara da Costa

Ah, aqueles nossos passeios,
onde o guarda-chuva era nosso abrigo,
nossa alegria,
guradava nossos sorrisos,
a flor em tua mão,
se misturam à chuva...
momentos tatuados na alma,
lembranças inesquecíveis.
Onde anda você?
Venha,
minha ternura ainda está na estrada...
O guarda-chuva?
Ainda trago comigo...

 

 

O Guarda-Chuva

Clair Edelweiss

A chuva cai de mansinho,
pegamos o guarda-chuva
mas o vento sopra com força
ele voa sem parar e arranca das mãos.
Lado a lado seguimos abraçados
saltando entre as poças d'agua
roupas molhadas, sorriso nos lábios
cabelos ao vento
o guarda-chuva ficou para trás
a chuva continua e ficamos lá a brincar!

 

 

 O Guarda-Chuva

Lêda Therezinha Rubin

Nas tristes tardes de inverno,
Relembro você e a chuva...
Quando, bem abraçadinhos,
Dividíamos o guarda-chuva.

Foram com ele meus sonhos,
Que, empinados pelo vento,
Deixaram em mim a saudade
E a dor do meu lamento.

 

 

O guarda-chuva

Maria Tomasia

Recordo das noites chuvosas
e um guarda-chuva usávamos
para beijos e abraços trocar
e da chuva nos abrigar.
Temíamos que alguém nos visse,
e de nós viessem a falar.
Isso aconteceu no interior
onde tudo era escondido.
Se um beijo fosse trocado,
de falatório ninguém escapava.
Beijar para os jovens era proibido
e só aos mais velhos permitido.
Hoje, relembro com saudades,
dos amassos que trocamos
debaixo do guarda-chuva,
que sempre nos protegeu

 

 

Na Chuva...

Helena Luna

Guarda-chuva que me abriga
Se te sinto a mão amiga
Me envolvendo no abraço.

Esqueço todo o cansaço,
vai-se embora a fadiga...
Pra chuva, quem é que liga?

Quero o sonho, a quimera.
Logo chega a primavera.

 

 

O guarda-chuva

Maria de Fatima Delfina de Moraes

Ah, o guarda-chuva!
Quanto encanto para brincar, sentindo-se no picadeiro,
o menino pode sonhar...
Imaginava-se palhaço, mágico, trapezista,
mas nada encantava tanto como o palhaço equilibrista...
De repente, uma tristeza: tinha medo de alturas...
E agora o que fazer?
Olhando a mureta do parquinho, num dia de chuva,
o menino subiu...
Imaginou-se no circo, palhacinho equilibrista...
Perdeu o medo de alturas...

 

 

CHOVE NO MEU SONHO

Mavi lamas

Chove no meu sonho.
Estou devidamente vestida
Capa longa clara como nos filmes
Gola levantada
Pés protegidos...Botas impecáveis
guarda chuva colorido
Sigo tranquila na chuva
Do jeito que sempre desejei
molhando o sonho...inundando a vida...

 

 

O GUARDA CHUVA

There Valio

Nas minhas lembranças...
Recordo meu tempo de criança
Brincando nas enxurradas,
Pés descalços cercando a água,
Empunhando meu guarda chuva
Pra meu corpo não molhar.
Era um tempo tão feliz...
Em que a chuva que caia
Molhando meu guarda chuva
Era o meu divertimento.
Mas, logo a mamãe chamava...
Vem para dentro menina,
Senão vai ficar doente,
Ou pegar um resfriado.
E aquele guarda chuva,
Ficou nas recordações
Que guardo da minha infância.

 

 

O Guarda-Chuva

Fred Albano

o guarda-chuva
cantando na tempestade
vou de encontro com a faca afiada do amor
joguei o protetor na fogueira
vamos dançar na chuva.

 

 

O guarda - chuva

Arianne Evans

Tão simples e tão amigo,
lembra? Tu o seguravas
com uma das mãos e com
a outra, uma flor perfumada,
que trazias para oferecer - me,
mas ele era também nosso
cúmplice, quando o baixavas
para nos esconder e ao beijo
que trocávamos, sem ninguém
perceber... O tempo passou e
trago na boca o gosto daqueles
beijos e o guarda - chuva... foi
testemunha muda dos nossos
desejos, como a flor que ainda
guardo e sei que tu o guardaste...

 

 

O Guarda-Chuva

Ilze Soares

O passeio sob o guarda-chuva,
agua molhando os pés,
respingando nas roupas...
O riso ecoava no ar,
misturado às palavras esparsas,
só entendidas por nós...
Ah, que saudades!
Época de pura inocência
e da maior felicidade!
Voce se foi, é verdade,
mas as lembranças e o guarda-chuva
continuam bem guardados.

 

 

Recordação de infância...

Guarda-chuva!

Susete Palitos

Não era um qualquer...
Era feito de renda branca,
Revestido de um fino vinil transparente.
Que objeto luxuoso eu via...
Que beleza tinha diante de mim...
Digno de uma princesa!
Proteção as intempéries do tempo,
Abrigo e sombra aos desmandos do sol...
Desejava-o intensamente.
Mas como a zombar de mim,
Quis o destino definir, num bobo “par ou impar”
Que minha irmã menor ficasse com ele...
A princesa foi ela...
Coube-me sonhar aos prantos sufocadamente,
Que eu era Princesa, sim!
E que fora de mim tirado um precioso tesouro...
... Hoje ainda uma recordação em mim...
... Guarda-chuva... Que não foi meu!

 

 

O GUARDA-CHUVA

Ary Franco

Saí com ela na chuva a passear.
Tínhamos apenas um guarda-chuva.
Aproveitei para a ela me agarrar.
Senti que ia perder a compostura...

Tomara que continue a chover.
Que nosso passeio acabe jamais.
Vou beijá-la, haja o que houver!
Sinto seu calor, tá bom demais!

Querida, meu ombro está molhado.
Faz de conta que sou teu namorado.
Sei que mal acabei de te conhecer,
Mas amar não tem hora pra acontecer!

Paramos de andar, tomei-a nos braços.
Perdemo-nos em beijos e abraços.
Foi assim que nosso amor começou.
E o guarda-chuva? O vento levou!

 

 

MEU GUARDA-CHUVA

Zenaide Giovinazzo

Chove lá fora!
Cá dentro, esfriou...
Cubra-me com teu corpo,
guarda-chuva do amor...

SP/11/09/2011

 

 

O GUARDA-CHUVA

Humberto - Poeta.

Debaixo de uma forte chuvarada,
com medo de ficar toda molhada,
no guarda-chuva me pediu carona
aquela mulher linda e cinquentona,
que pra retribuir ao meu favor,
beijou-me com inusitado ardor,
dizendo que vivia triste e viúva
num prédio da Quintino Bocaiúva.
Depois de rabiscar um apontamento
convidou-me a visitar o apartamento.
Dias depois, com a alma deslumbrada
fui lá ver minha nova namorada...
E assim, sem temor a qualquer risco
até hoje desfruto tal petisco,
mas a sorte de achar tão doce enlevo,
por toda a vida agradecer eu devo
aos grossos pingos de uma bela chuva
e ao meu querido e velho guarda-chuva

 

 

O GUARDA-CHUVA

Gutemberg Maciel

Lembro amor com saudade
E o mesmo carinho que embalava
O primeiro beijo que trocamos
Entre carícias quase ousadas
Naquela noite chuvosa
Procurando nos proteger
O guarda-chuva a nos guardar
Dos olhares e dos guardas...

 

 

Guarda chuva

Cida Micossi

Guarda o corpo do seu dono
Servindo como adorno
Quando o sol está a pino
Naqueles dias mornos
Guarda o sonho, a saudade
Dos belos dias de alegria
Quando chovia
E tudo era felicidade
O guarda chuva lá está
Testemunha de um amor
Que o tempo não apagará

 

 

GUARDA - CHUVA

JVerdasca

Guarda-chuva é pau p`ra toda a obra
Livra-me da chuva e de muito mais
Guarda meus segredos e meus ais
Protege-me do cócó de pombos e pardais
E até do bandido que manobra

Na verdade a chuva ele afasta
Fazendo-a correr à minha roda
O que aos outros incomoda
Mas que para mim basta

Da chuva me guarda
Sua missão de verdade
Que faz com humildade

É o meu cajado
Quando ameaçado
Bato no safado

 

 

O Guarda-Chuva

Maria Olga de Oliveira Lima

Eu catorze, você um pouco mais.
O tempo passou...
A memória guardou:
Abraços, carinhos, rostos molhados,
Cabelos escorridos...
Chuva abundante!Raios, trovões...
E nós encolhidinhos, abraçadinhos,
Esperávamos o tempo mudar.
Enquanto isso... Muitos Sorrisos... Muito Amor...
Um guarda-chuva pra dois!...

 

 

O Guarda-Chuva

Glória Marreiros

Chovia em Belém
A choupana estava molhada
O guarda-chuva do amor abriu-se, em luz,
transformou-se em estrela e amparou Jesus.

 

 

O GUARDA-CHUVA

Susana Custódio

Lá fora, cai chuva fina
Tão leve, tão levemente
Tirando-me da rotina,
Ouço-a chamar por mim
Pego no guarda-chuva e sorridente,
Percorro as ruas qual bailarina
Pois, também o amor chama assim
Em sussurros nesta cadência
Com perfumes de jasmim
E chama assim tão conivente
Que sob o guarda-chuva sinto-te a ausência
Pranta-se-me então um sereno frenesim.

 

 

O GUARDA-CHUVA

Marinez Stringhetta/Mara poeta

Sete anos... Primeiro guarda-chuva
Lindo... Cabo de madeira envernizado
No tecido preto
Saída da escola, primeira chuva
A professora abriu meu guarda-chuva
Segunda vez não tive coragem...
Tentei abrir... Nada...
Próxima tentativa... Nada...
Coloquei-o no chão. Usei os pés
Adeus guarda-chuva
Engoli o choro...

 

 

O Guarda- Chuva

Rita Rocha

A chuva que caia do céu
me estremecia de felicidade
nós debaixo daquele aguaceiro
com o guarda-chuva ao lado.
Brincando de soltar barquinho
na correnteza da rua ,
voltamos pra casa...molhados...
e o guarda-chuva também...
apesar de não ter sido usado...

 

 

Guarda-Chuva

Maria Olga de Oliveira Lima

Nós,
Debaixo do guarda-chuva
Você me guarda.
Eu, sua uva!
Chuva desce, umedece,
Cabelos, faces, lábios...
Instiga o desejo,
No beijo molhado...
Corpos colados...
Suspiro, amor...
Tremor redobrados!!

 

 

O GUARDA-CHUVA

Nilza Stringhetta Rossi

Pingo d’água no nariz
Trovão ao longe
Chuva bem perto
O céu escurece
Os pingos crescem
Tostões na calçada
Molhada, melada
Das águas do céu
O guarda-chuva guardado
Da bolsa, retirado
Segura os pingos
Segura a água
Só não consegue segurar
A mágoa a aflorar
Os olhos chovem
A chuva cai
O doce, o salgado
Misturam-se no ar
Um rio acontece
Na alma molhada
Da chuva que desce.

 

 

 O GUARDA-CHUVA

By: Maria conceição de Paula

(Conceitita)


Guarda-chuva de bolinha,
com bela renda arrematado;
eu me sentia uma gracinha;
andando com ele aberto ou fechado.

A minhas irmãs não o emprestava,
mesmo que me dessem um trocado.
Com ele, meu vestido combinava,
para passear na rua ou no mercado.

Eu era ainda bem pequena!
Mas de moda já entendia.
Na tenra idade sabia o que podia
com meu guarda-chuva usar.

 

 

O guarda-chuva

Paulo Silveira de Ávila

No embalo da chuva ao cair da tarde
que brinca de verão os pingos são músicas
que me liga em você.
De coração aberto a paixão contida
discretamente relembra o frenesi
do nosso amor na leveza das gotas
que dançam molhando os espaços.
O ar úmido aquece nossas almas
cheias de amor degustando
êxtases de emoções... sem medo de ser feliz.

 

 

GUARDA-CHUVA

Zenaide Giovinazzo

Namoro no portão
sob o guarda-chuva.
Ah Tempo...
Beijos roubados,
mãos curiosas,
descobertas...
Segredos guardados
pelo guarda-chuva.
Ah Tempo...
Ficaram na memória
as boas horas
e as incertas...

SP/12/01/2012

 

 

Meu Guarda Chuva...

Maria Thereza Neves

Hoje, velho rasgado...
guardava lembranças,
todas as ruas, passos,
degraus das escadas...
Guardava o outrora,
sonhos que caíram do ceu
sobre mim na chuva!

 

 

O Guarda-Chuva

Hilda Rosa

Meio que salpicada pela chuva,
meio seca pelo aparo do guarda chuva colorido...
Vou dividindo com você meu espaço...
a calçada molhada respinga água,
brincamos nas poças,
e deixamos o guarda chuva rodopiar no vento,
abraçados brincamos na chuva.
E lá vai o guarda-chuva,
parece uma borboleta brincando,
corremos como crianças
e molhados tentamos nosso guarda chuva pegar
e juntos abraços ficar.

 

 

O Guarda-Chuva

Nídia Vargas Potsch

Não, não abra
o guarda-chuva ainda.
Deixe a chuva cair,
molhar, lavar,
enxarcar nossas almas
de alegria infantil...
É o melhor jeito
de sentir, simultaneamente,
o frio d'água e
o calor do seu abraço...
Emoções de se amar!

 

 

Guarda-Chuva...

Dioni Fernandes Virtuoso

Ao olhar o guarda-chuva
guardado com tanto amor,
relembro cada brincadeira
Sob a nossa "cartola",
onde escondíamos
nossos inocentes sonhos,
nossos mistérios e fadas...
Que saudade de nós crianças,
das brincadeiras, gritaria,
brincando na chuva fria...
É, agora só na lembrança!

 

 

O guarda-chuva

Edson Gonçalves Ferreira

Guarda-chuva é sinal de elegância
Como soa bem um homem
Com terno e gravata e um guarda-chuva
E uma mulher, que romântico,
Com sombrinha e vestido longo...
Eles protegem da chuva e do sol, mas também dão
Dão elegância e romantismo a quem sabe usá-los
Sim, usá-los com pompa e circunstâcia.

 

 

O Guarda-Chuva

Eugênio de Sá

Tanto na chuva se usa
Como c'o o sol a brilhar
Da poesia, não é musa
Só nos camufla o olhar.

 

 

O Guarda-Chuva

Rivkah Conhen

Com o mau tempo,
gela por fora,
dói por dentro
ao ver que aquele alguém
em questão de horas
não lhe é mais ninguém!

 

 

GUARDA CHUVA -ATREVIDO

Rosélia M.G.Martins

tenho um guarda chuva
que é muito atrevido
quando passeio no vento
levanta-me o vestido
se chove a bem chover
a rua toda enlameada
sem ter onde me meter
o maroto atira-me à estrada
mas se o vento sopra forte
não tenho qualquer ilusão
levanto voo, fico sem norte
ai que parece um hidrovião
guarda chuva que se passa
que me deixas ficar molhada
com as bátegas a cair
e tu viras numa grande rodada
com carinho com calor
te digo muito baixinho
protege-me que meu amor
me quer dar um beijinho.

 

 


GUARDA CHUVA

Valdir Cremasco

Nada é mais lindo e romântico
Que caminhar contigo de braços dados
Pelas ruas do nosso bairro...
Pelas ruas da nossa cidade,
Deixando pelo ar o cheiro do nosso amor...
O cheiro da nossa felicidade..

Quando goticulas de chuvas começaram a cair
Começamos a cantar... a dançar e a sorrir
Detalhe que ninguém entende, só eu e você:
Em meu braço o Guarda Chuva pendurado e fechado
Compreendia que a chuva que caia
Era apenas chuva de felicidade, de amor
E nessa, ele é apenas um feliz observador.

 

 

Guardas Chuva ?

Virgínia fulber * além mar poetinha

Guardanapos transformados
Em bloco de notas, chapéu, baquinho
Origames e bilhetinho sedutor

O Guarda chuva transportava
lágrimas de despedida
de uma tarde fria...

Gotas tantas transformaram-se
em riacho que levou, barquinho,
notas, chapéu, origames; pato,
flor e desmanchou bilhetinho de amor...

Guardou-se tanto que o guarda
da guarita pediu passaporte
Bagagem pesada; alerta dobrado!

Coração rasgado virou do avesso
como velho guarda chuva ao vendaval
Se guardas chuvas perdes arco íris e mel!