:::CIRANDA SAIA DO TOM:::

 

 

PARTICIPANTES

 

1- Cássia Vicente
2- Clara da Costa
3- mavi lamas
4- JVerdasca- ( Portugal)
5- Regina Bertoccelli
6- Mifori
7- Ruthy Neves
8- Ilze Soares
9- Humberto- Poeta
10- Maria Olga de Oliveira Lima
11- Helena Luna
12- Arianne Evans
13- Schyrlei Pinheiro
14- Yeda Soares Chiviacowsky
15- Isabel Passos ( Portugal)
16- Maria de Fátima Delfina de Moraes
17- Clair Edelweiss
18- Antonio Cicero da Silva (Águia)
19- Rita Rocha
20- Madalena Müller
21- Malubarni (Portugal)
22- Dioni Fernandes Virtuoso
23- Conselheirodapaz-Marcelino

24- Maria Tomasia
25- Gloria Marreiros (Portugal)
26- Fátima Abrantes
27- Hilda Rosa
28- Anjo Kevin
29- Maria Thereza Neves
30- Lúcio Reis
31- Marinez Stringhetta/Mara poeta
32- Gutemberg Maciel
33- Pepita Benetti
34- Nilza Stringhetta Rossi
35- Theca Angel
36- Fernando Alberto Salinas Couto
37- Cel (Cecilia Carvalho)
38- Florindo Flores
39- Antonio Fernando Peltier
40-Theca Angel
41- Zenaide Giovinazzo
42- ZZCouto
43- Oiarabit
44- Joaquim Marques (Portugal)
45- faffi

 

 

 

Saia do Tom

Cássia Vicente

Vem com a gente
sonhar
recordar
se enamorar,
sair do tom...
Saia de calça ou de saia,
dê seu tom,
destone o blazer e
vista o verde dos olhos
da morena cor do mar,
desbote o baton e
entre no tom da barba por fazer,
seja feliz saindo do tom
nas letras e na vida!

saia do tom 3 anos
novembro 2011

 

 

Saia do Tom

Clara da Costa

Sair do tom é não ter receio de
chorar,
amar,
gritar,
poetizar,
apaixonar-se,
enlouquecer de amor...

É se entregar ao sabor do vento,
criar asas e voar livre como os pássaros,
embalados suavemente na sinfonia
do amor,
da arte,
da poesia,
do entrelace da amizade e da ternura.

Vem...e saia do tom com a gente!

 

 

SAIA DO TOM

mavi lamas

Vem comigo..saia do tom..
lançe seu feitiço levemente
seu corpo, indecentemente tenso,
a amar, amar e amar , só amar...

Essa falta de ti...
Sentiu a fome que sentem
Os olhares cúmplices,
Olhares especialmente pedintes, carentes...
E te sinto em minha boca
Onde passeiam desejos,
Paixão,volúpia, guardados...
E por fim....Te espera

Afinal...a verdade
Que eu encontrara , afinal...
A quem destinar todos os
Beijos que ousara sonhar...

 

 

S A I A do T O M

JVerdasca

Sair do tom, do dia a dia, da ROTINA
Tirar férias de ocupações sérias
Entregar-se à folia, à gandaia
É mais fácil para quem está na praia

Aí, sim, com sunga ou tanga
Sem esconder nada na manga
Mostrando o seu natural
Todo o mundo é igual

Basta um qualquer som
Para sentir o corpo a vibrar
E todas(os) saem do TOM
Numa boa, muito bom

 

 


SAIA DO TOM

Regina Bertoccelli

O convite é irrecusável.
Com vocês saio do tom,
vou viver a vida com alegria,
deixando a alma livre voar,
sem medos, sem amarras...
Fora do tom vou poetando
meus versos livres e soltos
sem perder o rumo nem o prumo
nesta bela conexão feita de amizade,
carinho, paz e muito amor.

 

 

Saia do Tom

Mifori

Saia do tom para atender
a um amigo com amor,
ou para prestar
um serviço humanitário.
Saia do tom quando necessário
Sem se ferir, sem ferir nenhum otário.
Saia do tom com alegria
Na mais doce magia.
Saia do tom para retornar melhor,
aprender mais, ser sensacional!
Saia do tom e sinta-se mais feliz!
Sabendo que o meio termo é o ideal.

 

 

Saia do Tom

Ruthy Neves

Venha, colore a vida...
Seja feliz!
Não espere... dê o passo...
faça sua diretriz.
Mulher sem baton...
é casa sem pintura.
Pinte a boca de carmim..
dê o sorriso... entre em nossas páginas...
se sinta num jardim.
Jardim de lindas palavras...
compõem sua estrutura...
e felicidade é o principal tom...
de um perfeito matiz.
É no Saia do Tom que a poeta diz.
Venha com a gente e fique feliz.

 

 


Ilze Soares

Hoje, faça as maiores loucuras,
destoe do politicamente correto,
use uma saia bem justa...
A blusa bem colorida,
o sapato de salto alto,
lábios abertos
num sorriso imenso!
Brilho nos olhos,
amor no coração...
Esqueça o mal humor,
o problema a resolver,
a conta a pagar...
Venha, saia do tom,
vamos rir, cantar, conversar
neste site que é pura diversão!
Não deixe chegar a preocupação
e a alegria esconder.
Dê o seu tom
em verso ou prosa,
porque a vida é maravilhosa!

 

 

SAIA DO TOM

Humberto - Poeta

Não dance num só compasso
e baile num outro passo
pra sentir melhor o som...
Seja em tudo diferente
e vem ver aqui com a gente
como é bom sair do tom.

Use roupas excitantes
e cores extravagantes
no seu esmalte ou batom...
Fuja do banal, não durma
e entre pr'aquela turma
que adora sair do tom!

 

 

Saia do Tom

Maria Olga de Oliveira Lima

Saia do Tom
Baile comigo
Seja meu amigo.
Traga-me todo dia
A alegria
Do teu sorriso!
Vamos viver!!...
Iniciar nesta terra
O Paraíso!
Conduzindo a alma pura...
Paz...Ternura!...
Deixar brotar mais e mais
O amor... o amar...
Fazendo-o crescer
Sempre forte
Num doce recordar!...
Três anos!
Vamos comemorar
Todos os sorrisos...
Carinhos, respeito,
Amores guardados no peito...
Oportunidades...
Felicidade, Amizade, Saudade!...
Adeus à solidão
Ao lado da Eterna Gratidão...
Fazendo Mais Feliz o Coração!!!

 

 

SAIA DO TOM

Helena Luna

Saia do tom, da mesmice
De fazer o que alguém disse
Só por pura precaução.
Abre as asas,
Sai de casa,
Vem viver intensa a vida
Que, às vezes, traz ferida,
Mas é feita de paixão.
Me escuta,
Vem pra luta...
Dá, inteiro, o coração.

 

 

Saia do Tom

Arianne Evans

Saia do tom, você também, faça como eu,
que me apaixonei, me enluarei, me embriaguei,
senti o perfume de noites azuis, mergulhei
no sol e me azuleei de azul de luar em areias
de prata, brinquei de pirata vestida de dançarina,
alcei vôo com meu amor sentado em minhas
sapatilhas de cetim, cantarolando uma canção
que falava do seu grande amor por mim, e feliz,
aqui estou parabenizando o nosso Saia do tom!!

 

 

Saia do Tom

Schyrlei Pinheiro

Cante desafinado,
diga, entre os acordes,
que simplesmente ama,
sem sentir vergonha
de despir suas fantasias,
contra o tempo, ao relento,
apostando na vida
que nos toca
sem pedir perdão,
como as gotas de chuva
que se infiltram na terra
e, em silencio, transformam,
apenas um grão,
em outras sementes,
que guardam em segredo
a verdade da nossa paixão.

 

 

Saia do Tom

Yeda Soares Chiviacowsky

Saí do tom, com certeza,
quando neste site entrei...

Aqui encontrei amigos,
carinho, lindas poesias,
participei de cirandas,
duetos e poetrix...

Deixando aflorar fantasias
saí do tom muitas vezes
nas minhas recordações...

E hoje, com alegria,
neste mundo da poesia,
de amor e de magia
poetando eu sou feliz.

 

 

Saia do Tom

Isabel Passos

Saia do Tom, arrisque algo diferente
Experimente novas sensações
Seja um pouco mais irreverente
Livre de preconceitos, sinta as emoções

Saia do Tom e encontrará o caminho
Do amor, da lealdade, enfim… da magia!
Confie que alguém espera o seu carinho,
Suas almas se atrairão algum dia…

Saia do Tom deixe o amor acontecer,
Sem ele nada é sentido de verdade,
Entregue-se sem medo de viver
Permita-se conhecer a felicidade!

Saia do Tom, em paz e harmonia
três anos de vida irá completar
Com muita alegria vai ter festa todo dia
Em amor e sabedoria, rir e brincar…

 

 

Saia do Tom

Maria de Fatima Delfina de Moraes

Traga toda a emoção, cante canções em versos
traga o amor no coração, amizade e toda a ternura
e juntos numa canção, poeta não saia do tom
seja benvindo ao nosso universo.

 

 

SAIA DO TOM

Clair Edelweiss

Muitas vezes é preciso mudar
então saia do tom,
arrisque na investida,
buscando encontrar no amor,
um envolvimento sereno e duradouro
onde haja simplicidade,
olho no olho, coração pulsando.
Saia do tom, sem sair do ritmo,
no embalo da música
dance coladinho
sussurrando ao seu ouvido
roçando o pescoço,
muito beijo na boca
e no ritmo da música,
mas sem sair do tom,
sonhe e eternize esse momento!.

 

 

ALÉM DO TOM

Antonio Cícero da Silva(Águia)

Com este Tom vamos além
muito além do horizonte,
por seu rítmo tão belo,
pela coerência comprovada...

Para este tom não há par
por possuir o primeiro lugar
é onde nos achamos,
e muito vivenciamos...

Este tom é o mais belo
por nota musical tão límpida,
pela existência soberana,
e por tantos parabéns que merece...

 

 

Saia do tom!

Rita Rocha

Venha com a gente rimar!
Levante o astral, se faça alegrar...
Entra num samba ritmado...
Cante bem alto o samba que gostar.

Inspire-se numa bela fantasia...
Faça parte desta vida
Deixe de lado a monotonia.
Entre no samba rasgado e venha rebolar
O corpo agradece e entra em forma
Se mostre bonita, toda faceira...
Provoque no perfume, e faça sonhar.

Caia na gandaia com o samba no pé.
Saia do tom! Mexa-se até o amanhecer!
A saúde vai melhorar e a alma festejar...
Sai do Tom!
E conosco... venha comemorar!

 

 

Saia do Tom...

Madalena Müller

... com ou sem musica externa,
suspirando aos acordes vivenciados
desafiando umas cordinhas limitadas
de meus fraternos guardados...
... com o salto sou sua musa
e descalça vou-me dançando ao mundo,
desviando das açoitadas jogadas
permito-me do vazio ficar desviando...
... com a Izaura cantarolando
adentro no trabalho em sintonia,
nas mascaras que tentaram imputar
não removeram-me a alegria...
... com a chegada dos divinos acordes
pelos meus passaros a cada despertada,
levando-me despida ao meio da noite
no acalento de minha lua ensolarada...
... com os regalos diarios sevando-me
vou-me libertando da dor ao vento,
levando meu pozinho passado
que sempre será o doce acalento...
... com o doce balsamo fixado
saio solta cintilando e sem fronteira,
mantendo a graça dos Anjos
a iluminar minha trajetoria inteira...
... com umas notas desafinadas
faço a composição de minha passagem,
rogando aos grandes Mestres o auxilio
para manter minha essencia junto a imagem...
... com energia abundante chego sempre viva,
liberta e com suavidade no coração,
ha seu toque alimentando e induzindo
humildemente minha doce canção....
... com a luz das pupilas de meu BB
hoje já tão crescidas ha que dá-me o compasso,
dizendo-me que tudo passa e vou-me...
... ao som da qualidade passo a passo!
Saio sempre em busca, neste inigualavel Universo,
das nuances que nos são ofertadas,
colocando uns brilhinhos a cada parte
na rondas das escuras noites fechadas...
... ha que tanto devo por tanta graça alcançada
em tempo que nem as celulas de meu corpo conhecia,
na reclusão de meu MosteiroII eu tivera o colo
no silencio da calada de quem eu mais queria.

 

 

Saia do Tom

Malubarni

Sem cores fortes
Saia do Tom
destoe o batom
balance com o porte
mas Saia do Tom
e conheças poesias
que são belos sons
num clube de magia
que canta em vários tons
E lá naquele recanto
onde as coisas são
que arrisco e saio do tom
para viver todo o encanto.

 

 

SAIA DO TOM...

Dioni Fernandes Virtuoso

Saia, saia do tom!
Vem comigo dançar,
mesmo fora do compasso,
quero dançar em seus braços
até a melodia da vida acabar...
Saia, saia do tom!
Vem comigo cantar.
Mesmo desafinando,
vamos a alegria exaltando
com as notas do nosso bem amar...
Saia, saia do tom!
Vem, vou levá-lo nas asas da imaginação,
fazendo feliz seu coração
na gostosa ventura de voar...
Saia, saia do tom!
Grite ao mundo inteiro
o mais lindo som
do nosso amor verdadeiro.
Vem, saia do tom,
quero te amar...

 

 

Sair do tom

Conselheirodapaz-Marcelino

Sair do tom, é fugir da briga, vestir marrom,
Sonhar com a Cinderela, morar em castelos,
Correr descalço na chuva, beber água na fonte.
Fazer besteiras de monte, ser feliz.
Sair do tom, fazer versos sem nexo, complexos, ou simples,
Rimar infame com tatame, nada a ver, mas sou poeta.
Escrever o nome no cimento fresco, da calçada do vizinho,
Fazer amor no mato, no buraco, na praia, sabe lá mais onde,
Fazer besteiras de monte, ser feliz.
Sair do tom e chorar com os poemas da Clara,
Ter desejos de morar em Pipa, numa caverna, ou choupana,
Subir no pé de coco, gritar como Tarzan, e beijar a Jane,
Mesmo acordando com a chita ao teu lado.
Sair do tom é ler gibi, comer pequi, buchada de bode,
Dançar forro, se balançar no cipó, correr atrás de vaca,
Beber leite no curral, comer pitanga, guapeva.
Fazer besteiras de monte, ser feliz.
Enfim, sair do tom é fazer tudo que desejas,
Mesmo quando há alguém dizendo não pode.

 

 

SAIA DO TOM

Maria Tomasia

Decidi que vou sair do tom;
cansei de ser tão certinha.
Trocarei até o meu batom,
só não irei sair da linha.

Quero dançar e cantar;
não vou viver na solidão.
Um novo amor hei de encontrar
para entregar meu coração.

Serei uma nova mulher
que dentro de casa não ficará.
Nunca mais me deixarei abater,
tudo em mim se transformará.

Vou continuar a escrever poesia
- estava pensando em parar,
porém isso seria uma agonia -
saindo do tom, vou me curar.

 

 

SAIO DO TOM

Gloria Marreiros (Portugal)

Vou sair deste tom de primavera,
com flores enfeitando o meu vestido.
Na alma levo a cor do mais florido
desejo, que é um sonho de outra era.

A saia tem um tom que não altera
as formas do meu corpo, sempre lido,
no sensual poema oferecido
por fios matizados de quimera.

Avanço, de vagar, pelo caminho,
ébria de luz e cor. Bebi o vinho
dos beijos com sabor a coração.

Saio da primavera, neste dia,
mas levo o tom do sol, em ardentia,
para tecer o ninho do verão!

 

 

Saia do Tom

Fátima Abrantes

Na rua, na esquina...Fantasia,
com ou sem companhia.
Cria, imagina, devaneia, sonha...
Abraça toda tua ousadia
e muda sempre pra melhor.
Ouve teu som, teu rítmo,
teu apelo,
e...
Saia do tom sem medo
de se arrepender...
Afinal, transformar
é viver!

 

 

Saia do Som

Hilda Rosa

Estou saindo do tom...
buscando outro ritmo...
encontrando o que me agrada.
Esquecendo o que magoa,
entristece.
Procuro o tom que enobreça,
e deixe a alma com mais brilho,
o sorriso mais seguro.

 

 

Saia do Tom

Anjo Kevin

Livremente
Reflexo dos mais belos pensamentos
Na mística das palavras
Embalando os sentimentos
Saia do Tom...
Despretensiosamente
Sem nuance, sem matiz
Vivendo na maneira simples
De ser feliz!

 

 

Saia do Tom

Maria Thereza Neves

Deixe livre os pensamentos
jorre , grite emoções
sem importar o tom ...
Saia sem medo
sem importar os labirintos
uma saída há de encontrar...
Deixe a poesia derramar
a alma abortar,sangrar
e nas estrelas eternizar!

 

 

Saia do Tom

Lúcio Reis

Saia do Tom mas jamais da sinceridade
Saia do Tom mas não esqueça a verdadeira amizade
Perca o ritmo mas continue a dançar
Pois o que interessa é da festa participar
Saia para a vida e acerte o tom da luz
Ou fique concentrado em casa curtindo a paz
Ligue o tom do entendimento e da alegria
Iniciando-se na saida do sol a cada dia
Seja de saia ou calça comprida
Quem sabe até mesmo despida
Curta o viver com cada pessoa querida
Caso na alcance o tom, entoe o seus cantos
Fale de tudo que é bom aos quatro cantos
Mas como o mundo é um globo
Dê uma de diferente, se entenderem que seja bobo
Não se importe os seres felizes riem sem razão
Pois para sorrir de felicidade, basta a sensibilidade no coração
Saia, entre no Tom, sem se importar com o tempo ou ritmo da canção
Pois com certeza ele não irá parar para com você se preocupar
Preocupe-se que esteja no tom da batida e da evolução
Do estágio da tristeza para a total exaltação
Da amizade, do amor e da paixão
E que o Tom não Saia de nossas mentes e nem da inspiração
Fortalacendo sempre a saudável união.

 

 

SAIA DO TOM

Marinez Stringhetta/Mara poeta

Nossa língua...
Sem pregar peças
Prega peças
E a gente ri à beça
Trocadilhos fora dos trilhos
Se a saia é do Tom
Ninguém me disse
Mas deixo de breguice.
Saio do tom...
Entro no tom da poesia
Verso, magia
Rima ritmo e melodia
O mundo desvendando
Três anos de existência
E eu digitando
Feliz coincidência!

 

 

NÃO SAIA DO TOM

Gutemberg Maciel

O burilar da pena nos dedos
Na tampa da mesa em cima do papel
Mesmo sem compromisso contigo
Por três anos rolados, bordados
Sem método e sem elo
Dando tropeços e passos
Alcançamos os três aninhos
Garbosos do que se fez
Alegre porque viveu...

 

 


Saia do Tom

Pepita Benetti

Saia do Tom...
liberte-se...seja você...
louca, avuada, feliz, linda...
apenas deixe o vento tocar no seu cabelo,
beijar seus lábios e ser amada
como jamais foi.

 

 

Niverton

Nilza Stringhetta Rossi

Saindo do tom das horas
Esgueirando trilhas poéticas
Poetando poesias
Não importa
Se há sol ou noites frias
Lá vou eu
Nas curtas, nos poetrix
Digitando entusiasmo
Verdade
Não minto
Das alegrias que sinto
Sempre alerta aos e-mails
Das cirandas cirandando
Amigos eu vou encontrando

PARABÉNS

 

 

SAIA DO TOM...

Theca Angel

Venha, não tenha receio
Venha, vamos cantar e dançar
São em si, agradáveis meios
De pelos sonhos divagar...


Se sair do tom, não te importes
Até os artistas desafinam
Se errar o passo, concordes,
Tantos, passos nossos desviam...


Dance, dê liberdade à sua alma
Que ela manifeste suas fantasias
Sinta,veja só como ela clama
Te sentes tomado por calmarias.


Solte-se, eleva tua voz, saia do tom
Busca tua música em teu interior
Aquela que fala das ilusõesem sons
Que tem nas palavras queixume e dor!


Canta, dança, sê feliz neste momento
Do amanhã quem pode te dizer
Esquece por ora teus pensamentos
Traga de tua alma o bem querer ...

 

 

Saia do Tom

Fernando Alberto Salinas Couto

Rceber teu lindo sorriso
é um presente divino
que leva até anjos a sonhar.
É como viver no paraíso,
ao som de piano e violino,
contigo a cantar e dançar.

Ganhar seus doces beijos,
de sabor sublime e único
é um delírio que bendigo.
Quero realizar teus desejos
e, em troca só te suplico,
saia do tom e cante comigo.

 

 

Saia do tom

Cel (Cecília Carvalho)

Pule frevo, dance samba,
só não fique sem dançar,
com ou sem batom
saia do tom,
esqueça a mágoa
dispa-se da saudade
e se deixe amar ...

 

 


No Saia do Tom

Florindo Flores

Se pudessem me ver nesse momento,
Ou então se lessem meu pensamento;
Saberiam que estou sorrindo.
Na verdade, estou achando muito bom.
Eu o poeta Florindo
Juntando-me a vocês no SAIA DO TOM!

 

 

Saia do Tom

Antonio Fernando Peltier

Se saio do tom desentono,
fico assim, desafinado e com sono.
Ligo o som, ouço Tom Jobim,
refeito e refinado fico, enfim!
Mas saio do tom, vez em quando,
a fazer um bem ao meu mim...
Num mimo que nos vale tanto
quando a vida se faça ruim.

 

 

SAIR DO TOM É A APOSTA..

Theca Angel.

Em meus braços desmaies de amor
Junte ao meu teu ardor
Tua vontade de fugir
Sair do tom, assumir
Esta vida passa ligeiro
Vive-la só por inteiro...
A felicidade é tão passageira
Toma-la em nossos braços, quisera
Mante-la a nós atada
Num tom sem madrugada...
Sentir o mundo sumir
Só restando nós dois...
Uma noite plena de amor
O espaço retendo sua corrida
Tão estranhamente perdida
Sem fim, sem recomeço
Sem sentir do afago o começo
E nem um final , do fim, avesso!...
Faz-me viver, eu te peço
Neste total sonho imersos...
Por quanto tempo, que importa
Sair do Tom é a grande aposta!

 

 

SAIA DO TOM

Zenaide Giovinazzo

O meu convite brejeiro,
simples e assim, certeiro,
mexe com sua cabeça,
acerta seu coração.
Saia do Tom livremente
e venha, aqui com a gente
falar da sua paixão!!

SP/10/11/2011

 

 

SAIA DO TOM

ZzCouto

Sair do tom que nada!!!
Vamos todos participar...
Que seja um tom alegre, sensual,
de muita magia, e que mexa com
a nossa alma e coração.
Sair do Tom? Jamais...
Ele é compasso, é rítmo,
é bom demais!!!

 

 


SAIR DO TOM

Oiarabit

Sair do tom é tão bom
Que a boca se faz de fruto
Proibido e sem pecado
Que a carícia vem com a mão
E tudo mais é um luxo!
Sair do tom é leveza,
É amargura, é tristeza,
É a certeza, também,
De um nó que nunca desata
De um amor que não dá trégua
Que vai do compasso à régua
Fazendo os mesmos traçados.
Sair do tom, engraçado,
É uma herança maldita
De estar sempre apaixonado
De mãos dadas com a desdita
Sem seu amor ao seu lado.
Sair do tom como é bom!
Até parece um milagre
Menina moça ou senhora
Da verdade chega a hora
Vou dizendo de passagem
Com a maior sinceridade:
Como é bom sair do tom!

 

 

Saia do Tom

© Joaquim Marques

Sempre é bom mudar de tom
Mas nem sempre se consegue
Porque os acordes da vida...
Numa harmonia exigida...
Nos deixam de bolsa leve!


Sempre afino com carinho
Meu violão já cansado...
Mas se quebra alguma corda
Lá se vai o tom da moda...
E volto ao tom do passado!


Em pé de dança não entro
Pro tom não desafinar...
Sento e escrevo um poema
Que exponho em teorema
Pra quem o quiser dançar!

 

 

Saia do Tom

faffi

Vem cá moreno,
saia do tom e dance comigo essa valsa
em qualquer ritmo...
Dois pra la, dois pra ca, ta mais do que bom.
Só é preciso, ser gentil e animado,
sair do tom não é pecado.
Vamos fazer mil loucuras,
tirar os sapatos e dançar de rosto colado,
como as nossas vovós faziam.
Para elas o tom não existia,
tudo era só alegria.
Vamos também sair do tom,
e viver como no passado.

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

:::VOLTAR:::