:::CIRANDA PABLO NERUDA E OS POETAS:::

 

 

 

 

1-Cássia Vicente
2-Clara da Costa
3-Maria Thereza Neves
4-Candy Saad
5-Maria Luiza Bonini
6- José Ernesto Ferraresso
7- Zenaide Giovinazzo
8- Ilze Soares
9- Angela Conde
10- Paulo Silveira de Avila
11- Helena Luna
12- Ervin Figueiredo
13- Angela Gurgel
14- Fátima Abrantes
15-Gildina Roriz
16- Denise 13

 

17- Nidia Potsch
18- William Marques
19- JRonaldo-JR
20- Fátima Moreira
21-Eri Paiva
22- Cibele Teixeira
23- ZzCouto
24-Angela Conde
25- Augusta Melo
26- BellVil
27- Susie Sun
28- Rose Arouck
29- Kedma O'Liver
30- Roze Alves
31- Cel (Cecilia Carvalho
32- Tarcisio Ribeiro Costa

 

 

 

"Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria".

*Pablo Neruda".

 

 

Nega-me o pão, o ar
tua mão, teu corpo,
mas nunca uma poesia,
porque então morreria.

*Cássia Vicente*

 

 

 
Nega-me o pão, o ar,
o sol, as estrelas,
mas nunca o teu amor,
porque então morreria...

*Clara da Costa*

 

 

Apaguem o mundo ,
a luz, a primavera,
não os sonhos, poesia,
porque então morreria.

*Maria Thereza Neves*

 

 

Nega -me o pão , o ar,
A luz ,a primavera
Mas nunca teu coração
porque nele quero morar.

*Candy Saad*

 

 

 

Nega-me o pão,
o ar, a luz, a primavera
Morrerei de inanição
ainda assim, à tua espera

*Maria Luiza Bonini*

 

 

Nega-me o pão, o ar
Da mesa de um ancião,
Que sacia sua fome,
Mas nunca o teu amor.

*José Ernesto Ferraresso*

 

 

*Porque então morreria,*
se teu amor me tirasses...
*Nega-me o pão , o ar,*
jamais,o desejo de me amar!

*Zenaide Giovinazzo*
SP/22/06/09

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a brisa, a poesia...
Mas nunca a alegria,
porque então morreria...

*Ilze Soares*

 

 

Pode tudo me faltar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque eu perderia o juízo.

*Angela Conde*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
uma céu encoberto,
mas nunca a vida que sonhamos,
porque então morreria.

*Paulo Silveira de Ávila*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera...
Porém nunca o calor do teu sorriso,
é tão só o que preciso.

*Helena Luna*

 

 

Nega- me o pão, o ar,
A luz, a primavera,
Mas nunca o teu se dar,
Porque então eu não existiria.

*Ervin Figueiredo*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a brisa, o crepúsculo,
mas nunca o dom de criar,
porque então eu morreria...

*Angela Rodrigues Gurgel*

 


"Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
jamais o teu amor,
da forma mais sincera..."

*Fátima Abrantes*

 

 
"Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,"
mas deixa-me a liberdade
de ser quem sou.

*Gildina Roriz*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
Negue-me! Num simples não!
Mas nunca aquele teu olhar que me fascina
porque então morreria"

*Denise 13*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera.
Não me nega a poesia
Vivo dessa quimera...

*Nídia Vargas Potsch*

 

 


"Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera"
Mas nunca Negue-me o teu sorriso
Pois ele é tudo que preciso..

*William Marques*

 

 

Nega-me o pão
O ar, o que quiser
Mas, sem dizer não
Seja minha mulher

*JRonaldo-JR*

 

 


Nega-me o pão, o ar,
mas nunca a poesia
e o direito de sonhar,
porque então morreria.

*Fátima Moreira*

 

 


A luz, a primavera,
Pode me faltar um dia

Mas o teu amor, jamais
Porque então eu morreria

*Eri Paiva*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas não me deixa aqui,
sozinha, à tua espera.

*Cibele Teixeira*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
o sol e você.
Mas não me negue o
teu viver, porque vou morrer...

*ZzCouto*
RJ

 

 

Pode tudo me faltar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque eu perderia o juízo.

*Angela Conde*

 

 

Até podereri perder o viço da juventude,
a chama da paixão,
e a memória dos fatos...
mas nunca o teu riso

Augusta Melo

 

 

Nunca me negues nada,
Nem pão, ar, luz e primavera
Muito menos teu amor e teu riso
Pois eu morreria, sem tudo isso !!

*BellVil*

 

 

Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas jamais teu abraço
tudo isto é realidade presente
no enlace de nossos corpos...

* Susie Sun*

 

 

Nega-me o pão
pela fome que me consome
Mas jamais negue-me o direito
de ter-te como meu homem.

*Rose Arouck*

 

 


"De tanto amor minha vida se tingiu de violeta
e fui de rumo em rumo como as aves cegas"
Me perdi entre desamores e dores tantas
Sentindo o peito ardendo como que em chagas.

*Kedma O'liver*

 

 

O que de mim restaria,
se nega-me o pão, o ar?
Por que então eu morreria
se nunca contigo hei de ficar?

* Roze Alves*

 

 

 
"Nega-me o pão, o ar,
mas nunca o teu riso,
te amar, beijar e sonhar
é tudo que eu preciso.

Cel (Cecília Carvalho)

 

 

Que me falte a verdade,
As belezas do dia-a-dia,
Mas não tirem os meus sonhos
E o encanto da poesia...

*Tarcísio Ribeiro Costa*

 

 

Edição Mara Pontes©

 

:::VOLTAR:::