PARTICIPANTES

 

1- Clara da Costa
2- MaluBarni
3- Nasser Queiroga
4- Luiz Grijó
5- Nilza Stringhetta Rossi
6- José Ernesto Ferraresso
7- Mercília Rodrigues
8- JAS
9- João Coelho dos Santos
10- Gutemberg Maciel
11- Sonia Nogueira
12- Edilson Xavier de Menezes/Edmen
13- Yna Beta
14- Cássia Vicente
15- Isabel C S Vargas
16- Ari da Mata
17- Maria Olga de Oliveira Lima
18- Maria de Fátima Delfina de Moraes
19- There Válio
20- Zenaide Giovinazzo
21- Lóla Prata
22- Ary Franco ( O Poeta Descalço)
23- José Hilton Rosa
24- Virgílio M.A.S Roque
25- Cida Micossi
26- Sueli do Espírito Santo

 

 

 

CALO
Clara da Costa

O espaço é farto,
mergulho na solidão
grande quanto minha liberdade,
minha emoção.
Sobro nessa solidão...
E calo,
quando tento gritar teu nome,
cada vez mais alto.

 

 

Calo

Malubarni

À tua espera estou,
meia sem rumo ,
quando chegas perto,
...calo a minha voz
e entrego-me com carinho.

 

 

Calo...

Nasser Queiroga

E viajo!
E em momentos me vejo contigo
Andando na praia, sentindo o vento
Açoitando a areia

Calo... Hipnotizado, sonhando acordado
Escuto o teu canto, nas noites de lua
Tão linda e só tua!
E calo... Nada posso dizer, só mesmo sonhar

E de longe te ver!
É tudo um sonho, é só um sonhar, é só fantasia
Melhor eu calar
Calo...

 

 

Calo

Luiz Grijó

Calaste as mágoas do meu coração
com teu jeito doce de menina linda
e com tua voz meiga
que embalou meus sonhos.
E quando me perguntam
porque estou pensativo,
apenas calo...

 

 

Emudeço

Nilza Stringhetta Rossi

Seu silêncio cala a minha voz
Acelera o meu pensamento indeciso
Improviso uma saída
Atrevida ofereço
Meu olhar
Emudeço.

 

 

Calo

José Ernesto Ferraresso

Esteja certa de que o
amor chega sorrateiro e cala
em nosso peito.
Apossa e perdura tanto pode alegrar
senão machucar...
Indagações...Respostas...e
não chega a um acordo e
procura-se calar.
Se me amas...não sei!
Que te amo pode ter certeza
de que consigo sentir e te querer.
Além de te desejar e te amar não quero
sofrer e nem me calar.
Suspiro por ti e quero que permaneças
definitivamente em meu coração.

 

 

Calo

Mercília Rodrigues

Diante das investidas do dissabor
Levo leve a vida que corre
Só busquei em ti amor
Lá vem a esperança que morre!

Calo minha alma silente
Com sabor de desafio,
Pois a minha alma pressente,
Não me amas, desconfio !

 

 

Calo

JAS

Muitas das vezes calamos quando deveríamos falar;
Calar-se quando é preciso falar
Indica fraqueza..
Por isto, nunca me calo!

 

 

CALO

João Coelho dos Santos

Na sua traquinice
Generoso e heroico, com estilo e elegância
Sem nenhum indício sedutor de velhice
Sentiu doloroso imperativo da guerra
E irresistível tentação de desertar.
Já ninguém morre pela Pátria
Onde estão os heróis do mar?
Respondes?
Não!
Também me calo!

 

 

Calo

Gutemberg Maciel

Perturbado pelas coisas do mundo
O sentimento sentido enevoado
Nada de nada esclarecido
Calo por não saber expressar
O que dentro de mim esvoaça
Inoperante me vejo...

 

 

Calo

Sônia Nogueira

Olho e penso no trajeto das ondas
Encantada pela força que emana
E nesse turbilhão as tristes fendas
Borbulham vivas, em hora profana.

Adormeço suave na areia fria
O vento carrega os sonhos a sós
Vejo-me voando a nave avaria
Saboreando gotículas e pós.

Boceja na penumbra a tênue lua
Qual uma seresta sem canto e nua
Rogando aos céus pelo meu disfarce.

 

 

CALO

Edilson Xavier de Menezes/Edmen

Me calo quando ouço tua voz
maviosa e doce. Não sei se
fazes o mesmo. Mas o que
importa é o que sinto no coração,
nessa ternura e emoção.

 

 

Calo

Yna Beta

O vento açoita a cortina
A noite é fria...
A solidão desatina,
Maltrata,
É ingrata...
Grito pelo teu nome.
Vontade louca de te beijar,
De te amar...
O luar prateia meu sonho,
Um sonho tresloucado.
Quero te abraçar
E me calo!
Calou-me neste sonho profundo
Uma loucura de correr o Mundo
Querendo te encontrar,
Mas desisto e me calo.

 

 

Calo

Cássia Vicente

Diante da liberdade
que acreditava existir
declarei minha verdade.
Era uma falsa liberdade,
percebi tempo depois,
não me decepcionei,
fui em busca de reverter
E, diante desta realidade
Me calo.

 

 

Calo

Isabel C S Vargas

Quando vejo que o embate
É perda de tempo e não
produzirá resultados positivos;

Calo diante da beleza fulgurante
que não necessita de palavras;

Calo diante da verdade que prescinde
de qualquer complemento.

 

 

Calo

Ari da Mata

Calo quando grita a solidão,
Quando penso você,
Quando me desespero em busca do teu olhar,
Calo ao me preparar pra te encontrar,
Calo pra me sentir no silêncio de você!!!

 

 

Calo

Maria Olga de Oliveira Lima

Calo minha voz
Porque sei que não mais me ouves...
Envolvida nessa paixão doentia,
Deixei minar a minha vida...
Falei demais, cansei teus ouvidos...

Agora...
Enquanto minha alma grita
E agita todo o meu ser,
A voz abafada chora sozinha...

Ao longe teu vulto
De mim se esconde...
Para não mais retornar...

 

 

Calo

Maria de Fátima Delfina de Moraes

Entre a imensidão da saudade
e a incerteza do verbo;
teríamos preservado os momentos
mais amenos, mais ternos,
mais intensos?
E calo, no pensamento do quanto
ainda tínhamos a dizer...

 

 

DE REPENTE, CALO.

Zenaide Giovinazzo

De repente...
aflora a intimidade
influenciada pela lua
que exibe a claridade.
Sem receio ou pudor
a emoção foge da razão,
descontrolada agitação
domina o sensual momento
encantando o pensamento.
Perguntas sem respostas,
inútil e inquieta lucidez.
De repente...calo.
O impetuoso amor se fez!...

 

 

Calada

Lóla Prata

Vendo a saudade deitada
no sofá da minha sala,
levanto e saio, calada,
com medo de despertá-la.

 

 

CALO

Ary Franco (O Poeta Descalço)

Se soubesses o quanto tenho a te dizer.
O tamanho do meu amor e admiração.
Mas nada digo, emudeço e nada falo.
Sufoca-me uma imensa paixão e me calo.

 

 

CALO

José Hilton Rosa

Calo no pé
calo e não falo
espero
calo que dói
calo e não falo
aceno
calo curado
falo e não calo
escuto
espero amanhecer
para dizer
que te amo!

 

 

CALO

Virgílio M.A.S Roque

Calar, às vezes é prudente em sãs convivências,
Ainda que não falar seja difícil entre pessoas,
Lembro, se me calo, posso ter coisas boas…
O falar, pode trazer-me graves consequências.

 

 

Calo

Cida Micossi

Quando me sinto tristonha
Decepcionada da vida
Em vez de chorar, brigar,
Faço o que você menos espera:
Finjo que não é comigo
Saio de lado e me calo

 

 

CALO

Sueli do Espírito Santo

Com meu coração apaixonado
por vezes até meio tresloucado
eu quero dizer-te que te amo
assim de um jeito meio sem jeito
sentimento faz arfar-me o peito
amo-te, e não sei dizer como.
No sonho e na fantasia eu me embalo,
O tempo passa sem graça e eu me calo.

 

 

 

Edição Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::