:::CIRANDA NA BRISA PRIMAVERIL:::

 

 

PARTICIPANTES

 

1- Clara da Costa
2- ZzCouto
3- Isabel C S Vargas
4- João Coelho dos Santos
5- Edilson Xavier de Menezes/Edmen
6- JAS
7- Lóla Prata
8- Maria de Fátima Delfina de Moraes
9- José Ernesto Ferraresso
10- José Hilton Rosa
11- Nidia Vargas Potsch
12- Sônia Nogueira
13- Cássia Vicente
14- Mifori
15- There Válio
16- Glória Tabet Marson

17- Yna Beta
18- Nilza Stringhetta Rossi
19- Maria Olga de Oliveira Lima
20- Zenaide Giovinazzo
21- Marinez Stringuetaa/Mara Poeta
22- Cida Micossi
23- Gina Maia
24- MaluBarni
25- Rita Rocha
26- Sueli do Espírito Santo
27- Cláudia Couto
28- Edvaldo Rosa
29- Eugénio de Sá
30- SoniaRubim
31- Luiz Grijó

 

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Clara da Costa


Entre as ondas melódicas do silêncio
o amor está adormecido
em completa ausência,
num vazio de tempo vencido.

Verdades e risos,
brincam às escondidas,
guardados em verdades que se calam
e que precisam ser esquecidas.


O sonho adormece
entre sentimentos envelopados,
em cada palavra que suavemente falece,
na brisa primaveril que balança as cortinas...

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
ZzCouto

Um grande canteiro de flores
Numa imagem que foi sonhada.
Plante então uma flor para
a sua vida ficar perfumada;

Brisa em flores na natureza
No amor em seu doce perfume.
Beijos acalantam almas sofridas
Anunciando o seu ciúme.

Flores por todos os caminhos
Para a natureza embelezar.
Primaveris caminhos perfumados
Para o amor poder passar.

Acorda a imagem sonhada
E deixe junto do sentimento amor.
Quem deseja brisa primaveril
Não espere receber, plante uma flor.

 

 

Na Brisa Primaveril
Isabel C S Vargas

Novos ares espalham perfume,
Desabrocham alegres sensações,
Fazem palpitar corações sensíveis
Que se comovem diante da natureza.

A primavera é plena de esperança
Promove novo recomeço,
Enfeita a alma que se engalana
Por voltar a ser plena de sentidos.

Na brisa primaveril o coração desperta
O amor se revigora nos corações,
O desejo de amar e ser amado retorna
Em verdadeira comunhão física e espiritual.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
João Coelho dos Santos

Alegria era virtude em ser puro, afável.
Envolto por etérea e absurda fantasia,
Na brisa primaveril reinava o silêncio,
Mesmo sem tom nem som.
De espírito luminoso sentia pueril saudade
E um inconfessado e insensato desejo.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Edilson Xavier de Menezes/Edmen

Trazida pela brisa existe aquela pessoa que é um verdadeiro anjo, é verdadeira pérola encantada, renascida oculta numa concha de amor. Muitas vezes transforma-se em uma linda flor espargindo em nossa alma fragrância inebriante rara e de bela cor.
Tem gente que é verdadeira jóia, é um verdadeiro brilhante que outrora fora um bruto diamante de incalculável valor, lapidada no cinzel da crença, é verdadeiro sol de raríssimo esplendor.
Tem pessoa que é uma intensa ternura, até no seu olhar parece anjo a nos zelar lá da altura e a nos proteger e nos guardar, é verdadeiro guardião a nos amar, mesmo oculto, é um lindo vulto que está sempre junto a nós, nos dando a mão e proteção, estejamos onde estiver e em qualquer lugar.
Tem gente que é verdadeira calma, alva como a paz, é verdadeira leveza e paciência, é sábia, de uma contagiante inteligência... É gente assim como você, cheia de ternura e amor, produzindo alimento à nossa alma e com um simples gesto nos conduz bem pertinho de Deus, fazendo-nos sentir um belo jardim em flor, entremeado de belas cores e lindos camafeus.

 

 

Na Brisa Primaveril
JAS

Quando a primavera dá os primeiros sinais
De que está por vir
Já se começa a sentir os fluidos das flores
É quando elas começam a desabrochar

É quando nós seres humanos
Começamos a descobrir amores
Porque na primavera o sol brilha
Aquece nossa alma e nos inspira
E traz calma e o orvalho brilha
E caminha por trilhas não descobertas

Primavera a estação
Mais feminina de todas
Onde a felicidade e alegria
Nos convida a olhar pela janela
E ver a alegria que ela nos trás

 

 

Na Brisa Primaveril
Lóla Prata

Atendendo às diretrizes
que a métrica permitiu,
meus versos dançam felizes
na brisa primaveril.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Maria de Fatima Delfina de Moraes

A brisa sopra suave os meus cabelos
trazendo com ela perfume de flores.
Ah, levito nas próprias lembranças
dos beijos trocados,
nossos corações apaixonados,
saudades infinitas do melhor viver o amor.

 

 


NA BRISA PRIMAVERIL
José Ernesto Ferraresso

Sentado no banco da praça,
encontrei e meditei sobre as flores.
E aquele momento era de graça,
relembrava presentes de antigos amores.

Ouvia-se um som longínquo no ar,
num momento de silêncio e sombrio.
Uma brisa fina começa iniciar,
um vento leve, moderado e frio .

Somente a brisa fora marcada ,
por um longo tempo de satisfação.
A beleza das flores ali encontradas,
comoviam inteiramente o meu coração.

Não poderia esquecer daquele momento,
nem da música ao longe que eu ouvia ,
Pois tudo aquilo causou um acontecimento,
e foi uma tarde de comoção e magia

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
José Hilton Rosa

Noite gélida e morena
aproximando o tempo querido
flores desabrochando
vento trazendo o arrepio
frio como gelo
o campo coberto de branco
esperando a estreia da primavera
é noite
na fumaça de meu quarto
sem saber onde te encontrar
penso no último dia
falando de amor
ouvindo com o dom de saber ouvir
boa noite
já vou
sem ter certeza de te encontrar
vem, corra para mim
em clima de saudade
tenho pouca vontade
a saída é pensar em você
a noite chegou
consigo o frio trouxe
o vento surdo aproximou
o romantismo estrelou
o abraço serve de cobertor.

 

 

Na Brisa Primaveril!
Nídia Vargas Potsch

Chega tímida, porém atrevida!
Ainda em pequenas sementes
Com seus brotos de muitas cores...

Sabores intensos de emoções fantásticas
Sentimentos se redescobrindo
Suaves amores renascendo...

Primavera -- Onde corpos e alma
Caminham lado a lado, unidos...
Entregues ao momento presente
Recebem tudo que a Vida oferece de melhor!

 

 

Na Brisa Primaveril
Sônia Nogueira

O vento corre avança forte
Arrasta folhas seca no ar
O barco tremula no seu porte
Saudade de nunca apagar

Lembra rosto em construção
Nas faces rosa em processo
De mudança a cada estação
Sorriso e sonho em progresso

Assim na rota firme, primaveril,
Cada folha que desprende na terra
É vida que se renova em ardil

Em nova primavera que surge
Mudança estampada na face
E promessa de vida que ruge.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Cássia Vicente

A brisa entra pela janela
trazendo o aroma de terra...
Juro que vem chuva.
Chega trovejante,
forte como a primavera
que tem a sua magnitude.
Nas cores, nos aromas e
nas gotas fracas e francas,
fortes e decididas...
Me deixo envolver por todos
os processos e, processo em
cada sentido... você.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Mifori


Na brisa primaveril
a natureza desponta
com arte e olores mil
e o melhor caminho aponta!

São flores com singeleza,
perfumes de um mar imenso,
a cuidar com gentileza,
espalhando um amor intenso.

Na brisa primaveril deixei meu coração, na esperança de que você sentisse o seu perfume.

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
There Válio

No entardecer ao meu redor...
O verde da campina é tão belo,
Extasiada olho o céu azul
Sem nuvens na imensidão sem fim.
Na brisa primaveril flores diversas
Exalam um perfume inebriante.
Curtindo a natureza em calmaria
Sinto na alma a paz reinante
Entre o murmúrio do riacho
E o cantar dos passarinhos
Montando guarda em seus ninhos.
Meu coração em êxtase rejubila
Ante tanta beleza natural.
E ao notar a noite entrando...
Nesse local que é um santuário
Preservado sem feridas...
Que o ser humano ainda não maculou,
Agradeço a Deus por ainda ter
Esse pedaço de paraíso
Para poder desfrutar...
Numa tarde primaveril!

 

 

Brisa primaveril
Glória Tabet Marson

Um mundo cheio de cores,
lembranças dos meus amores,
estação das lindas flores...
No céu, um azul de anil,
a brisa primaveril
perfumando os corações,
nas mais doces emoções...
Naquele tempo juvenil.

 

 

Na brisa primaveril
Yna Beta

O desabrochar das flores
O perfume que exalam pelo ar.
Os pássaros no ninho fazem amor
Encantam ..
Um céu muito azul, que contraste!
Com os matizes diversos das flores, então
A brisa primaveril penetra no quarto.
Amantes...
Um aroma suave nos desperta
Do meu aconchego em teus braços.
Deito-me em teu peito e me abraças.
Carinhoso...

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Nilza Stringhetta Rossi

A brisa brinca de esconde-esconde
As flores acordam alongando-se em giro
O ar perfumado
Desperta
Meu amado sol
Uma vontade louca de abraçar o mundo
Explode e me sacode
Para o momento perfeito
Da entrada da primavera!

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Maria Olga de Oliveira Lima

É na brisa primaveril
Que deixo descansar as lembranças;
Chegam como carícia
Ou cantiga de ninar...

E, embora o coração em pranto,
Canto e me encanto com as lembranças
Ricas, doces e quentes.

Agem como terapia
No meu dia-a-dia feito saudades...

Passou... Valeu a pena!
Tardes serenas de Felicidade...

 

 

PRIMAVERA
Zenaide Giovinazzo

Meu amor,
voltou a Primavera!
Trouxe-me flores,
esperança, alegria,
o cantar dos pássaros
e seu beijo de bom dia...

 

 

Na Brisa Primaveril...
Marinez Stringuetta/Mara Poeta

Entardecer de novembro
Sol, querendo se pôr
Você em meio à dor
Doa imenso calor
Quebra-cabeça encaixado
Não ao sonho alienado
Explosão de carinho
Jamais desamparado
No embalo do seu amor
À vida, cor e sabor
Buscando novo caminho
Eu, você e o ninho.

 

 

Na Brisa Primaveril
Cida Micossi

Lá se foi o rigoroso inverno
Vê-se agora entrar
O sol, a alegria
A energia ímpar
Trazendo às pessoas
O sorriso pueril
Provocado pelo contato
Com a brisa primaveril

 

 

BRISA PRIMAVERIL
Gina Maia

Não sei se veio do mar ou da serra,
esta brisa primaveril.
O degelo fertilizou a terra
e coloriram-se os campos duma poética pueril,
onde vagueia o perfume do alecrim e da alfazema.
Nos jardins onde se passeiam os amores,
nasceram e vão florindo muitas flores.
São os goivos,os malmequeres, as violetas ,
anemonas, amores perfeitos matizados.
Abundam as rosas acetinadas e os cravos encarnados,
que em Portugal, num Abril de esperança
floriram nas espingardas dos soldados!
Foi numa Revolução, qual parto de Democracia,
que ainda é brisa e é quimera;
-Que em meu peito também é poesia
duma vivida primavera

 

 

Brisa de primaveril
MaluBarni

Já chegou setembro...
Sinto os passos da Primavera...
A brisa sopra lenta levantando algumas folhas...
Tudo floresceu e setembro aconteceu...

 

 

Na brisa primaveril
Sueli do Espírito Santo

A brisa primaveril me inspira
Meu coração suspira
A solidão logo vem
Com ela a minha alma
Vai perdendo a calma
Ansiosa, esperando por alguém
Que venha tirar-me da prisão
Onde o amor é só ilusão.

 

 

Na Brisa Primaveril
Cláudia Couto

Em tons coloridos e
A vida floresceu
Do jardim os galhos esquecidos
Em meu coração a chama ardeu
As flores brotaram
E a vida aconteceu

 

 

A POESIA DA PRIMAVERA...
Edvaldo Rosa

Queria a poesia da primavera,
Abrindo-se plena aos sentidos,
Toda pronta para encantar...
Mas, a minha poesia não é esta,
Antes, ainda é fria, pálida, sozinha...
Um tanto úmida!
Não queria ter esta, mas aquela,
Mas onde você se encontra,
Para que eu me encontre com ela?
Para que eu me encante,
Enquanto ela me encanta?
Onde você está?
Onde escondes a poesia da primavera,
Plena e bela,
Como se mesmo ela,
Não tivesse tempo certo para chegar?
- Como se eu tivesse tempo de esperar!

 

 

Brisas primaveris
Eugénio de Sá

Foi um lamento do vento que passou
O que se ouviu gemer pla ramaria
Contando de um amor que então morria
Chorando nessa dor quem mais amou

Que sempre o vento leva e traz consigo
Os sentimentos da gente que o escuta
Sejam os brados de um povo que luta
Sejam ternas palavras de um amigo

E quando a tempestade nos assola
E o turbilhão d’Eolo é pavoroso
Mais ao abrigo a gente se consola

Mas se o dia é de paz e o tempo airoso
C’o a fresca brisa até um amor rola
Que o coração está morno e generoso!

 

 

Na Brisa Primaveral
SoniaRubim

A primavera austral espalhou aroma
Alegria e cor no seu momento
Agora se vai no solstício de dezembro
Porém na brisa primaveril
Me vesti de inspiração para o verão
Fala mais alto o sol
Mas não cala a flor
Nasci com a primavera
E na brisa primaveril me fiz eterna

 

 

NA BRISA PRIMAVERIL
Luiz Grijó

Amor sinto saudade
Do teu cheiro de mulher
Lembro como és macia
Como é delicioso
O calorzinho que emana do teu corpo
Meu pensamento voa para a praia da Pipa
Na brisa primaveril

 

 

Edição Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::