PARTICIPANTES

 

1- Clara da Costa
2- Luiz Grijó
3- Cel (Cecília Carvalho)
4- Virgílio M.A.S Roque
5- SoniaRubim
6- Nina Maria
7- Cida Micossi
8- Sonia Nogueira
9- Glória Tabet Marson
10- José Hilton Rosa
11- There Válio
12- Edilson Xavier de Menezes/Edmen
13- Isabel C S Vargas
14- Gina Maia
15- Yna Beta
16- Ary Franco ( O Poeta Descalço)
17- Marinez Stringheta/Mara Poeta
18- Maria de Fátima Delfina de Moraes
19- Eline Santos
20- Maria Olga de Oliveira Lima
21- João Coelho dos Santos
22- MaluBarni
23- Ilze Soares
24- Zenaide Giovinazzo
25- Rita Rocha
26- Eugénio de Sá
27- Gutemberg Maciel
28- Eda Carneiro- “ Poeta Amor”
29- Cássia Vicente
30- Mifori
31- Eri Paiva

 

 

 

No Papel Em Branco

Clara da Costa

Palavras querem cantar para ti...!
Desabrocham, valsam no papel em branco,
Transformam-se em poesia,
Enquanto minha pele grita teu nome nas entrelinhas.

 

 

No Papel em Branco

Luiz Grijó

No papel em branco da tua pele
Quero escrever uma partitura
Uma sinfonia de amor
Feita de beijos e carinhos...

 

 

No papel em branco

Cel Cecilia Carvalho)

Desenho teu rosto
Contorno teu corpo
Traços agressivos
Depois te amasso
Saudade sem espaço
Já não tenho você ...

 

 

No Papel Em Branco

Virgílio M.S.A Roque

Num papel em branco se escreve,
O que para muitos é fútil e breve,
Para outros de importância leve,
A poucos o que o saber não descreve,
Papel em branco nunca prescreve,
Escrever nele para se usar mal,
Leva a intoxicação, igual ao propenal,

E ao desrespeito pelo meio florestal,
Mutilando o belo pulmão mundial,
Barbária da Amazónia comportamental,
Retirando os nativos o seu meio natural,
A outros, fogos horríveis, dor e destruição,
Não preocupando o sofrimento ou emoção,
Com destruição, do meio Histórico-Cultural,
Ocorrido no belo pinhal de Leira de Portugal.

 

 

No Papel Em Branco

SoniaRubim

O papel em branco
à espera de fragmentos ocultos (que só o coração sabe de cor)
E a pena inquieta
pra expressar com ousadia (o que ninguém fala em verso)
no papel em branco.

 

 

NO PAPEL BRANCO

Nina Maria

No papel branco, a cumplicidade
prá receber, com toda intensidade,
tudo que eu quero te dizer, agora:
Diz que é mentira que te vais embora,
porque se isso for verdade, amor,
tu estarás matando - me, de dor!!

 

 

No Papel Em Branco

Cida Micossi

No papel em branco de nossos sonhos
Escreveremos juntos, a quatro mãos
Sentimento que nos deixa risonhos
Felizes, esperançosos no amanhã.

 

 

No Papel em Branco

Sonia Nogueira

Registro nossa história inacabada
E caminha na direção do inconsciente
De forma nunca irreal, nem planejada
Apenas na fantasia, sem presente...

 

 

No papel em branco

Glória Tabet Marson

E nada pude escrever
naquele papel em branco:
sem você, o meu sofrer
fez-me derramar o pranto...

 

 

No Papel em Branco

José Hilton Rosa

palavras obscuras e insensatas
convicção e sem discrição
público leitor
sombra lúdica da certeza
palavras incertas e duvidosas
no papel em branco escreve-se contratos
escreve estórias
tudo fica na memória
felina escrita, não cansa a própria língua
no papel em branco deixamos nosso recado em oratória.

 

 

No Papel em Branco

There Válio

No papel em branco tento escrever...
Mas minha inspiração evaporou no vácuo,
A saudade consome minha vontade,
Consegui apenas rabiscar seu nome...

 

 

No Papel Em Branco

Edilson Xavier de Menezes/Edmen

No papel em branco
escrevi teu nome,
sobrenome flor...
escrevi com ternura
e muito amor.

 

 

No Papel em Branco

Isabel C S Vargas

No papel em branco
Que era minha vida,
Escrevemos um belo poema
Com todos os momentos de amor
Vividos com intensidade.

 

 

NO PAPEL EM BRANCO

Gina Maia

Era uma folha de papel em branco
talvez ignorada, esquecida, perdida!
Mas é um bom pano de fundo
para expandirmos sentimentos,
que não se olvidam apesar dos ventos !
As alegrias, a dor, o amor, a poesia
e quem sabe até outros argumentos.
Serve a quem desenha o mundo
e toda a sua fantasia.
Com o coração inflamado
lançamos nela o nosso brado;
As agruras e as estrofes do nosso canto
ou do nosso fado!

 

 

No papel em branco

Yna Beta

No papel em branco de nossas vidas
Foram escritas, com tristeza ou alegria..
Essas mal traçadas linhas e vividas,
Gravando n’alma uma doce poesia!

 

 

No Papel em Branco

Ary Franco (O Poeta Descalço)

Papel em branco. Oh! quanto me dizes.
Tudo que não ouço de teus lábios,
Nele eu leio teus inconfessos deslizes.
Estória triste, sem fim e sem prefácio

 

 

No Papel Em Branco

Marinez Stringheta/Mara Poeta

As curvas das palavras
Enroscam-se nas vírgulas
Todo meu amor trancado
No papel em branco, sufocado

 

 

No Papel em Branco...

Maria de Fátima Delfina de Moraes

...palavras poetizam teu corpo
confessam indizível prazer;
Silencio orquestral
em calientes beijos provençais.

 

 

NO PAPEL EM BRANCO

Eline Santos

Em nanquim quero desenhar
Teu olhar no papel em branco,
Que marcou tão forte meu jeito de olhar
No momento doce de namorar.

 

 

No Papel em Branco

Maria Olga de Oliveira Lima

No papel em branco
Quero contar minha história de amor
Nossa linda vida vivida
Em todo seu esplendor.

 

 

No Papel Em Branco

João Coelho dos Santos

Enfeitiçado por amor sem idade,
Sempre irrequieto,
Encontrou alento em vielas fadistas
Onde erram amores.
Sem tempo para sorrir
Nem para mendigar amores
Não sabia o que escrever
No papel em branco.

 

 

No Papel em Branco

MaluBarni

No papel branco pincelo,
das garatujas sai o teu nome,
...este nome que é meu anelo
...de ti amado, tenho fome

 

 

No Papel Em Branco

Ilze Soares

Na pele clara como papel em branco,
desenho sua geografia...
Traço mapas, retas e círculos,
até alcançar o ponto da magia.

 

 

NO PAPEL EM BRANCO

Zenaide Giovinazzo

Vejo na folha em branco
a possibilidade de amar
ao escrever um poema.
Navegar por outros mares,
perder-me em delírios mais soltos
e sentir os teus beijos mais loucos!

 

 

No Papel Em Branco

Eugénio de Sá

Escrever no papel a branco
Fazer desenhos na água
É como chorar sem pranto
Sofrer sem sentir a mágoa.

 

 

No Papel Em Branco

Eugénio de Sá

Escrever no papel a branco
Fazer desenhos na água
É como chorar sem pranto
Sofrer sem sentir a mágoa.

 

 

No Papel em Branco

Gutemberg Maciel

Em completo alienamento não percebi de logo
Que teria à minha disposição Um papel em branco
para registrar o meu viver com o meu Ser
Logo que enxerguei, comecei a escrever...

 

 

No Papel Em Branco

Eda Carneiro da Rocha

“ Poeta Amor”

Navegar é o meu lema
Neste papel em branco
Tomo da pena, solto as amarras
Navego contigo, descrevo-te
Este meu lindo jeito de te Amar!

 

 

No papel em branco

Cássia Vicente

Desenhei nós dois passo a passo
bem colorido no papel em branco
que encontrei voando ao vento
Quando ia ao teu encontro.

 

 

No papel em Branco
Pus um arco-íris de vida
bailando nas emoções;
a saudades é dolorida...,
viva, pois, os apagões.

Mifori

 

 

PAPEL EM BRANCO

Eri Paiva

Um papel em branco tomei
E me pus a tracejar,
O passado que bem sei
Nunca mais irá voltar!

Apaguei, recomecei...
Caneta em contra-dança
Com meus muros de desejos,
Pintava-os de esperança!

Rabisquei expectativas,
Cantei minhas assertivas,
Sonhei sonhos do além.

A um futuro tão bem traçado
Rompe-se uma fenda de lado
E tu me retornas, meu bem!

 

 

Tag Spirit of colors
Tutorial de Ligia
Tubes Luz Cristina
|Música H`léne Ségar - Elle, Tut L'aimes
Arte e Formatação HildraRosa
Adaptado por Mara Pontes

 

 

:::VOLTAR:::