PARTICIPANTES

 

 

1-Clara da Costa
2-Cássia Vicente
3- Paula Silveira de Ávila
4- Regina Bertoccelli
5- Ilze Soares
6-José Ernesto Ferraresso
7- Borbollettah Sandra Regina
8- Iza Mota
9- Roze Alves
10-Angela Conde
11-Zenaide Giovinazzo
12-Ervin Figueiredo
13-Kedma O'Liver
14-Heloisa Abrahão
15-Ana Maria Brasiliense
16-Cida Micossi
17-Cibele Teixeira

 

18-Fátima Abrantes
19-Tarcisio Ribeiro Costa
20- Humberto-Poeta
21- Fátima Mello (Fofinha)
22- Nidia Vargas Potsch
23- Cel (Cecilia Carvalho)
24- Duda Gragnani
25- Edvaldo Rosa
26- Arianne Evans
27- Eri Paiva
28- Beki Bassan
29- Francis Raposo Ferreira
30- Maria Thereza Neves
31- Ciducha
32- Maria Tomasia
33- Cássia (Rita de Cássia)

 

 

Onde?

Clara da Costa

Onde anda aquele sorriso
aberto, iluminado,
que um dia, através dos versos,
cativou e aflorou o amor
no coração da poeta?

Onde foram parar aquelas doces
melodias cantadas em versos,
que embalaram os momentos
de inspiração poética,
nas madrugadas?

Onde estão os versos de amor
que cativaram
docemente,
(e) ternamente
o coração sensível da poeta?

Hoje,
os versos inacabados,
estão mudos, num papel
amarelado e solitário de palavras
de amor...

A pergunta grita,
sufocada na alma:

Onde?
Onde está você?

 

 

Onde?

Cássia Vicente

Onde você se escondeu?
até quando vai brincar
de esconde-esconde
torturar meus sentidos
deixar meus dedos à deriva?
Pra onde levou seus impulsos
que me traziam viagens
infindas?
Até onde vai me torturar
com este silêncio de
papel em branco?
Quando vai voltar
e deixar que eu dedilhe
seus arroubos
suas indecisões
seus sonhos
seus desejos
seus segredos?
Onde você se escondeu?...
...onde?...

 

 

Onde?

Paulo Silveira de Avila

Sou o fio do sonho.
perdido em ti.
Sou o comum do abstrato
distante do teu proprio.
Sou a espera da volta,
desencontrada de ti.
Que não volte o vendaval
nos teus castelos de sombras
na solidão do sentir.
Onde... está o amanhecer
nas asas de um sonhador.

 

 

Onde está você?

Regina Bertoccelli

Busco você no silêncio
da madrugada,
no canto triste de uma melodia
que distante vai chegando,
trazendo o lamento à minha
alma perdida, inundando-a
de dor e me prostrando...
Quero você!
Preciso de você!
Minhas mãos frias e úmidas
tocam o vazio...
Estou só...
Cama desfeita, resto de vinho
em taças esquecidas,
roupas espalhadas, perdidas...
Chuva chegando...
A saudade presente, você ausente...

 

 

Onde?

Ilze Soares

Por onde será que voce se esconde?
Por que nunca me responde?
As perguntas me atormentam,
machucam esse pobre coração,
que não consegue entender.
Meus gritos so encontram
o vazio, ecos na solidão...
Eu sei que, em algum lugar,
voce ouve... e não responde.
Por que? Só voce sabe...
O que sei e posso dizer,
é que vou esperar
enquanto puder...
Depois que me cansar,
um adeus vou gritar
e ai, nem pense em voltar!
Meu coração vai aprender
a conjugar o verbo esquecer.

 

 

Aonde...

José Ernesto Ferraresso

Onde vou te encontrar?
Onde devo ir?
Posso imaginar, sonhar,
delirar e divagar por meus versos.
Entregar-me onde teus pensamentos navegam.
Onde podem me compreender?
Aonde devo ir agora?
Não sei e nem quero saber.
Entrego-me ao desatino e sou apenas
um andarilho à procura de viver.
Viver para sonhar, amar e delirar
com as coisas que me intrigam
e não posso compreendê-las.
Quero solução e não tenho respostas.
Onde vou me encontrar?
Aonde essa vida pode me levar?

Serra Negra
05/01/09

 

 

Onde?

Em que lugar
vou te achar
para adentrar
no teu morar
e te convidar
a me amar?

Borbollettah Sandra Regina

 

 

Onde... ?

Iza Mota

Onde você soltou minha mão?
Em que capitulo deste folhetim
você disse, e eu não escutei, o "não"?
Onde acabou o olhar apaixonado,
o prazer pelo beijo furtado,
o fogo pelo amor pecado?
Onde perdeste o louco desejo,
a misteriosa atração pelo medo,
o querer saber o que digo e vejo?
Onde ficou a vontade de amar,
de mais uma vez se encontrar
para saciar esta sede de amar?
Onde?

Recife-PE

 

 

Onde?

Roze Alves

Não sei onde...
Guardei tão bem guardados,
os meus sentimentos e desejos,
que agora os quero de volta
e não os acho.
Quem pode me ajudar?
Voce? quem sabe voce?
Quero novamente sentir meu corpo tremer.
Quero suar só de pensar no que quero fazer.
Quero a maciez de minhas mãos,
a deslizar por um corpo quente ao meu lado.
Quero sons de gemidos saídos de minha garganta,
roucos, longos, entrecortados.
Onde os deixei? Alguém se habilita na procura?

 

 

Onde?

Angela Conde

Onde foi parar aquele encanto
das tantas noites de amor
em que cavalgávamos entre
astros e estrelas e eu dormia
e acordava ao lado teu?
Em que parte da vida te perdi,
qual o ponto do caminho,
que o meu desviou do teu?
E agora, onde buscar
outros carinhos se desde sempre
o meu corpo só pede o teu?
Onde estás?
Preciso te achar pra poder
me encontrar...

 

 

Onde?

Zenaide Giovinazzo

Onde escondeu-se
o desejo,
o carinho,
a cumplicidade,
a alegria?
Onde foi parar
o encantamento,
a admiração,
a confiança?
Perderam-se
no labirinto confuso
dos constantes
desentendimentos...

SP/21/01/09

 

 

Onde?

Ervin Figueiredo

Lá a gente foi tão feliz...
Lembro-me das flores e seus matizes,
Das árvores frondosas
Em que pássaros de abrigavam...
Havia tantos casais como a gente!
O lago era repleto de vida
E a vida abundava em nós.
Seus olhos refletiam a luz do sol.
Foi lá que a gente casou.
Foi lá que nasceram nossos filhos,
Foi lá que você me deixou.
Ainda vou lá para passear nos campos.
Visitar as mesmas árvores e o lago.
Na mesma capela em que nos casamos.
Apenas o pároco mudou...
É lá que também que quero
repousar ao teu lado!
E continuaremos a ser felizes.

Americana/SP
21.01.09

 

 

Onde?

Kedma O'liver

Pergunto às pessoas
Onde anda voce?
Nunca mais eu o vi
Parece se esconder
Passo nas mesmas ruas
Tudo no mesmo lugar
Olho por todo lado
Querendo te encontrar
As vezes paro, escuto
Quero sentir os passos teus
Não os escuto...choro
Apenas escuto os meus
Lágrimas teimam em cair
Mesmo contra vontade
Vou sempre insistir e
Te procurar pela cidade.

 

 

Onde?

Todos estão me perguntando,
Onde anda o meu sorriso?
Disfarço, não quero nem lembrar.
Sorriso? Já tive um sorriso?
Estão curiosos por que da melancolia?
Nem me falem desta dama.
Ela chega e se instala,
Depois chama seus amigos.
A saudade, a tristeza, decepção...
A dor que sinto com eles,
Nem disfarçar consigo.
E então...eu choro!
Não adianta tentar esconder,
O que em minha face se estampa.
Mais uma desilusão,
Juro, desta vez não percebi.
Essa é só mais uma desculpa,
Para enganar o meu proprio coração.

Heloisa Abrahão(21/01/09)

 

 

Onde ?

Onde te encontar
Te falar de amor
Sorrir para teu olhar
Beijar teu sorriso triste
Teu doce encanto que encanta
Onde encontar teu amanhecer,
buscar teu anoitecer e
te acalentar em meus braços?
Onde?
Buscar teu silêncio
e saber se nesse silêncio
esta o silêncio de mim em ti.
Onde te encontar
se te escondes dentro de ti?

Ana Maria Brasiliense
Santos-SP-Brasil
01/02/2009

 

 

Onde estás?

Cida Micossi

Onde estás que não te vejo?
Minh’alma saudosa reclama
Queria roubar-te um beijo
Mas o bom senso me chama
Meu ser está teu refém
Preso a esse sentimento
Pra mim não há mais ninguém
Devo calar meu lamento?
Sinto desejo por ti
Mas finjo que não te quero
Desde que te conheci
Estar contigo é o que espero.

 

 

Onde?

Cibele Teixeira

Na madrugada, desperto.
No nosso quarto deserto,
só estou eu, isso é certo.
Onde ficou o amor
que um dia nos juramos?
Será que nós já notamos?
Ficou lá atrás, esquecido.
Será que já percebemos
o erro que cometemos
ou passou despercebido?
E agora, como consertar,
como esquecer os fracassos,
onde encontrar os pedaços
de almas despedaçadas
que não se querem colar?
Será que isso tem jeito
ou fica assim, com defeito,
enquanto a vida durar?

 

 

Onde?

Fátima Abrantes

Por caminhos divaguei,
busquei incansavelmente
a razão do meu viver...
O amor que insiste em se esconder
ou não me quer.
Olho o cé e as estrelas
e no seu brilho busco a certeza
de te encontrar...
Para acalmar meu peito,
exalar meu canto de amor e paz.
Quero-te como ninguém...
Só meu amor vai te abrasar
e te fazer sentir no teu lugar.
Onde, amor posso te encontrar?

 

 


Onde está meu amor?

Tarcísio Ribeiro Costa

Sou um poeta sonhador,
Sinto falta dela, do seu amor,
Vive comigo a saudade...

Ela vive distante,
Ela partiu, mas não saiu
Do meu coração...

Minha paixão é uma loucura
Que sem dó ela me tortura,
Nunca mais a vi...

Só a vejo em sonhos,
mas assim não me satisfaz,
Ela não me tem piedade...

Lembro-me dos seus beijos
Neles explodiam os meus desejos,
Sinto falta dos seus abraços...

Ela ficava dengosa,
Quando eu acariciava
Com meu nariz no seu pescoço...

Ela dizia se se arrepiava,
Por isso que reclamo a sua falta
Será que ela não sente falta de mim?

Será que sua ausência ainda dura?
Vivo uma tortura
Porque lhe tenho lealdade...

Já pensei de mandar para as cucuias
Essa tal fidelidade,
Mas seria isso uma loucura...

É um drama de consciência,
Próprio de quem se prende ao passado,
Ou tem como primazia a fidelidade...

Preciso reconquistar a liberdade
É uma merda essa vida de apaixonado,
Sei que estou alienado...

Não posso esquecê-la,
Já estou a apelar para o baixo calão,
Coisa de descontrolado...

Será que ela esqueceu de mim?
É ruim viver assim...

 

 

Contra meu rosto arremetes,
a darmes duros bofetes
quando a mão tento avançar...
Não armes tal rififi,
não quero bulir em ti,
mas é que o anel que perdi
deve estar nalgum lugar!

Humberto -Poeta

 

 

 Onde estás?

Nídia Vargas Potsch

Onde estás,
que nem mesmo
meus próprios sonhos
o alcançam mais?

Onde estás,
que por onde ando
não cruzo com
teus passos?

Onde estás,
que minhas mãos
não conseguem
tocar-te mais?

Onde estás,
que não o encontro
no som delicioso
da nossa canção?

Onde estás,
que meus olhos
não conseguem enxergar
tuas doces palavras?

Onde estás,
que não me respondes
quando lhe digo
um simples alô?

Onde estás,
que meus ouvidos
de há muito não ouvem
a tua voz?

Por onde andas?
Não permitas
que o procure em vão ...
Deixe-me caminhar contigo!!!

@Mensageir@
RIO, 20/02/2010

 

 

Onde me dói mais

Dói-me o colo
dor do cansaço mudo
que meu corpo rejeita
por estar vazio ...
Dói-me a boca seca
ressecada, rachada
busca uma fonte
que a deixe molhada ...
Dói-me os braços
que vazios já não abraçam
buscam outros braços
para se enrolar ...
Minhas mãos estão frias,
não encontram outras mãos
para num enlace mudo, conversar ...
Meu olhar, ah meu olhar,
cansado de olhar à sua volta,
rasteja sem alento pelo chão
buscando algum perdido coração ...
Não me pergunte por onde anda minha alma,
que de cansada já foi dormir,
fez-se poente, ficou doente,
já não sorri ...


*** Labirintos da Alma ***
Cel (Cecília Carvalho)

 

 

Onde tudo começou

Duda Gragnani

Meus tempos de poeta estão findos,
Na minha essência chega de modos finos,
Temporizar o perdido que se foi em bradas,
Deixar de sonhar em ladas,
Questiono quanto significou tantos versos,
Na praticidade dentro do universo,
Na redundância de exageros de desilusões,
Fico pasmo inerente a tantas comiserações,
A quem leram tantos deles endereçados,
Muitas vezes sentiram meus sentimentos despedaçados,
De uma dureza frágil me transformo em querelo,
Não posso deixar a mim e a alguém de ser sincero,
Ao que restou de jubilo,
Torno-me surdo e mudo.

 

 

Onde?

Edvaldo Rosa

Onde guardamos os nossos sonhos,
Já que nem todos realizamos?
Em que momentos nós os perdemos,
Em que instante deles nos esquecemos?
Onde deixamos nossos desejos,
Um pelo outro,
Desejos do corpo,
Desejos da mente,
Desejos de nossas almas,
Que antes pareciam tão unos, tão plenos?
Onde nos tornamos, menos do que estranhos,
Já que se calaram as nossas vozes,
E já que nem escutamos o que falamos?
Onde pegamos caminhos diferentes,
Para vivermos as nossas vidas,
Que se comprometeram com o eternamente?
Onde estará o próximo retorno,
Ao antigamente?
Onde nossas almas comungavam tão juntas,
E se dobravam juntos, nossos quatro joelhos...
Onde romperemos tanto silêncio,
Tanto estranhamento?
E onde então seremos,
Nós dois juntos, novamente, enamorados?
Sem medo de sermos felizes por toda a eternidade!

 

 

Onde

Arianne Evans

Onde está a ternura que um dia senti dos teus lábios que beijei,
mordi, lambi, suguei, e com desejos, te sufoquei?
Não sei... O tempo passou, eu fiquei... E tola, por ti 'inda esperei..
Onde, tuas palavras de amor, promessas vazias,
nenhum pudor nas mentiras confessas,
expressas nos teus olhos próximos, profundos
e ávidos de paixão, vazios de emoção....
Onde o tempo ocultou a alegria da tua presença
que eu julgava vital, onde tua ausência era letal e a letargia
impedia meus sentidos de luta contra o óbvio, iludida?
Meu corpo ainda sente tuas mãos...
Minha boca sente o gosto da tua,
o cheiro suado do amor tresloucado...
Se me dissesses uma única palavra,
juro, meu amor, para ti, eu voltaria,
e novamente em teus braços,
a tudo eu repetiria...

 

 

Onde?

Eri Paiva

Onde estás neste momento,
Além de no meu pensamento
Que vagueia lá e cá
A te chamar, procurar?
Onde estás que não respondes,
Diga-me, porque te escondes
Deixando-me qual tonta,
Que sem ti paz não encontra?
Diga-me agora,
Independente da hora,
Onde posso te buscar,
Onde posso te amar?
Diga-me onde, em que lugar?
Diga-me num instantinho
Pois p’ro amor tudo é pertinho
Diga-me e estarei lá!

Em 21.01.2009

 

 

Onde?

Beki Bassan

Mesmo que eu não te interesse mais...
Mesmo que o encanto acabou...
Mesmo que foi uma brincadeira ....
Diga-me alguma coisa,
não seja covarde e mesquinho.
Quero saber em que parte do caminho,
eu errei para você sumir assim.
Acredito que tenho o direito a uma palavra.
Fui feliz ao seu lado por longo tempo,
pensei que sentias o mesmo que eu.
Aquele encanto que vivemos tantos anos,
não posso imaginar que foi apenas um sonho.
Por favor eu te peço,
diga-me onde eu errei,
para te perder desta maneira.

06.03.10

 

 

Onde...

Onde ficou aquele amor
que descobri um dia,
e depois deixou a dor
onde, antes, amor havia.

Francis Raposo Ferreira

 

 

Onde mora o vento ...

Maria Thereza Neves

talvez em aldeias inclinadas
entre uma chegada, uma partida
não feitas para durar ...

talvez esteja falando de brisas
espalhando aromas, sementes
procurando chuvas e campos...

talvez não fosse isso
seria menos
não fosse tanto, seria quase.

01/09/09

 

 

Por onde andás?

Ciducha

Por onde andas?
Em que lugar te escondes?
Por que mostrar a todos
em letras,minhas poesias
Se a mostrei ,em punho, a tí?

Por que buscar emoções
diferentes em desconhecidos
se teu coração me deste
e teu coração é que importa?
Por que deixá-la sem rumo,
se és destinatário dela,
mesmo quando outro o mote,
desde esta até a primeira?

Olho fixo no imponderável
querendo ser verdadeira......mas,
sinto-me nua!
Caminho tardes de chuva,
meu peito teu apoio,
meu braço teu amparo,
seu abandono,
minha esperança!

E numa busca incontrolável,
sempre te amando,
o teu amor continuo buscando....!!!

 

 


Onde?

Maria Tomasia

Onde está você, meu amor?
Que não escuta os meus lamentos...
não ouve os meus chamados
Para voltar e comigo ficar.
Aplacar a minha dor sem fim...
As saudades dos seus abraços
e dos beijos que trocávamos.
Venha amor, não demore,
porque perdi toda alegria de viver,
meu sorriso tão franco
foi embora com você,
mas sei que tudo voltará,
quando o nosso amor recomeçar!

 

 

Onde ?

Cássia (Rita de Cássia)

Onde estarás neste momento,
nesta madrugada fria que me envolve,
enchendo-me de estranho sentimento,
que nem minh'alma absorve...

Partiste de forma inesperada,
sem tempo para de mim se despedir,
como num voo de ave assustada,
com medo do que está por vir...

Teus olhos para sempre se cerraram,
jamais me olharão...
Teus lábios se calaram,
jamais me beijarão...

Onde estão tuas mãos amigas,
que docemente me acarinhavam...
O doce sorriso que aliviava as fadigas,
Teus braços que tanto me abraçavam...

Partiste, deixando na saudade a dor,
mas a certeza que tu me amavas !
Sendo Anjo, foste chamado pelo Senhor!
E, senti que era lá que tu estavas !

(29-03-2010)

 

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

 

:::VOLTAR:::