PARTICIPANTES

 

1- Clara da Costa
2- José Renato Araújo
3- Débora Acácio
4- Cássia Vicente
5- Eduardo Gragnani
6- Nidia Vargas Potsch
7- Maria José Zovico (Zezé)
8- Maria Olga de Oliveira Lima
19- Eugénio de Sá
10- Gutemberg Maciel
11- Maria de Fátima Delfina de Moraes
12- José Hilton Rosa
13- Ógui Lourenço Mauri
14- Marinez Stringheta/Mara poeta
15- António Barroso (Tiago)
16- Isabel Passos
17- Madalena Müller
18- Zenaide Giovinazzo
19- Paulo Silveira de Ávila
20- Mavi Lamas
21- Humberto-Poeta
22- Carolina Ramos
23- Rita Rocha
24- Malubarni
25- Ary Franco ( O Poeta Descalço)
26- Sonia Nogueira
27- Marcia da Costa Larangeira
28- João Coelho dos Santos
29- Mifori
30- Clair Wilhelms
31- Isabel C S Vargas
32- JRonaldo-JR
33- Edilson Menezes/Edmen
34- Nilza Stringhetta Rossi
35- José Verdasca
36- José Ernesto Ferraresso
37- Gina Maia
38- Eugénio de Sá
39- There Válio
40- Gutemberg Maciel
41- Sueli do Espírito Santo
42- Orlando Caetano
43- Espedito Assis de Souza (Ditinho)
44- Osmarosman Aedo-2.000 e Nós
45- Ilze Soares
46- faffi

 

 

 

SOMOS POETAS
Clara da Costa

Somos uma realidade discreta,
somos sementes levadas pelo vento...
há um pássaro doce que habita nossos sonhos,
quando a palavra brinca com nossos pensamentos.

Nossa fragilidade aflora
numa alma inquietante,
num coração palpitante
de verdades estranguladas.

Somos poetas,
no esconderijo das madrugadas,
no silêncio das razões perdidas,
no sussurro do vento.

O tempo passa, sem pressa,
dobramos a esquina da saudade
e, serenos,
convidamos a alma prá dançar...

 

 

SOMOS POETAS
José Renato Araújo

Sim, somos poetas, pela graça Divina...
Às vezes falamos palavras desconexas,
Vivemos de intensa forma de amar,
Fazemos as pessoas rirem ou chorar...

Somos poetas, e num rápido instante,
Podemos fazer de alguém,
Uma taça de vinho, uma linda flor,
Ou um rico colar de diamante...

Somos diferentes, enxergamos diferentes
Ouvimos diferentes; pois de uma nota ou simples melodia,
Onde às vezes os demais nada ouvem,
Nós os poetas, ouvimos grandiosa sinfonia...

Por mercê Divina, seguimos poetando,
Em nossa sina de viver e poetar,
Trazemos a todos, nossos versos e poesias,
Brindando a todos, com as nossas rimas e alegrias...

 

 

SOU POETA
Débora Acácio

E deixo meu ser entre
palavras, versos e sonetos
fluir, se perder.

As vezes num choro incontido
Quem lê chora comigo
Outras em sorrisos estridentes
Quem lê também mostra seus dentes

Sou poeta,
As vezes até tento inutilmente
Parar de escrever o meu dissabor,
o meu lamento, tamanha a minha dor
Em respeito ao meu leitor

Mas assim como a vida
que também tem sua desdita
Assim também é a minha poesia
Onde nem tudo é alegria

Sou poeta
A minha alma respira poesia
Algumas vezes escrevo
Sentimentos reprimidos
Palavras incontidas
Alegrias descabidas
Que só lendo para entender
E só escrevendo com alma
Para me fazer entender!

 

 

SOMOS POETAS
Cássia Vicente

Nascemos predestinados a poetar,
quando despertamos para tal,
a gente percebe que desde sempre
poetamos no cotidiano sem mesmo percebermos.
Penso que até no nosso primeiro choro, poetamos.
Estreamos desde a alma até o corpo febril por
escrever a vida em todas as suas formas e atitudes.
Nasce a lua, o sol se põe, a chuva brilha a relva,
o beijo inesperado, esperado,
o amor na sua forma plena é escrito por nós, poetas,
sem medo de interprisões.
A nossa alegria transborda entre a felicidade e a tristeza
na mesma intensidade.
Somos poetas nas entranhas e
não estranhamos quando nos julgam ou nos aplaudem,
apenas agradecemos por sermos assim...
POETAS.

 

 

Somos Poetas

Eduardo Gragnani

Fico imaginando tantos dizeres em meus ouvidos,
Excitação púrpura em meus sentidos,
Somos poetas sim,
Tantas palavras jogadas ao vento com imaginação de indole pura,
Sonhos incontáveis de um amor querente,
Fingimos a índole da melancolia,
Somos frágeis,
Sentimentos que afloram incontroláveis,
A maturidade trás a saudade contumaz,
Forjam flâmulas em oratória fugaz,
Tais que trazem a ilusão flagrante,
Peito aberto de amor gritante,
Poetas?
Somos poetas sim,
Com muito orgulho no coração,
Aos desavisados,
Meu perdão.

 

 

Somos Poetas
Nidia Vargas Potsch

de esperanças vivas,
sonhos infindáveis
desejos a realizar

 

 

Sou Poeta
Maria José Zovico (Zezé)

O poeta não chora em lágrimas
De dor ou saudade; embora,
Espremidas entre as lástimas,
É nas rimas que ele as chora!...

Sendo assim, nem só por si chora
Chora a dor de todo o mundo...
Chora a dor que o fustiga agora,
Na do outro... La no fundo!...

Nos versos que então escreve,
Não entende muita gente
A alma que mal se atreve,
Revelar o que então, sente!

Mas, sou poeta, escrevo apenas,
A triste pena de viver...
Porem, quanto às minhas penas,
Não sei bem o que escrever!...

 

 

Somos Poetas
Maria Olga de Oliveira Lima

Somos Poetas
E nessa meta imbuídos
Usamos e gostamos da metáfora
Pra dizer o que sentimos.

Somos da verdade e da mentira
Do sofrimento e da alegria
Cultivamos a fantasia
E caímos na nostalgia.

Somos do pranto e da dor
Do perfume da flor e do amor.
Das letras, somos malabaristas.

E... no fundo de nós mesmos
Algumas vezes somos solitários.
Porém admiramos a natureza e a vida.

E por nada deste mundo
Deixamos de degustá-la
Até o fim de nossos dias...
Sempre... e sempre
Com Amor no coração
E uma dose muito grande
DE PAIXÃO!!...

 

 

PORQUE POETA SOU !

Eugénio de Sá

Aqui, da Vera Cruz amena e tropical
No pluvioso estio cinzento e quente
Índa saudoso lembro Portugal

Mas ao invés do tempo deprimente
Não me fico rendido a ais inúteis
Pois folgo na poesia, de contente

E não se pense ser de cousas fúteis
Esta poesia que sempre me enleva
Antes que a pena lavre outras mais úteis

Tantas vezes o mar que a fúria ceva
Tem sido o mando que me traz ao leme
Do destino do verso que me leva

Tantas outras a dor a mão me teme
Ao descrever-lhe o fero estertor
Mas se falo d’amor a mão não treme

Outras ainda há que do horror
Mais ferem a vontade, mais a fúria
De as delatar as tenho por penhor;

Falo-vos d’injustiças, da injúria...
Falo-vos até da própria morte
Que por imposta não é forçosa incúria

Porque Poeta sou e de tal sorte
Me trago deste dom tão intuído
Que nem descontraído perco o porte!

 

 

Somos Poetas

Gutemberg Maciel

Somos poetas nos versos e anversos
Buscando sempre expimir o existir
Dentro de nós, através de nós e arredor de...
Somos poetas no discernir, no dizer, no interpretar
Na arrumação, na colocação, na sonorização
No dar, no alertar, no conclamar...
Somospoetas no poetar da alma e dos sentidos
No alcance e no alcançar sem resguardar
Para nós o que exixte em nós...somos poetas!

 

 

Somos Poetas
Maria de Fatima Delfina de Moraes


Pelos infinitos caminhos da paz
levamo sonhos ou realidades,
onde o jogo das palavras
tecem poemas colossais.

 

 

SOMOS POETAS
José Hilton Rosa

Escondendo atrás de nuvens poéticas
Nuvens que condensam e caem
Como chuvas de poesias
Chegam até nossos ouvidos
Em forma de amor, paz, política e
Sentimentos que despertam pensamentos
É como brincadeira de roda
Com mãos entrelaçadas
Cantando com alegria, sem maldade e sem rancor.
De boca em boca as palavras
Fluem em forma de poesias
De rosto em rosto, antes desconhecidos
Agora juntos como irmãos
Cada um com sua língua
Mas com o mesmo objetivo
Saldemos os poetas, somos poetas.

 

 

OLHAR DE POETA
Ógui Lourenço Mauri

Olhar de poeta capta diferente,
Pois, em vez de empecilhos, vê a beleza!
É ele, o poeta, que passa pra gente,
Dos puros sentimentos, a sutileza.

Diante da adversidade, ele faz poesia;
Nas densas trevas, o poeta põe luz.
Sabe transformar tristeza em alegria,
No vulto de Judas, projeta Jesus.

O poeta olha com a percepção
De quem sabe pôr encanto em sua rima.
O olhar do poeta deixa a sensação
De um ser altaneiro, que enxerga por cima.

A Pátria, diante dos olhos de um poeta,
Reconhecida é em seu esplendor.
Uma atitude de postura correta,
De quem, em seus versos, lhe dedica amor.

No olhar do poeta tem tanta magia,
Algo a transformar tudo em inspiração.
Para os versos de amor ou de rebeldia,
Seu olhar é antena do coração.

 

 

SOMOS POETAS

Marinez Stringheta/Mara poeta

Somos poetas...
O universo nos pertence
Em palavras... Sentimentos...
Dores... Amores... Sofrimentos...

No jogo da Vida
Jamais... perdedores
Na magia da poesia
O toque final.

Nem sempre... A união das letras
Reflete o que o leitor entende
Fingir... Mentir...
Ao poeta cabe o sentir.

Somos poetas...
Costuramos versos
Em meio ao riso em meio ao pranto
E à poesia... o melhor traje!

 

 

Somos poetas
António Barroso (Tiago)

O dia brilha, em luz, desde a alvorada,
mas a noite tem estrelas
como enfeites de natal.
Um sorriso é uma prenda embrulhada
num papel de cores tão belas
como outro não há igual.
No parque do jardim, brinca a criança
e, em todo esse folguedo
há tão intensa alegria
que paira, no ar cálido, uma esperança
a crescer, sem medo,
com o calor do dia.
Quando se olha, em redor, a natureza
e se aspira o cheiro da flor,
com as almas repletas
dum enlevo tal, por ver tanta beleza,
se nos abrirmos ao amor,
então, somos poetas.

 

 

SOU POETA
Isabel Passos

Serei? Não sei!
Todavia tenho certeza
de que letras bailarinas,
em alguma ocasião,
dançam em minha mente
borbulhando inspiração
em suaves coreografias.
Fluem palavras de felicidade,
frases repletas de tristeza.
Todo sentir que inunda meu ser,
seja de mágoa ou de prazer.
Quando a inspiração me ilumina,
e me faz enxergar o dom
da Vida como um acto de Amor,
a Natureza, benção do Criador,
então, sim, sou poeta!

 

 

Somos Poetas...

Madalena Müller

... não sei quanto a mim,
mas sinto-me tentada a dizer que sim.
Fora eu, no passado tão ousada
e sempre ouvindo o som que chegava-me na calada...
... e desafiei os excetos da gramatica
que o Prof. Marcos exigia e deixava-me estatica,
tal qual, as Leis do Richard e por ambos muito respeito tenho
por presentes em cada palavra que dentro de mim contenho...
... e sei que ouso ainda por transcrever
as graças que nesta Vida pudera ter.
As imagens e sons tomam meus pensamentos
e quando dou-me, estou a rabiscar os momentos...
... e é quando minha mente segue por viajar
pelo passado a frente, numa indescritivel velocidade,
fazendo meu dedilhar a sua vontade...
... tal qual, quando um projeto estou a formar
e é quando sinto-me bem perto de Deus estar

 

 

 SOMOS POETAS
Zenaide Giovinazzo

Quando a pele arrepia
ao ouvir a própria voz
nas ondas do mar,

quando os olhos marejam
ao olhar para o céu
e ver o brilho das estrelas,

quando vem as memórias
da infância longínqua
ao ouvir o bem-te-vi,

quando a emoção invade
as veias, a lucidez,
o coração e a própria vida,

quando a inspiração chega
como pássaro batendo asas
em volta do ninho...

Tornamo-nos poetas...

 

 

SONATA AO POETA
Paulo Silveira de Ávila


Nos caminhos da madrugada
vaga o sonho do poeta
que acorda quando se dorme
quando se dorme, desperta.
Desenha a vida do tamanho
de um abraço
depois que tudo aquieta
nos meandros do seu verso
deixa seu corpo na terra,
entregando-se ao espaço,
sob uma alfombra de saudade.
Poeta que pulsa no coração
o encanto do sonho
e na pena verso por verso,
pinta o arco-íris com falas de amor
homem menino, abelha obreira,
olhos além do tempo refunde
na alma
um canto alto que se ouve além
do vento.
Poeta de alma em chamas,
planta réstia de esperança
no latejar de fantasias,
onde sacia sua sede de amor.

 

 

A EMOÇÃO DO POETA
Mavi Lamas

Queria escrever
Sobre minhas emoções
Mas um poema é um mistério...
E dele também me espanto...
Procuro explicações...
Construção de palavras
É pedaço de vida...
E que vai fazer seu caminho
Em mim e fora de mim...
Tão meu e tão d'outro...
Exercício de mergulho
Em mim mesma...
Parte da gente que se vai
Buscar por estradas insabidas
E é espanto como o é um filho.

 

 

Sou Poeta, Sou Assim!
Humberto-Poeta

Meu bem:em fala discreta
tens razão no teu clamor,
quando dizes que um poeta
exige muito do amor.

Como amante incorrigível,
é mui justo e natural
exija um amor sensível
que fuja ao convencional.

E ao cerrar a cortina,
aquele abraço em penumbra...
notas de um tango em surdina,
para o instante que o deslumbra!

Galgar, num voo incontido,
do céu os extremos confins,
ao ter juntinho do ouvido
teus "nãos" camuflando "sins"!

Ouvir das sedas o frolo
da saia erguida em viés...
desde a tez do níveo colo
ao tom rosado dos pés!

Que as mãos do poeta sondem
ardentes e ávidas sendas...
pra desvelar o que escondem
finas sedas e alvas rendas!

Mas pra conter seu ardor,
meu eu poeta precisa
daquele intenso furor
com que ama uma poetisa!

 

 


VIAGEM DE ESPERANÇA
Carolina Ramos

Peregrino do Sonho, o Poeta é umser errante
no encalço da Verdade. Em eterna procura,
a criar o que não tem, vai seguindo adiante,
sob o impulso do Ideal que abraça com ternura!

Asa aberta à Esperança! Em cada porto, o instante
de anseio e de beleza... onde nada o segura!
Quando tange-lhe a alma um apelo cantante,
ele parte outra vez... em festa ou amargura!

O farnel? - Ilusões! O passaporte? - A rima!
As vestes? - Fantasia... e muito Amor por cima!
Embora preso à terra, a um destino tristonho,

o Poeta é livre sempre! É livre e alma inteira!
É dono do Universo e não teme fronteira,
quem tem o espaço aberto à Nave Azul do Sonho!...

 

 


Sou Poeta?

Rita Rocha

Disfarço-me num verso perdido
em meio ao fogo e à tempestade
triste imagem por não ter obtido
dimensão exata e versatilidade.

Trago meu versejar bem comedido
carregado de afeto e simplicidade.
É a bagagem d´um tempo sofrido
que se expõe à suscetibilidade.

Imagino que seja incompreendido
devido à métrica e à plasticidade
contudo, segue firme meu sentido.

No caminhar fraterno é estendido
um tapete de sonhos, sem notoriedade,
que me augura um pouco de felicidade.

 

 

JÁ FUI POETA

Malubarni

Já fui poeta em noite tempestuosa
De cujos versos, hoje até eu lembro
Eram cantigas meio incestuosas
Virgens madrugadas de vil Setembro

Minha pena rabiscava ansiosa
Os versos maviosas eu relembro
Minha alma ficava muito viçosa
Minhas canções faziam-se membro

Ser poeta em meio a uma tempestade
Faz surgir poemas de tal ansiedade
Que entoam bem a fúria dos raios

As águas despencam em soslaio
Enquanto meu cantar até chora
Embalando o momento do agora

 

 

Ser poeta é...

Ary Franco (O Poeta Descalço)

Sonhar quando acordado
Amar mesmo sem ser amado
Em meio à mata achar caminhos
Só de flores, olvidando os espinhos.

Falar pelo próprio coração
Achar luz na escuridão
Ter como companheira a inspiração
Mormente quando em solidão.

Arrancar do luar sonetos apaixonados
Formando mil casais enamorados
Ver estrelas em noites chuvosas
Fazer versos e prosas sobre rosas.

Despertar em todos um sonho maior
Em poemas com um romance melhor
Ver na lágrima um sinal de alegria
E dela poetar uma linda fantasia.

Saber entender e falar do verdadeiro amor
Pois brota ele na sua veia poética
com renovado ardor.

 

 

Somos Poetas

Sonia Nogueira

Vemos poemas no encanto de amar
Desvelo da alma que o sonho agita
Sem num momento sequer abdicar
Do penar, e do eu que o conflita.

Cada palavra revelando a emoção,
Muitas vezes dividida com o leitor,
O mesmo sonhar, o mesmo coração,
No silêncio disfarçado qual ator.

Os estilos viajaram em cada época,
O lirismo sucumbiu no modernismo,
Como fênix renasceu, firmou estética,
Nas mãos dos clássicos, no modismo.

Nas páginas dos sites, blogs, livros,
Registra o poeta angústias, devaneios.
Em versos peneirados, crivos, ritos,
Driblando na jornada seus anseios.

 

 

SOMOS POETAS

Marcia da Costa Larangeira

Uma missão?
Não sei não…
Mas a inspiração nos vem de tudo
Onde há sentimento...emoção, mas sobretudo
Falamos do amor em linguagem poética
E usamos nossa influência com ética
Somos seres críticos, criativos, porém nobres
Quando o poeta fala, não há quem sua língua dobre
Somos humanitários e autênticos,
Aprendemos e ensinamos de um jeito idêntico...
Somos especiais como o são os profetas
Mas com muita humildade, pois só SOMOS POETAS...

 

 

Somos Poetas

João Coelho dos Santos

Somos poetas a valer
Se formos a soma de tudo,
A subtração de nada,
Na multiplicação do ser
E na divisão do viver.

 

 

SOMOS POETAS

Mifori

Quando ouvimos os poetas
num linguajar diferente,
tendo palavras atletas
malabarismo coerente,
eis aí um dos profetas,
profetas que encantam gente.

Natureza homenageada
por poetas, traz para todos,
a visão diferenciada
do que é belo, sem engodos,
de maneira encantada,
colorindo até os lodos.
Somos poetas pela maneira de se interpretar um fato e relatar algo, dando coloração a vida, na forma peculiar de ver, sentir, interpretar e poetar, em versos ou em prosa.

 

 

SOMOS POETAS

Clair Wilhelms

Todo aquele que escreve versos
Normalmente se diz um poeta e por que não
A poesia está nos gestos, nas letras, nas palavras, nas rimas
Há poesia em cada canto, seja nos versos rimados ou não
Somos poetas a partir da inspiração, do gosto pelo versejar
Cada verso que escrevo mais vontade de escrever eu tenho
Se isso não é ser poeta eu não sei então como definir um poeta
Ser poeta é saber poetar, é saber declamar, é escrever verso sem parar
Quero ser poeta sim, pra trazer alegria e muita, mas muita inspiração
Fazer versos para os enamorados de hoje, de ontem e os de amanhã
Somos poetas pra poetar e eternizar o amor, a paixão ou mesmo a dor!

 

 

SOMOS POETAS...

Isabel C S Vargas

Quem somos? Seres sensíveis?
Pessoas com sentido apurado,
Que gostam de gente
Independente de cor, raça, classe, ou definição.
Alguém capaz de interpretar sentimentos,
Decifrar momentos, entender carências
Identificar prepotência falta de prudência,
Inocência, ou descaramento.
Alguém capaz de captar transmitir
Ou fingir tudo?
Habilidoso com as palavras,
De coração aberto, olhos que tudo percebe?
Poeta é alguém que à semelhança de uma folha em branco
Absorve tudo que observa ou sente e nela grava com habilidade
Sensatez, sentimento e sutileza aquilo que captou
E que vai tocar os sentimentos alheios,
Transformado em arte, poesia, literatura.
Nós poetas podemos ser mágicos,
Fotógrafos de sentimentos,
Tradutores de almas,
Transmissores de emoções.

 

 

POETA
JRonaldo-JR

O verdadeiro poeta sabe qual sua meta
ele não se aquieta
ele mostra a verdade e o caminho
com muito amor e carinho.

É uma pessoa normal
apenas desenvolveu mais um canal
ele sabe onde por o sal
e consegue ver o sinal

Poeta sabe da linha curva/reta
ele sabe seguir a seta
ele sabe da verdade
e a diz com mais facilidade.

O poeta em meditação
sabe qual sua ação
ouve sua intuição
e segue seu coração.

O poeta com canal aberto
sabe sempre qual é o certo
e quando iluminado
une futuro, presente e passado.

O poeta não diz nada em vão
sempre tem uma direção
ele não deixa tudo ao vento
e nos dá muito alento.

O poeta verdadeiro sabe por o "tempero"
e faz isso com esmero
equilibra o Universo
no Uno e no Verso.

 

 

SOMOS POETAS
Edilson Menezes/Edmen

Sim, somos poetas!
Somos poetas da vida,
do tempo e das flores...
Somos poetas das lidas,
das horas perdidas
e dos amores.

Sim, somos poetas!
Somos poetas do sertão,
do passado,
dos fados
e do coração.

Porque somos poetas,
somos assim,
igual brilho e fulgor,
eu em você, você em mim,
e assim vivemos um amor.

 

 

SOMOS POETAS

Nilza Stringhetta Rossi

Somos poetas – nascemos assim
À nós é dado o dom do saber antes
Poderíamos ter cognomes bruxos há tempos
Na Idade Média, no poder da inquisição
Tudo que recebemos
Sonhando ou acordados
Foram antes projetados
Nas leis divinas
Fundamentados
Somos seres iguais a todos os seres
A diferença está na crença
Na intuição do momento
A diferença está no som
Para o poeta um alento
A música está no ar
Os anjos cantam
Nos acordes do Universo
Versos escritos em pautas musicais
O poeta é o instrumento
Inovador
O poeta é o escrevente
Transforma em palavras musicadas
As energias
Por ele captadas

 

 

SOMOS POETAS
José Verdasca

Ao cantar a idealidade,
somos poetas:
Da ficção, do sonho e da realidade
Do passado, do presente e do futuro.
Assim nos travestimos de Profetas,
Sempre em cima do muro,
Da saudade

Do encanto, e da poesia
Do dia-a-dia
Vamos tecendo o nosso canto.
Feliz, alegre, por vezes triste,
Máscara do pranto,
E da alegria

Somos poetas, sim
Do verso branco ou rimado
Mas sempre poético.
Lírico ou épico,
Do soldado

Somos poetas,
Fazemos poesia com a imaginação,
Da Vida, do Universo,
E do nosso irmão

Somos poetas,
Escravos da alegria e da tristeza,
Do Ser e da Natureza.

Somos poetas,
Da poesia, atletas.

Somos poetas

 

 

Alma do Poeta
José Ernesto Ferraresso

Poetas divagam
à procura de emoções
para colorir seus poemas,
apegam à natureza
ao mistérios e ao amor.
Procuram um sustento
que os façam delirar
em seus versos e navegar
nas profundezas do espírito.
Com a vontade e o rabisco pronto,
se apegam ao coração
e deixam fluir suas ilusões
e através da poesia
vivem seus instantes de amor.

 

 

 SOMOS POETAS
Gina Maia
Somos poetas... quando fazemos versos
e ouvimos o canto dos passarinhos,
com seus filhotes piando nos ninhos.
Se semeamos flores onde havia cardos
e se emprestamos colorido aos céus nublados.
Somos poetas ...quando voamos nas asas do vento,
mergulhando nas ondas das searas de trigo;
quando sabemos escutar um amigo
e ficamos atentos ao mundo e ao seu sofrimento.
Somos poetas... quando refrescamos os pés nos riachos
e lavamos as mãos na água da chuva;
para que a alma fique transparente,
sem a dor que a turva .
Somos poetas... quando viajamos
na crista da onda do mar salgado
e nos banhamos no perfume da maresia.
Quando a lágrima cai
e se sofre calado... ,
também isso é Poesia !

 

 

SOMOS POETAS

Eugénio de Sá

Porque o sonho é a base da poesia
- e sem ele não há inspiração -
o poeta sempre tem por primazia
transmitir do seu sonho a emoção.

Da magia que a sua mão desenha
em cada verso sempre flui o amor
e a cada dor a esperança fica prenha
das carícias da alma do autor.

Não é um Deus menor que lhe acalenta
as agruras que são a sua sina
e que o seu coração não afugenta,

Por que o induz a mágoa que o domina
- a que ele não se exime nem se ausenta -
a sofrer o que a vida lhe destina.

 

 

SOMOS POETAS

There Válio

Ser poeta é um dom divino...
Ser poeta é ver numa flor a presença de Deus,
No cantar de um pássaro a magia do som,
Numa árvore frutífera a prosperidade,
Na luz do Sol a vida plena,
Na luz do luar o romantismo e a paixão.
Quando o poeta olha a imensidão do mar,
Ele sente o poder da natureza,
Onde inspira medo e admiração.
Na brisa suave o carinho que afaga,
Nas tempestades o temor da destruição.
Em todos os momentos o poeta se inspira...
Nas flores de um jardim...
O amor e a beleza da natureza.
No sorriso de uma criança...
O dom da vida e a fé.
Nas tragédias, a tristeza e a dor...
Que ferem e fazem verter lágrimas.
Enfim em todos os momentos da vida...
O poeta e a poesia estão sempre em simbiose,
E a poesia para o poeta...
Além de ser sua voz no tempo,
E seu alimento d’alma!

 

 

SOMOS POETAS

Gutemberg Maciel

Pelas estradas percorridas, onde muito apreendi
Onde por vezes as paisagens me embriagaram a alma
Fazendo que sentisse algo diferente que extasiasse todo me ser
Assustado fiquei e afastei-me a correr...
Sempre olhando para traz, no entanto, buscava radiante
O “porque” daquilo tudo
Não me sentia satisfeito, da razão que me vinha
Que queria me enganar com sugestões que não agradava
Angustiado, atazanado, não me dava tréguas
Quando de um modo estranho me veio o sentido certo
Que me alertava dizendo, que muitos como eu assim sentiam
E que poderia de for contundente que... somos poetas!

 

 

Somos Poetas

Sueli do Espírito Santo

Voamos com as asas da inspiração
É nas alturas o mundo da fantasia
E lá usamos os olhos do coração
Para compormos a vida na poesia.
Somos poetas em todos momentos
Da alma vêm nossos sentimentos.

 

 

Somos Poetas

Orlando Caetano

com raiz na fantasia
navegamos ilusões
vivemos sonho e magia

 

 

Somos poetas

Espedito Assis de Souza

Ah, poderia fazer um tratado...
Para que? Para dizer que dramatizamos demais choramos demais, falamos demais, rimos demais, sentimos demais, somos demais...
E o que dizer
da vida que é tão breve e amor mais ainda ? Mas somos tragados pela vida e o amor para nós é meta.
Por isso dizemos em alto e bom som:
Sim, somos Poetas!

 

 

SOMOS POETAS
Osmarosman Aedo- 2.000 e Nós


Pelo livre arbítrio
De livre ter o poder da palavra
Que inventa versos;
Que se limita ao infinito;
Que ilumina mentes;
Que simboliza vida;
Que enternece a alma...
Pela certeza aberta
De tudo querer desenhar
Com palavras arco-íris;
Com versos as canções
E com "clarintenção" A EXISTÊNCIA,
Somos poetas sempre.

 

 

Não Sou poeta
Ilze Soares

Não sou poeta
e nem tenho tal pretensão!
Sou digitadora de sentimentos,
daquilo que sai do meu coração.

Não entendo de rima ou de métrica,
sei apenas do que edifica,
do amor que constrói e fortifica
toda e qualquer união.
Na vida tambem nem tudo combina,
um dia de alegria, outro lamentos,
às vezes festa, às vezes sofrimento...
Poeta nasce feito,
traz dentro de si a inspiração,
constrói poemas perfeitos,
nem precisa de motivação!
Não, não sou poeta
e nem tenho tal pretensão!

 

 

Somos Poetas
faffi

Somos poetas,
caminhamos procurando inspiração,
em cada cantar de um pássaro,
em cada desabrochar de uma flor,
descobrimos um pouco de Deus
e falamos muito de amor.
Somos poetas,
apaixonados pela natureza
amamos o sol e podemos sentir seus raios,
mesmo com o céu nublado.
Um arco-íris no céu, é tudo o que precisamos
para montar nossa aquarela no papel.
Somos poetas,
viajamos com o vento em barquinhos de papel,
e sorrindo das marolas do mar, vamos conhecendo o mundo,
à procura de novos horizontes.
Somos poetas, somos sensíveis e sabemos perfeitamente,
como minudenciar o verbo amar.

 

 

Edição Mara Pontes

 

:::VOLTAR:::