PARTICIPANTES

 

1- Clara da Costa
2- Cássia Vicente
3- Sandra Galante
4- Edvaldo Rosa
5- Maria de Fátima Delfina de Moraes
6- Anna Peralva
7- Rose Arouck
8- José Ernesto Ferraresso
9- Ilze Soares
10- Mavi Lamas
11- Ary Franco
12- Neusa Mendonça
13- Eudalia Alves Martins
14- Ervin Figueiredo
15- Antonia Nery Vanti (Vyrena)
16- Humberto-Poeta
17- Maria Olga de Oliveira Lima
18- Wilcaro Pastor
19- Bernardino Matos
20- Ruthy Neves
21- Eri Paiva
22- Marlene Vieira Aragão
23- Conselheirodapaz-Marcelino
24- Gutemberg Maciel
25- Eduardo Gragnani
26- Arianne Evans
27- Gildina Roriz

27- Gildina Roriz
28- Cláudia Couto
29- Marinez Stringhetta/Mara poeta
30- Fuji
31- Nilza Stringhetta Rossi
32- Wilton Almeida Reis
33- Clair Edelweiss
34- Helena Luna
35- Heloisa Abrahão
36- Suzete Palitos
37- Fátima Abrantes
38- Cel (Cecília Carvalho)
39- ZZCouto
40- There Válio
41- Lêda Therezinha Rubin
42- Dioni Fernandes Virtuoso
43- Maria Tomasia
44- Eliana Shir Ellinger
45- Zeca Feliz Avelar
46- Cida Micossi
47- Eugênio de Sá (Portugal)
48- Paulo Silveira de Ávila
49- Rita Rocha
50- Maria Olga de Oliveira Lima
51- Maria José Zovico
52- Mifori
53- Madalena Müller

 

 

 

loucura
riso
desatino,
escreveram sua história dentro da madrugada.
Eternamente tatuada,
guardo em meu corpo e no coração,
suas digitais...

Clara da Costa

 

 

loucura
paixão
decisão,
foi assim que aconteceu
o encontro,
sob a tensa necessidade
de se darem por completo.
O suores estão impregnados
nas almas afins para
a eternidade, enfim!

Cássia Vicente

 

 

Ah, meu vício...
Como alegras o meu viver!
Com os teus carinhos infindos
Que sabes como ninguém fazer
Abraça-me, não digas mais nada
Desliza suavemente pelo meu corpo
Suga lentamente o meu mel
Levas-me deliciosamente ao céu...

Sandra Galante

 

 

Solidão...

Eu aqui,
assim tão desnuda
Procuro em mim sua presença
Assim, tão quieta e muda!
Procura inquieta,
As marcas que seu amor gravou em mim...
Assim, vou à tua procura
Nas memórias de meu corpo...
Eu sou toda sua...Toda sua!
E mata-me, pouco a pouco, tanta solidão!

Edvaldo Rosa

 

 

Loucura, entrega, tesão,
encontro de corpos sedentos,
saciados em entrelace
nos delírios da paixão.

Maria de Fatima Delfina de Moraes

 

 

Na madrugada silente
nosso amor indecente,
leito em chama...
Loucura contagiante
entrega constante
paixão que clama.
Corpos em doação
no olhar a emoção
de quem ama!
Na boca o gosto
de querer mais e mais
quando em seu rosto
sereno encontro a paz!

Anna Peralva

 

 

Amor Quando Suplica

Amor que não corresponde
ao coração que suplica
é como a flor que se esconde
dentro do espinho que pica.
Sangra saudade
derrama dor
e os olhos vão chorando
gota por gota em torpor.

Rose Arouck

 

 

LOUCURA TENTAÇÃO

Ah! loucura
esse teu cheiro tentador
real sem igual,
paixão fremente,
que destrói a mente ,
insana de prazer.
Furor insano, volúpia
que desespera essa
louca paixão,
quando a consigo
em meus braços
e sinto o arfar do teu coração.

José Ernesto Ferraresso

 

 

Muita paixão,
com toda decisão,
o encontro aconteceu!
Foi na madrugada
gelada...
O amor explodiu,
os corpos vibraram,
a necessidade acabou...
Só não acabou a felicidade!

Ilze Soares

 

 

E juntos corremos
O mundo de nossos sonhos,
Extasiados, encantados,
Tomados de amor e ternura
E somos uno, alma e corpo
Feito duas crianças que se descobrem
A nós... e aos nossos sentimentos
Iluminados assim...
Ficamos um do outro.

Mavi Lamas

 

 

Preocupo-me em vigília, não te deixando ir ao jardim
Em lá chegando, saber onde estás, será difícil prá mim.
No labirinto de roseiras e orquídeas, sendo tu a flor,
Como vou te achar? Não quero perder-te, meu amor!

Ary Franco

 

 

Loucura
sentimento que sufoca
pasei a respirar o mesmo ar
que você respira.
Essa paixão tomou conta de mim
como posso amar alguém assim
esse amor louco
como um desatino
ou será paixão
ou culpa do destino.

Neusa Mendonça

 

 

A felicidade é contante
Entre os amantes
Entre beijos e abraços
Nossos corpos entrelaços
Um paixão que não tem tamanho
Pela madrugada toda
Só nos e o nosso amor
Loucura Paixão e emoção
So restou corpos cansados-suados
E um novo amanhecer.

Eudalia Alves Martins

 

 

Queria te fazer surpresa
Numa poesia de amor.
Procurei por palavras bonitas
Que falassem de rara beleza,
A descrevesse melhor que uma flor.
Ficou tudo na intenção,
Não sou poeta e nem sei
Falar se não for com o coração.
Escuta então o que digo:
Estou apaixonado por ti
Agora não tem mais jeito não,
O que tinha pra falar
Foi saindo tudo de supetão.

Ervin Figueiredo

 

 

 Mãos entrelaçadas,

abraços apertados,
beijos molhados
início de uma paixão.

Unem-se os corpos
entrelaçam-se as almas
coração palpitando,
desejo queimando

Delírio total
que só finaliza
com a total satisfação.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)

 

 

DE MANSINHO

Recatada até à medula,
não quer nem que eu nela bula,
pois tem gênio forte e fero!
Mas com maroto jeitinho
e um madrigal no ouvidinho
mudo o esquema e, de mansinho,
ela chega no que eu quero.

Humberto -Poeta

 

 

Envolvida na felicidade da paixão
Entreguei-me sem razão.
O Amor falou mais alto
E eu fui tua, nua...
Inteira e por completo.
Meu coração analfabeto
Não soube ler
Tua alma enganadora
Trazendo-me apenas
A desventura das horas...

Maria Olga de Oliveira Lima

 

 

Foi um olhar.
Apenas um olhar. . . Decisivo!
Nossos corpos se entrelaçaram.
Loucura, paixão e suor.
A madrugada como testemunha
Do encontro e da felicidade.
Amantes embriagados de amor
Envoltos em lençóis de cetim.
Extasiados, soltos ao vento. . .
Olhar perdido no espaço sem fim.

Wilcaro Pastor

 

 

AMOR SINGULAR!

Um meigo e sincero olhar,
um sorriso inocente,
trouxeram à minha mente,
uma visão singular,
de um carinho sem par,
por mim e você vivido,
num afeto incontido,
vindo dum amor ardente,
quase que incosequente,
que Deus quis eternizar.

Bernardino Matos

 

 

Poeminha de amor... por outro

Vejo em seus olhos a insistência...
de um fato que chegou ao fim.
Para mim a liberdade já aconteceu.
O seu amor demorou a ser manifestado...
e eu ansiosa para soltar...
o que estava há muito tempo em você amarrado...
soltei as amarras... e infelizmente... ou felizmente...
por você o meu amor morreu.
E para finalizar a história...
Este outro amor... complementa o meu.
E todas as loucuras imaginadas...
são realizadas em lençóis que você...
não conheceu.

Ruthy Neves

 

 

LOUCURA DO AMOR

Se o amor tem suas loucuras
Só as tem porque nos faz bem
Dentre minhas loucuras e juras
De nunca amar mais ninguém
Salvei sabe quem? Você meu bem!

Eri Paiva

 

 

Um Poeminha de Amor

Quem escreveu essa história
Foram suas preciosas mãos
Com digitais certas da vitória;
Não pouparam loucuras,
Vivenciaram venturas,
Vivenciaram glórias
Em corpos tatuados co'amor
Nas madrugadas e amanheceres.

Marlene Vieira Aragão

 

 

Teu amor veio como uma suave brisa,
a refrescar o meu coração carente.
Amor poema, música dolente,
a embalar meus sonhos de paixão.

Conselheirodapaz- Marcelino

 

 

Um Poeminha de Amor

Cáilice do quel me apodero
O seu corpo, meu amor
Sorvo com todo frenesi
Por conter no interior
O néctar de todo o meu amor.

Gutemberg Maciel

 

 

Poeminha de amor por ti

Não vejo como escapar de ti,
Meu amor apetece teu gingar,
Beijo-te,
Deito-te,
Amo-te,
Venha a mim despida,
Vejo em teu meio , minha morada.

Eduardo Gragnani

 

 

Você chega e me chama
se apodera da minha cama,
me acariciando, faz caras e
bocas, me beija e me deixa louca,
se tento resistir você me doma,
faz - se senhor do meu corpo
como se fora meu dono, me
satisfaz as loucuras com todas as
fantasias e diabruras e depois...
Simplesmente caímos no sono...

Arianne Evans

 

 

Um poeminha de amor!

"Te amo tanto"...
Você diz,
e ser amada por você,
é tudo q'eu sempre quis!
Não esqueço
o que houve entre nós dois.
Se penso em te perder,
enlouqueço!
Faça acontecer...
Não deixa para depois.

Gildina Roriz

 

 

 Assim somos nós
Um eterno poema de amor
Um encontro, reencontro e dor
Saudades de quem somos
Quando juntos somos nós
Nunca mais seremos os mesmos
Porque hoje...
Somos o medo do encontro
O desejo e o encanto
A satisfação plena, mútua
Quando a coragem nos unir
Seremos outra vez um só em amor!!!

Cláudia Couto

 

 

UM POEMINHA DE AMOR

Para o amor não há medida
O poema... uma bela saída
Romântica... Sensual...
Ah! Quantos e tantos versos
Nas noites de solidão
Entreguei-me aos devaneios
Abri-me por inteiro
Sem medo, sem nada esconder
Apenas e há penas...
Você não os leu.

Marinez Stringheta/Mara poeta

 

 

Anteontem... Ontem... O quando não importa.
Seu corpo em pele e pelos me provoca.
Perco-me na sua carne e não distingo a fruta
Doce ou amarga. Doce-amarga?
Que importa? Não me importa.

Fuji

 

 

Um Poeminha d’Amor

Da janela do meu quarto
Olho a rua nua de você
Vejo as horas escorrendo
Domingueira e preguiçosa
Uma rosa vermelha
Pendurada
Escancarada de amor
Paixão de flor
E você que não vem
Sem net e celular
Telefone nem pensar
Meu pai presente uma fera
Preciso escapar
Pela janela

Nilza Stringhetta Rossi

 

 

Um Poeminha de Amor

Eu sorri,
Tu sorriste,
Nós sorrimos,
Nos abraçamos
E saímos passeando
De mãos dadas pelo jardim.
Que encanto! Que beleza!
Que até a natureza
Se encantou com tanto amor.
Depois nos beijamos
E junto ficamos
A nos admirar
E a trocar
Juras de amor.

Wilton Almeida Reis

 

 

AMORES
e
DESAMORES
SENSAÇÕES
e
PAIXÕES
CUMPLICIDADE
e
FELICIDADE
QUERER
e
SOFRER
AMAR
e
FICAR
SENTIMENTO
e
ENTRETERIMENTO
BEIJOS
e
TREJEITOS
LIBERDADE
e
SAUDADE
AMOR
e
ARDOR

Clair Edelweiss

 

 

MEU SEGREDO

Meu segredo, teu segredo,
Inútil tentar resguardá-lo.
Todos vêem, salta aos olhos
Esse amor que nos reúne.
Eu e tu, nós dois unidos
Na pura explosão dos sentidos.

Helena Luna

 

 

Loucura
riso
desatino...

o nosso coração bate
acelerado...
no mesmo ritmo.
nossos lábios encontros,
nossas mãos desencontros...
de propósito.
E na ansia do querer,
Encontramos...
a felicidade.

Heloisa Abrahão.

 

 

Compus do meu amor
Um poema
Do qual você é o tema
Desejo... Paixão... Loucura...
Embalam minha aventura
Palavras a emocionar
Sentimentos a envolver
Fiz-te em mim para todo o sempre
Em rimas de bem querer
Sonho realizado,
Quando finda o adormecer...

Suzete Palitos

 

 

Deixa-me embalar teus sonhos,
envolver-te com emoção...
Em meu colo aninhar-te
junto ao meu coração.

Fátima Abrantes

 

 

Falar de amor eu já não sei
lá no passado eu o deixei,
as pernas trôpegas, braços cansados,
coração magoado,
olhos vazados,
eu me passei ...

Cel (Cecília Carvalho)

 

 

Em plena tarde,
o nosso amor foi tudo,
olhos fechados
num só pensamento,
em suspiros dobrados
numa ânsia louca de querer
amar você...
Tive medo de me perder.

ZzCouto

 

 

PAIXÃO FATAL

Num encontro casual...
Um olhar e um sorriso,
E uma paixão se instalou
No carente coração.
A centelha do amor
Fez vibrar toda a emoção
Que estava semimorta
Na alma desiludida
Do poeta trovador.
Mas, foi somente passagem,
E sua alma sofrida,
Novamente ficou só...

There Valio

 

 

UM POEMINHA DE AMOR

O sol bate em meu peito, extasia meu corpo!
Meu ser se aquece no horizonte carmim,
Minha alma se abranda...e a noite já vem!
Escurece lá fora...E eu desejo você.
E o negro da noite, traz consigo a nudez.
Tudo está quieto, só em festa meu ser,
Que aguarda, em delírio, novo amanhecer!

Lêda Therezinha Rubin

 

 

Um Poeminha De Amor...

Vesti-me de seda vermelha,
e perfumei a alma
à tua espera.
Para ti, tornei-me mais bela...
Adormeci no cansaço
das horas
e acordei com seus beijos
me despindo...
Alonguei meus braços
num abraço
e te enlacei no meu amor.
Fechamos as cortinas,
o sonho começou!

Dioni Fernandes Virtuoso

 

 

Um Poeminha de Amor

Maria Tomasia

No silêncio da madrugada,
ainda estou acordada.
Tento me aquietar
para não te acordar,
porém não consigo;
quero que fales comigo
de paixão e de amor.
Chamo-te pelo nome,
porque de ti sinto fome.
Junta teu corpo ao meu
e aquece-me com teu calor;
colada a ti, preciso sentir
o amor que me faz existir.
Não dorme, fica acordado,
e diz nos meus ouvidos,
com suspiros e gemidos
EU TE AMO !

 

 

Quanto custa um amor?

Eliana Shir Ellinger

Amor não tem preço.
Ele vem devagarinho,
toma logo seu lugar
e nunca mais vai embora,
pois amar nunca tem hora,
para em nós desabrochar.

Mas precisa ser assim :
suave, puro, verdadeiro !
Tendo enchentes de paixão,
não será nem passageiro
nos despertando o vulcão !

Pode conter até saudade.
Sei, não é tão fácil curar...
Mas o que importa na verdade
é a riqueza, a grandeza,
pois amor não se compra, se dá !

 

 

Amor Amor Amor...

Zeca Feliz Avelar

Amor Amor Amor...
feito de sentimentos
feito de mils momentos
até mesmo de saudades
onde sempre esperamos
pelas felicidades!
Amor... Amor... Amor!

 

 

Um Poeminha de Amor

Cida Micossi

Vivo em eterna procura
De achar minha alma gêmea.
A vida sem amor é dura
É algo que não vale a pena.

 

 

Se ainda amor houver...

Eugénio de Sá

São só despojos de saudade
os que aqui trago!
- De saudade dos beijos que foram e vieram
sem humidades doces de resposta...
- De saudade dos lábios
que nunca afirmaram promessas
e que, agora, nem sequer balbuciam... desculpas,
porque se calaram em silêncios negligentes.
De que me serve beijar-te ainda as mãos, o colo,
até os pés,
imaginariamente...
sem me importar que sejas como és...
assim, ausente?
- Hoje invoco a tristeza,
em sufrágio do amor... inexistente!
Dorme em paz coração,
assim... dormente!

 

 

Um Poeminha de Amor

Paulo Silveira de Ávila

Um viver, sem limites,
nem barreiras,
juntando pedaços
de nossas almas,
comparsa deste compasso,
sem controle
de um amor infinito.
Dentro do peito um vulcão.
como lava escorrendo
vagando no meu reino
trocando a realidade
por um sonho e travesseiro.
O fluxo de vida no ar,
com toda a explosão
do despertar de nossas células
com poderosa volúpia
no romper eletrizante
de uma amor que se renova
a cada beijo...

 


Um Poeminha de Amor

Rita Rocha

Vem chegando de mansinho
Me tocando com carinho
Sem querer, tanto querendo
Nosso amor nos aquecendo...
Nossas bocas se beijando
Os corpos se entrelaçando.
Pra saciar a vontade, só mesmo
A gente se amando.

 

 

Um Poeminha de Amor

Maria Olga de Oliveira Lima

O amor se fez poema...
Depois canção.
E na loucura da paixão
Entregamo-nos um ao outro.
Nossa história: UM CONTO!,
Que em boa hora
E tempo pouco
Tal e qual o desabrochar
Da mais colorida Flor,
Transformou-se
No mais puro e lindo...
Hino de Amor!...

 

 

POEMA DE AMOR

Maria José Zovico

Cai a noite suavemente,
Sobre este poema de amor silente...
voce se foi amarguradamente,
Enquanto tristes se desfaziam,
Os elos que nossas almas uniram...
E a saudade chega e lava
A dor incômoda da distância...
De um sonho perdido em ânsia!...

 

 

EU ME AMO

Mifori

Minha sede de viver
não permitirá jamais,
que maus espinhos
firam o meu coração,
impedindo-me de colher
as rosas que cultivar,
de fazer e de SER!

 

 

Um Poeminha de Amor...

Madalena Müller

... paro-me a pensar
e a brisa vem suavemente minha pele tocar,
o sorriso fica maroto,
pelos pensamentos que teimam em viajar.
As faiscas flamejantes
ficam evidentes em meu olhar,
o brilho expande-se ao meio
e fica impossivel ocultar...
... fora imensamente magnifico
nos podermos, por tanto, nos amar!

 

 

 

Edição Mara Pontes©

 

:::VOLTAR:::