Ainda hoje, o amor clama...
 
Cássia Vicente
 
De um distanciamento sem entenderem o porquê, os dois mantinham a ética que nem sabiam qual era, apenas permaneciam distantes seus corpos que um dia foram amantes.
Hoje, num  (des)contentamento permaneciam a fingida réplica de amor que eram forçados a sobreviver, do qual não tinham como escapar mais uma vez.
Nos momentos silenciosos seus corações choravam o perdido amor, que um dia viveram tão imensamente que seus corpos tremiam, seus olhos se perdiam no ontem, seus membros entorpeciam, era um verdadeiro dissabor, como deveria ser a morte.
A morte, apenas ela iria levar a tristeza, enterrar para sempre o arrependimento que os angustiava a alma, ou não?
Restavam os dias para sobreviverem  e as noites para sonharem.
Pensavam quase instantaneamente, em sintonia quase irreal de tão real eram seus íntimos desejos de um dia estarem novamente juntos, darem as mãos e nunca mais se separarem.
Triste sina ou triste ilusão...Talvez nem uma nem outra...quem sabe esperança que invade e fica, permanecendo viva a  alma, o coração continuando a pulsar e os olhos continuando a querer brilhar...

 

 

 

Tube Colombe

Jpg cebarre

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

:::VOLTAR:::