A Praça
Cássia Vicente
 
 
 Eu te amo um tantão assim ó!!!
Era assim que ela costumava dizer
nas horas mais impróprias.
As risadas eram disfarçadas, engolidas,
quase engasgadas, ninguém entendia nada,
somente os dois sabiam o tamanho daquelas palavras.
Se bem que uns e outros desconfiavam, mas fingiam não entender
conhecendo os dois como conheciam, também disfarçavam o riso.
 
Ela caminhava parecendo borboleta que ia alçar vôo
a qualquer momento.
Ele passo ligeiro, sempre de cabeça erguida, parecendo
 caçar borboleta.
Os dois fizeram história.
 
Primaveras?...muitas chegaram e se foram e chegaram...
 
Cinquentenária Praça da avenida.
Seus bancos quase sempre vazios , a grama mal cuidada
ainda ressona o som da vitrola tocando Tim Maia.
 
Quem por ali passa e tem a paixão na alma, pode
sentir "algo no ar" acompanhado pelo  perfume das Acãcias floridas,
e das Azaléias que enfeitam o caminho de pedras portuguesas.
 
Jovens estudantes que namoram embaixo das velhas árvores
 juram companhia de "anjos".
 
De repente alguém diz para seu bem:
"Eu te amo um tantão assim ó!!!"
 
Jataí.GO
08.10.2008
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 
 


::::VOLTAR::::