O desconhecido

Cássia Vicente

- Por favor, não entre no carro!, gritava ele correndo rua abaixo enquanto a porta se abria e uma jovem entrava num carro estacionado naquela rua deserta.
Ela parou e se virou ao ouvir aqueles gritos estonteantes, pensou não ser com ela e fez menção de retornar ao carro, quando o moço chegou desembestado rua abaixo quase a atropelando e puxando-a pelo braço.
Os dois cairam no chão, ela atordoada, sem entender, começou a gritar por socorro. Ele nem se importando a segurou firme pelo braço e a arrastou pro outro lado da rua.
Quase não deu tempo. Bummmm!!! ouviram sem dar tempo de se virarem.
O carro explodira...estava em chamas...
Ela extática assistia a tudo sem entender.
Ele a soltou, mas ainda a segurava levemente como querendo-a ali junto dele.
De repente, ela começou a enxergar tudo cinza, seus sentidos foram sumindo e desmaiou nos braços daquele moço desconhecido.
Ele deitou-a na calçada, em seu colo e de mansinho foi passando a mão naquela bela face, chamando-a pelo nome até que ela despertou.
Ainda atordoada, começou a chorar e a perguntar por quê...por quê?
Ele colocou os dedos sobre aquela linda boca não deixando-a falar mais, pegou-a nos braços e devargar foi subindo a rua...
Onde iria levá-la, o que estava acontecendo, quem queria matá-la, pensava ela, afinal era apenas mais uma garota que fazia do seu corpo um comércio barato para poder sobreviver naquela selva de leões humanos.
Sem reagir, se deixou levar, estava gostando daquela proteção que sentia pela primeira vez em sua vida.
Por enquanto, apenas entendera que fora salva por aquele belo moço de peito nu, cheirando a masculinidade, e era isso que importava naquele momento que de trágico se tornara mágico.

 

 

 

:::VOLTAR:::