O estômago

Cássia Vicente

O estômago revirava...a cabeça doía, as pernas estavam moles, nem conseguindo parar em pé, seu rosto pálido demonstrava seu mal estar.
Era um dia como outro qualquer, mas para ela, era mais um dia de tormento em sua mente, de costantes enjôos por conta da noite mal dormida, dos pensamentos que embaralhavam sua mente.
Era esse seu tormento, a tortura das dúvidas constantes, da infelicidade interior que sentia sem poder compartilhar com alguém, era apenas ela e sua dor, vez por outra conseguia dividi-la nas palavras que explodiam de seu peito.
Numa revolta sem explicação, deixava os dias seguirem lentos, torturantes.
Enquanto pensava o que estava fazendo ali, seu estômago revirou ainda mais, tornando impossível ficar sentada, foi deitar e tentar apagar da mente a vida.
Queria apagar da sua mente tudo aquilo que a confundia, não encontrava outro jeito senão dar fim ao corpo maltratado pela angústia.
Que forma usaria ainda não sabia, mas iria achar uma solução, mais cedo ou mais tarde a realidade seria apenas uma utopia.

 

 

:::VOLTAR:::