AINDA
Clara da Costa
 
Apesar de tantas...
tristezas,
perdas,
melancolias,
saudades...
Apesar de tanta falta de...
amor,
sinceridade,
honestidade,
respeito,
solidariedade,
ainda acredito
 no amor,
na ternura,
no sorriso sincero,
na maciez de uma mão amiga,
no aconchego de um abraço que acolhe...
Acredito na mensagem poética,
transmitida pela natureza,
tão bela, tão serena, tão sábia.
Acredito em nosso poeta maior,
que com Sua benevolência,
tudo vê, tudo sente.
Ainda tenho fé e esperança de vislumbrar,
um mundo melhor,
mais solidário,
mais afetivo,
de mãos entrelaçadas com a paz...aquela paz
que vem como o mais puro sorriso de uma criança.
 
Dez/11
 
*****
 
SIM! EU ACREDITO
José Renato Araújo
 
Não podemos deixar de acreditar...
Para isso Deus nos fez poetas.
Aquele que depois dele,
Do Senhor, tudo pode.
E, quando nada mais restar,
Estaremos nós aqui,
SIM! NÓS OS POETAS,
Acreditando sempre, fervorosamente,
Que um dia, tudo vai estar como foi.
Limpo, puro, cristalino, sadio...
Não mais haverá guerras, desavenças,
Violência, fome, ingratidões, ganância...
Nem doenças, nem dor...
Desesperanças, ódio, nada mais será ruim...
Restará com os poetas,
A Paz, a harmonia, a esperança,
e, muito AMOR!
E então seremos todos felizes ENFIM!!!!
 
Dez/11

 

 
 
 
 
 
 
 
 
:::VOLTAR:::