ALFORRIA

Onéssimo Alves

 

Na senzala do seu coração

Você me aprisionou e amarrou

Estou preso pelas correntes da paixão

Com a chibata da sedução

Você me açoita e castiga

A prisão do amor

Eu nunca pensei que teria

Mas desta escravidão

Eu não quero alforria!

 

*****

 

ALFORRIA

Clara da Costa

 

o teu sorriso me cativou

o teu beijo me seduziu

o teu abraço me prendeu

em ondas de paixão...

 

sou uma escrava,

tua, nua,

cativa do teu amor

 

ata-me,

prenda-me,

ama-me...

 

esqueça a

carta de alforria!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 ::::VOLTAR:::