ABSOLUTA

Clara da Costa

 

Meu olhar passeia por

teu corpo nu e viril,

como fêmea ardente...

sinto nos seus olhos,

o desejo do homem pela

mulher que o quer,

que vai

entregar seu corpo,

nua...absoluta...sem pudores.

Com doçura, com loucura,

os corpos se tocam,

as bocas se entregam

ao delírio do beijo,

dos toques que os levarão 

a saciar a paixão

que os consome...

Só existe os dois na

penumbra entre os lençóis

tão cúmplices desses corpos

que saciam os desejos...

Exaustos,

no silêncio, se abraçam,

adormecem enlaçados

de amor e absoluta ternura

do amor vivido...

********

Absoluta

Cássia Vicente

 

Absoluta

resolvida

vou ao teu encontro

aceito teus carinhos

me envolvo em novos projetos

destronando meus pecados

rendo aos teus modos

absolutamente resolvida

sem mais receio

me desmancho em teu corpo

como chuva que penetra a terra

absoluta

atingo teus/meus desejos

exatamente como você/eu sonhou/planejou

aconteceu...

**********

 

 

 

 
Clara da Costa
Publicado no Recanto das Letras em 20/10/2008
Código do texto: T1237717
 
 
 
 
 
 
 

 

::::VOLTAR::::