AO VENTO
Clara da Costa
 
Ao vento,
solto meu gemido
ferido,
para que ele sussurre
ao teu ouvido,
palavras de amor.
 
Ao vento,
solto meu brado
carregado
de emoções contidas,
para que você
ouça com o coração,
o quanto te amo !
 
Abril/2010
* * * * * *
AO VENTO.
Heloisa Abrahão.
 
Ao vento solto
Meus gritos.
Nas ondas sonoras flutuam,
Chegam sussurrantes,
Como um convite.
 
Ao vento solto
Meu  clamor...
Cheio de desejo,
Carregado de amor...
Desejo ardente,
Sonho e emoção...
Que encontre os teus ouvidos,
E fale ao teu coração.
 
Heloisa Abrahão(SC/dez/10).
 
 
 
 



 

 

 :::VOLTAR:::