DOCEMENTE PERDIDA
 
Clara da Costa
 
o vinho,
desejos,
gotas de delírios,
vertigens de sentimentos
entre as dobras do lençol,
fico docemente perdida.
 
com a mão espalmada em tuas costas,
te exploro,
te provoco,
te causo alvoroço,
mexo com teus sentidos.
 
te descubro,
em tua boca,
em teu corpo nu, 
em teus olhos,
que insinuam loucas promessas.
 
invado trilhas,
sou saudade, mar, poesia,
com cheiro de maresia,
misturada ao perfume
de tua pele.
 
fico nua em tuas mãos,
devasto meus desejos
acho minha estrada.
 
 
minh'alma foge de mim,
a brisa desarruma meus sentimentos,
e danço docemente perdida
em teu corpo...
 
Praia de Pipa/RN
11.04.11
 
 
 
 

Docemente perdida
 
Docemente perdida a buscar o encontrar marcante
Na praça dos meigos encantos
No fim da tarde elegante
Sob a brisa alegre sem prantos
Onde prevaleça a alegria
Ao término de mais um dia.
Na indisfarçável satisfação
 
Lúcio Reis
 
 
 
Abril/11
 
 
 
 
 
 
Tube By Dani@
Jpg por do sol