HOJE
Clara da Costa
 
Apaixonadamente,
languidamente,
docemente,
gritarei minhas vontades vestindo-me de fantasias
dançando sobre o teu corpo nu,
 feito bailarina...
Hoje serei a musa mais doce de tua poesia,
aplacarei tua sede,
 deslizando meus dedos nas curvas de teu corpo...
 
Praia de Pipa/RN
13.11.10
 
(Texto da ciranda Hoje,
da poetisa Naidaterra)
 
 
***
 
 
"Não só hoje"
Marcos Sérgio T. Lopes
 
Mas, por um tempo sem tempo
Quero visitar tuas madrugadas
Invadir teus lençóis.
Num descaro imenso, intenso
Cavalgar até o cansaço
Juntando o meu e o corpo teu.
Não só hoje...
Te quero descomposta e sedenta
Em gemidos intensos
Meu corpo lambendo...
 
14/novembro/10
 
 
 

 

 

 

 

 

 

          

 

 

:::VOLTAR:::