VAZIA

Clara da Costa



Olhando a noite,

que chega,

com seus mistérios

a sondar minha alma,

sinto-me vazia,

sem vontades...

Penso em você,

um arrepio percorre

meu corpo,

meus olhos

ficam marejados

d'água

e

saudade!



Pipa/RN

*****

A noite cai devagar...

A chuva fria deixa um cheiro de

tristeza

ausência

vazio.

A tua lembrança insiste em me atormentar.

Me rouba a calma e meu sossego.

Olho para o céu escuro e não vejo estrelas...

O barulho da chuva que ainda cai, parecem

passos no molhado.

Tenho a impressão que tua vais chegar a qualquer

instante e...nada.

Me lembro de ti com tanta exatidão,

as tuas curvas, o teu cheiro, o teu gosto, o teu toque.

Mas tu não estás mais e,

como a alegria, te foste.

Tudo que ainda guardo de ti.

é o enorme vazio da tua existência.

Esse vazio me enche...



Ervin Figueiredo

 

 

 

 

 

::::VOLTAR::::