Vem...
 
( Débora Acácio 28/09/2004 )
 
Vem!
Vem com todo esse jeito só seu
de menino, levado e maroto.
 
Vem!
Aproveita esta noite
onde somente a lua e as estrelas
teremos para testemunhar
e vamos nos amar.
 
Vem!
A minha sede, desejo e vontade saciar
Vem com seus sussurros e dizeres que
só você sabe como falar...
  me fazer arrepiar...
e de prazer estremecer.
 
Vem!
Mas vem devagar...
Vem me ensinar a sua amante e mulher
me tornar.
Vem quero aprender  com você
deixar de ser menina e me transmutar no ser mulher.
Ser tua mulher.
 
Vem!
Entre no quarto, bata a porta..
mas não esqueça de apaguar a luz.
 
Vem....
 
 
 
 
 
 
VEM, AMOR...
 
Clara da Costa
 
Vem amor,
chega de pirraça,
desses silêncios,
carregados de sutis reticências,
de vontades escondidas!
Vem, amor,
esqueça o que passou!
A saudade está doendo,
a cama está vazia,
me perco na sombria quietude da noite,
fervendo de desejos por você!
Vem, amor...
Quero você assim,
nesse momento todo meu,
nossos corpos  entrelaçados,
teus dedos descobrindo meus segredos,
tua boca afoita na minha,
matando meus desejos...
me amando agora,
entre lençóis que vão deixar
teu cheiro,
teus sussurros,
tua febril paixão,
teu amor...
e...esse corpo que jamais vou esquecer!
 
Abril/11
 
 
 
 
 
Tube Dragonblu