INQUIETANTES MADRUGADAS
Clara da Costa
 
Nos caminhos da vida perdi-me de ti...
canto ao vento à procura do teu olhar,
observo a lua que fica a lamentar
enquanto pergunto por ti.
 
Quero voar no tempo para te alcançar,
sentir novamente o gosto do teu amor,
aquele gosto com sabor
de beijos molhados que queimavam minha pele nua.
 
Quero o teu amor,
quero o teu sentir,
quero nossa folia incontrolável
dos nossos corpos iluminados pela lua,
 
Quero percorrer todas as loucuras desse amor que jamais sacia
no silêncio furtado das inquietantes madrugadas...
 
***
 
MADRUGADA POR TEU ENCANTO
Eduardo Gragnani
 
Tu de fato, me inspiras,
Traz-me o gosto da sina,
Descampado onde lírios acampam,
Emoções perfumadas que emanam.
Deixo-me crescer ao sabor do teu orvalho,
Faço de nossa madrugada um palco,
Quanto quer em sofisma,
Desejo sutil que anima
 
Abril/11

 

 

:::VOLTAR:::