SEM FIM
Eduardo Gragnani
 
Arrepia na lida,
Surrupio de um sorriso que alicia,
Olhos atentos que arriscam,
Sussurros brandos que dominam,
Corpo solto que cheira flor,
Textura cândida sem dor,
Malícia suave que desdobra anil,
Teu cio sem fim...
 
 
SEM FIM
Clara da Costa
 
O sol do sorriso,
Brota em mansidão,
Vagueia por céus azulados
Abriga tempestades,
Extravasa emoção,
Contorna  verdades,
Cheira a desejo,
Delírio sem dor
Grito de cio sem fim...
 
 
  *  *  *
 
 
*** Favor Manter os Créditos e a Formatação ***
 
Eliana Ferraresi
Email para Contatos
elianaferraresi@yahoo.com.br
 
 
:::VOLTAR:::