UM AMOR DISTANTE
Clara da Costa
 


Amores separados,
corpos distantes,
almas afinadas,
amantes apaixonados...
a distância provoca
saudades e desejos,
aquela ânsia de um amor total,
saciado com paixão...
de olhar nos olhos,
de juntar bocas,
de entrelaçar corpos,
no silêncio da madrugada,
viver essa paixão tão sonhada
tão esperada...

Pipa/RN
26.08.08

 

 

 

 

Distante
Ruben Alves Vieira

É tão difícil
Olhar o céu
Em uma noite de verão
E não encontrar
A fonte da inspiração,
Somente o breu
Negro manto
Que envolve a todos.
É tão difícil
Caminhar por entre flores
E procurar a mais bela
Das cores
E um perfume
Que está distante.
Quando chega o Sol
Em cada amanhecer
Olhos fitam longe
A vislumbrar o nada.
Uma canção vem
De várias direções
Sem direção nenhuma
E invada a alma
Inquieta e saudosa.
O mesmo perfume
Do seu corpo de mulher,
O mesmo toque
De suas mãos carinhosas
O mesmo gosto
De seus beijos molhados
A mesma volúpia
De um momento impar
Na entrega total.
É isso
A distância
A impotência
O não ter.
O querer
Incessante de amar,
Amar, amar.
Amar mesmo assim


Carinhosamente

Ruben Alves Vieira

 
 
 

 


 

 
 

::::VOLTAR::::