BUM
Cássia Vicente
    
 
 
 
A  procura de quê? De você ou de mim?
Por um instante pensei arriscar um palpite e correr o risco de acelerar pra ver.
 Por mim ou por você? Por via de mão dulpa ou por pista simples?
Ainda não decidi por qual caminho seguir.
E se a reputação cair na boca do luxo?
Melhor pagar os pedágios e cair na mão dupla. De personalidade(?).
E se, cair na sargeta da realidade ? Ai meus pecados morais.
Cairei na via sem acostamento e seja o anjo responsável pelos sonhos inacabados, o responsével, não eu.
Fácil decidir quem culpar, ou só fachada bem pintada?
Melhor não questionar esta pergunta.
Perguntei se par ou impar e sabe o que a moeda respondeu?
-"Se aquiete no par se quer sossego, ou pense duas vezes
que não paga mico. Já, por vários outros lados divertidos o impar excita e haja pano pra cobrir".
O rosto vermelho ou a mente despudorada?
O corpo? Bum. Algumas possibilidades levantadas.
Também quem sabe, a mente (que mente) descarada de cara lavada e lápis nos olhos. Ficaria mais ousada? Possibilidade levantada.
Verdade é que nem sei por onde seguir nesta encruzilhada.
O sol está de rachar em pleno inverno.
Descontrole emocional até no tempo? (Des)Conjunção astral?
Pudera que minha mente se incendiasse e virasse cinza, seria a solução
para o desvio acabar por aqui. Covardia assumida? Nova possibilidade.
Afinal quem sou eu? Sou eu mesma ou sou você.
Quem me dera saber. Ou não.
 
Jataí.GO
05.08.2009
 
 

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 

::::VOLTAR::::