:::GOSTO DO AMOR:::
 
 

 
 




 
 
Gosto do amor
Cássia Vicente
 
 
 
Meu sorriso bobo,
descontrolado,
me escancara a vida.
 
Riu,
 de mim mesma,
dos meus pensamentos,
da minha gordurinha fora do controle,
da minhas indefinidas rugas,
dos peneuzinhos que insistem em não rodar,
das celulites que não me impedem amar.
 
Minha alma vaga boba,
descontrolada,
por dentro de mim mesma,
por aquele ser inevitavelmente meu,
embrulhado feito seda em meu corpo...
 
Minha pele boba,
descontrolada,
transpira cheiros,
indevidamente fora de hora.
 
Minhas narinas bobas,
descontoladas,
aspiram cheiros,
incontrolavelmente saborosos.
 
Meus olhos bobos,
descontrolados,
vagam,
brilham por mim,
em volta dele,
sobre ele,
por ele lavam a paixão.
 
Meu corpo,
descontrolado,
dança, 
na polidez da matéria,
 com gosto do amor,
elaborado,
inexplicavelmente,
de mim pra ele.
 
Jataí-GO
17.02.10
 
 
 
 
 
 
:::VOLTAR:::