Lembra?

Cássia Vicente


Lembra daquelas nossas tardes?

quanto tempo já se passou,

quantos acontecimentos nos distanciaram.

Havia tanto desejo no olhar,

tinhamos tanto a confessar,

que nem sentiamos o tempo passar.

A vitrola, lembra? hoje quase peça de museu,

ocupando a sala fazia com que

nossos corpos se colassem mais,

que nossos passos ficassem pequenos,

chegassem até o quarto mais depressa,

mesmo antes da música acabar.

Te confesso que as músicas prefiro afastadas

da minha lembrança,

uma fuga quem sabe, pra não tropeçar nos passos

que sou forçada a dar.

Ah!

me recordo tão bem do teu cheiro jhonson,

do teu terno improvisado na calça jeans,

do tenis preto brilhando a verniz,

do brilhantina brigando com teus cabelos.

Quantas risadas

das nossas fugas improvisadas,

das manobras para entrar e sair da tua casa.

Será que alguém nos via e comungou com

o nosso amor? Tenho quase certeza que sim.

Inesquecíveis tardes que ainda me trazem

o mesmo desejo misturado a uma gostosa saudade.



Jataí.GO

16.08.2009






 

 

::::VOLTAR::::