O GRITO DO DESEJO
Cássia Vicente
 
 
 
O cançasso se instalou em meu corpo,
mas a alma, ah...a alma
está leve, apaixonada,
perfumada como a manhã de primavera,
ensolarada como tarde de verão,
agasalhada como madrugada de inverno,
suave como o vento brando de outono.
 
As pernas estão cansadas,
mas as mãos...ah...as mãos
estão afoitas por estar em teu corpo,
passeando por caminhos tão velhos conhecidos.
 
Os olhos ardem,
ah...mas brilham
quando veem a possibilidade
de cruzar com os teus.
 
A boca quer silêncio,
ah...mas gritam
se abrem em sorrisos
com a possibilidade de te beijar.
 
   Como o sabor do tempo
que conheço tão bem,
atravesso o desejo,
chego até você. Minha mulher.
 
Jataí-GO
11.09.2009

 

::::VOLTAR::::