SOLAVANCO
Cássia Vicente
 
 
 A noite me pega de solavanco,
 nela, me arrebento,
me desfaço em múltiplos pedaços,
uns lá, outros cá,
desfilando realidade e fantasia,
com a fantasia na realidade
e com a realidade exposta
na cara corada da pouca vergonha.
Estrondo meu coração
no preto da razão
e boto o vermelho no batom,
antes da meia noite
quero mergulhar na paixão.
 
 
Jataí.GO
25.01.2010
 
 
 
 
 
 

 

::::VOLTAR::::