BENDITAS


      Cássia Vicente
      
      
      Bendita as vezes que eu te amei,
      foram puras poucas vezes
      sem mentiras e memórias.
      
      Bendita as horas que eu sonhei,
      foram puras poucas horas
      sem culpa, sem espera.
      
      Bendita mágoa que eu não levei,
      foram puras poucas mágoas
      que nem conta dei.
      
      Benditas horas que te encontrei,
      foram puras poucas horas
      que valeram pra vida.
      
      Benditas palavras que escrevi,
      foram puras poucas palavras
      delicadas nas entrelinhas a ti.
      
      Bendita as benditas poucas coisas puras.
      
      Jataí-GO
      16.0050.2010


 

 

 

::::VOLTAR::::