Credos sejam rezados
 
Cássia Vicente
 
 
 
 Que eu possa brilhar menos,
passar disfarçada pelos seus olhos,
não me deitar ao seu lado em seus sonhos,
não vestir a sua camisa nos dias frios,
não ser sua espuma embaixo do chuveiro,
não ser a lágrima disfarçada pela manhã.
 
Deveras ser a lembrança apagada,
a foto deixada no fundo da gaveta,
  a poesia esquecida dos seus dias,
 a luz apagada das suas noites insones.
 
Que não se perca no meu sorriso,
nem divague em meu corpo nu,
nem se recorde do último beijo,
nem dos carinhos enumerados em seu pensamento.
 
Estarei sendo egoísta?
Não quero sentir seu sofrer,
deixa isso pra mim.
 
Que Credos sejam rezados!
 Nossos pecados os quero
somente pra mim.
 
Amém.
 
 
Jataí-GO
20.12.2010
 
 
 
 
 :::VOLTAR:::