De carne e osso
Cássia Vicente
 
 
O grito adentrou surdo pela garganta
saindo pela boca cheirando a dor,
nos olhos nada para escorrer pala face pálida,
apenas pequenas faíscas despercebiam a calma.
 
Se observasse podia ver o coração
pulsar nas cordas do pescoço erguido pela
necessidade de vingança.
 
Uma intrínsica vontade de lançar suas afiadas unhas
 sobre aquele peito que lhe era oferecido naquele momento
lhe coloriam as faces.
 
Covarde. A coragem lhe faltava.
Aquele sorriso minavam suas forças,
seu corpo agora queria outra coisa.
 
Amanhã...quem sabe,
  entregando sua alma na bandeja
de carne e osso.
 
 
 
Jataí-GO
11-05-2011
 
 
 
 
 
 
 
Tubes Marif_misted_lady0142