PERDÃO
Cássia Vicente
 
 
 
 
PERDÃO
 
Pelas cartas que te escrevi
e num dia de faxina
joguei-as fora pensando que
nem ia se importar e
depois de longo tempo as cobrou,
querendo-as recordar.
Peço perdão pela invasão.
 
PERDÃO
 
Pelo amor que tens por mim
e mutas vezes não pude compreender
por estar com a alma doente.
Peço perdão pela incompreensão.
 
PERDÃO
 
Pelo teu jeito desorganizado
na minha concepção egoísta,
cobrando o que não podia me dar
porque já estava dando tudo que sabia.
Peço perdão pela ignorância.
 
PERDÃO
 
Pelas tuas atitudes de pai
quando queria que me sentisse mulher
me chamando à relidade.
Peço perdão pela minha infantilidade.
 
PERDÃO
 
Pelas minhas atitudes que talvez
nunca as compreenda,
mas que foram a base da minha reorganização.
Peço perdão e quiça compreensão.
 
 
 
Pelos momentos que me senti
presente, AGRADEçO.
 
 
Por HOJE estar caminhando o teu lado,
AGRADEçO
 
 
 
Jataí-GO
Abril2010
 
 
 
 
 
 

           

 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 


::::VOLTAR::::