Do baú...
 
 
 
 
 
Do baú...
Cássia Vicente
 
 
 
 
 
O que trago no baú?...inocências?...
talvez lá no fundo encontre tua presença.
Sorriso de criança...jogo de dados...
Bem no canto um rebuscado recado...teu,
ainda tenho guardado num envelope amarelado
cheirando à rosa vermelha, que permanece inteira.
Fora da vista em meio a uma antiga camisola
o primeiro beijo ficou impregnado de lágrimas
quando me disse adeus.
Bem em cima pra fechar com alegria
livros de poesias, nem percebo serem os meus,
abro em uma página qualquer...lá está você.
Um Papai Noel encaixado entre os livros
olha pra mim enigmático.
Fecho o baú. Outra hora...
 
Jataí-GO
Setembro 2011

 

 

:::VOLTAR:::