Na madrugada
Cássia Vicente
 
 
 
 
Na madrugada,
sentada,
penso na porta que abri
quando criança e
o deixei entrar
aceitando teu coração.
 
Na madrugada,
sentada,
fico recordando
a tua timidez e
a minha também;
nos aceitamos bem cedo.
 
Na madrugada,
sentada,
dou risada
sozinha
com a certeza de
nunca você ter ido embora.
 
Na madrugada,
sentada,
vejo você
olhando pra mim e
me protegendo;
teu amparo eu agradeço.
 
Na madrugada, já deitada,
adormeço...
 
 
fevereiro - 2012

 

 

:::VOLTAR:::