Na ordem do dia!
Cássia Vicente
 
 
Quando olho pra você
me dá um extremo prazer fora de ordem,
da ordem natural que deveria ser.
 
Fico em desordem por você.
 
Porém, por ordem opressiva,
me arranjo bem depressa 
 mesmo dando uma vontade
de desordenar minhas ordens
e seguir sem obedecer as regras.
 
Quando enfim, escapas dos meus olhos,
que é a ordem natural, respiro fundo e,
tento ordenar minhas ordens
na ordem do dia,
colocando você lá fora, no jardim do Éden.
 
Quando olho no espelho é você quem enxergo e,
minha ordem vai por água abaixo, e,
sob a torneira da pia tento esfriar meus olhos
 e o que consigo é deixar meu coração
mais quente do que o sol lá fora.
 
A água pega fogo em minhas mãos.
 
Em desordem, vou seguindo as ordens naturais
sem que percebam o quanto em desordem estou,
por causa da primeira (des)ordem que conheci.
 
Se sou forte?
Apenas caricato minha cara
na paisagem da ordem do dia.
 
Novembro 2011
 

 

 
 
 
 
 :::VOLTAR:::