Um verso triste

Cássia Vicente

Aquele olhar estava tão triste
que doeu no coração do sol
e ele, compadecido,
saiu de entre as nuvens
e junto ao vento
soprou uma brisa morna
tentando aquecer aqueles olhos
tristes.
O vento ensaiou umas notas
na esperança de ver sorrisos
naqueles olhos tristes.
Sol e vento deram
alguns minutos para
aqueles olhos tristes.
E, para alegria do sol
viram sorrisos
naqueles olhos tristes.

escrito para a ciranda um verso triste de Marlene Constantino


março 2012

 

:::VOLTAR:::