Eu sei o que posso ter
Cássia Vicente
 
Tenho consciência do papel importante
e fundamental que tem na novela  que vem escrevendo a cada dia,
de cada personagem que criou e alimenta
com este intenso carinho,
posso afrimar, amor que tem arraigado
em cada personagem.
Sei também que vem escrevendo
capítulos paralelos,
onde planos são futuros,
onde o amor nunca morreu,
 as lágrimas ainda caem,
sorrisos ainda trazem recordações.
  Sobre o capítulo final
ainda guarda reticências conscientes,
claras e concisas.
Um deverá ter um final dramático.
Faz parte do ato.
Quanto a mim,
inserida conscientemente em paralelo 
 não tenho o direito
de atravessar as páginas.
Eu sei até onde posso chegar,
até onde estou inserida
na história da tua vida.
Se isso me comove?
muito.
Se  me incomoda?
às vezes queria mais.
Cheguei tarde demais?
saí cedo demais.
Errei?
Coisas destas "peças entre os atos".
Da minha parte, sei o que posso ter
e tenho com muito prazer.
Ponto final?
não, enquanto existir a reticência
eu respiro em cada ponto
Amor!
 
Jataí.GO
08.05.2009