Minhas águas

 

Cássia Vicente
 
ÀS vezes desejo extravassar a razão
 gritar ao mundo quanto dói a distância,
deixar de me precaver,
reaver a desvairada juventude
que deixei tão cedo adormecer.
 
Uma onda aguda me puxa pra dentro
elevando meu sentimento
ao conhecido descontentamento
de que tenho que frear os desejos.
 
Fico pensando...até quando?...
 
A enxaqueca toma conta
dos meus pensamentos
embaralhando propositalmente
meus reais delírios.
 
Será ela meu cofessionário?...
 
Assim passam as horas,
correm os dias,
escorrem os meses,
derramam os anos.
 
E eu, quando irei deixar de me afogar?...
 
 
Jataí.GO
26.04.2009

 

 

 

Tube the-nomads-that-are.psp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 


::::VOLTAR::::