Sempre pode acontecer

Na fragrância da alma

Um pouco de nós

O grande tesouro

Um apaixonado coração

Sempre te amei!

Borboletas descem do céu...

Falar de amor

Deixemos que o tempo pare

A pele

Luz que vem de você

Noites enluaradas

Todo o resto é só detalhe...

No palco vazio

No silêncio das quimeras

A solidão de uma flor

Da saudade...

Sem freios

Silêncio das esperas

Sem fim

Rima perdida

Calo-me...

Devaneio

Sigo...

Derramar estrelas

Nessa espera por ti

Isso não importa!

Ainda que só

Retrato fiel

Um poema de amor

Um amor partido

A lágrima cai

O amargo sabor das esperas

Plenitude

Deixe que o tempo páre...

Quietude

Sem mais tempo para amar

Em direção inesperada

Ah, se não fosse...

Desejos vadios

Sentada no cais

Estranho pensar

Uma serena poesia de amor

Na imensidão do nada

Querer adverso

Aqui estou...

Letras cansadas

Tudo poderá acontecer...

Não precisa

Calada...Te amo

Ventos de outono

Janelas cerradas

Razões perdidas

Noites eternas

Momento

Melancolicamente

...E tudo falta

O meu amor

Dentro de nós

E então...

Ousadias

Um café, por favor...