SE NÃO HOUVER AMANHÃ
Clara da Costa
 
Se não houver amanhã,
deixe eu olhar nos teus olhos
e mostrar que não é vã,
a alegria de sua presença em mim.
 
Se não houver amanhã,
sinta e acredite no calor do meu abraço,
o entrelaçar de minha mão na tua,
o carinho e ternura que é ter você.
 
Se não houver amanhã,
não chore a minha falta,
mas se sinta feliz por termos vivido
bons e inesquecíveis momentos.
 
Se não houver amanhã,
não se entristeça, não abandone a alegria,
mas sinta a brisa que roça teu rosto:
sou eu, acarinhando e cuidando de você!
 
Pipa/RN
06.09.09
 
Publicado no site:
Publicado no Recanto das Letras em 06/09/2009
Código do texto: T1795492
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

::::VOLTAR::::