Meia noite

Cássia Vicente
 
Finda o velho dia na noite fria,
o novo nasce no ventre escuro da noite sem lua.
 
A luz artificial clareia a mente
que desperta, escreve uma poesia.
 
Será pra quem, por quem que as palavras
querem pular na água  fria?
 
Importa?
 
Na verdade, descomporta a poesia
aquecida pelo cobertor na cama meio vazia.
 
Que importa
se a pergunta não quer resposta.
 
 
Jataí-GO
09-04-2010

 

Tubes LuzCristina

 

 

 

 

 

 

 
 

 

:::VOLTAR:::