NINGUÉM SABE O PREÇO
 
Cássia Vicente
 
Você cobra atenção do outro,
se cobra por não fazer perfeito,
cobra a rua suja, a criança faminta,
a tarefa do seu filho, o riso do seu marido,
cobra a roupa limpa, a comida quente,
cobra um bom dia, sem mesmo analisar o que você
pode cobrar pra ver isso ou aquilo realizado
com a perfeição que você tem como parâmetro,
o seu parâmetro, nunca o do outro.
Cobra...cobra...mas não tem capacidade real para
valorar o preço de cada cobrança, porque,
ninguém sabe o preço do outro, nem da coisa;
o que Deus pediu por ele, o que lhe foi dado como bonus,
na verdade, não sabe nem o seu preço.
Se não sabemos a moeda que Deus trabalha, então, não cobremos,
procuremos agir correto e certo conosco e com o outro, assim,
com certeza vamos receber bonus pelos nossos atos.
O preço da vida é incalculável na nossa parca sabedoria.

 

 

 

:::VOLTAR:::