AMIGOS E INIMIGOS
Clara da Costa
 
Amigo,
palavra doce,
doce como é,
a brisa suave
de um amanhecer.
 
Inimigo,
palavra doída, que machuca,
que não gostaríamos de pronunciá-la,
mas que não surge por acaso...
 
Amigo,
teu carinho me fascina,
teu olhar é pura poesia,
quando caminhamos lado a lado.
 
Inimigo,
um desafio do presente, resquícios
de um passado desconhecido,
que desafiam nossa real capacidade de amar.
 
Amigos e inimigos,
que nos ensinam sobre o amor,
no afeto e desafeto,
de situações carmáticas.
 
Pipa/RN
09.05.09
 
 
Publicado no Recanto das Letras em 09/05/2009
Código do texto: T1584463

 


::::VOLTAR::::