INGRATIDÃO
Clara da Costa
 
Ah, ingratos!
Quão infelizes e fracos de espíritos
sois vós!
O que nos resta fazer perante seus pés,
senão perdoar,
compreender,
se sensibilizar por seu penar
e sua pungente ingratidão perante
a confiança em ti despositada?
 
Jan/12
 
 
 
 
 
 

 

:::VOLTAR:::