POR QUE MORREMOS?
Clara da Costa
 
Por que morremos?
Uma pergunta que todos fazem a si mesmos e, que, mesmo sendo a única certeza que temos nessa vida,
muitos ainda, se assustam com essa realidade.
Nascemos, vivemos e morremos...
para renascer.
Verdade consumada!
 
Imagina acordar,
sabendo que esse seria o último dia de nossa  vida?
Pode ser, como pode não ser o último dia de nossa vida,
mas devemos vivê-lo como se cada dia fosse o último dia.
 
Não conseguimos acreditar nas supresas que
a vida nos reserva, relutamos em aceitar
que aceitar a morte do corpo, é uma arte difícil.
O coração renega com tenacidade a aprender
que essa sim, é a nossa única certeza.
Se vivêssemos conscientes disso, 
nos livraríamos hoje, de coisas que fazem mal ao nosso espírito, como sentimentos negativos de mágoas, preconceitos, ódios, rancores, inimizades, lamentações...
 
Temos que pensar no hoje,
como sendo sempre o último dia,
pensar em cada passo que damos,
porque tudo pode mudar a qualquer momento,
mesmo nossos planos.
A vida é cheia de surpresas,
por isso temos que amar, sorrir, sermos gratos pelo
que temos, valorizar tudo o que nos rodeia,
cada palmo desse chão que pisamos,
casa pedacinho do céu que nos deslumbra com seu azul, a imensidão mágica do mar,
a dádiva da natureza,
segundo a segundo de nossa vida.
 
Devemos deixar o nosso coração transbordante de felicidade, de atitudes positivas e alegria de viver,
até o último suspiro...
que não sabemos quando será.
 
Praia de Pipa/RN
17.06.11